segunda-feira, 13 de abril de 2009

Procurador pede inquérito para apurar se gesto de Cristian foi ofensivo

O procurador do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), Carlos Antonio Meccia, confirmou, na tarde desta segunda-feira, que pediu a instauração de um inquérito para apurar se os gestos feitos pelo volante Cristian após o segundo gol na vitória do Corinthians sobre o São Paulo neste domingo foram ofensivos.

Após balançar as redes nos minutos finais, desempatando o confronto, o jogador cruzou os braços e mostrou os dedos do meio, enquanto corria para comemorar. A principal dúvida do TJD-SP antes de oferecer a denúncia é se os gestos foram destinados à torcida do São Paulo presente no Pacaembu.

"Já vi a cena, li os jornais e vi as fotos. Nenhuma delas mostra se ele fez isso em direção à torcida do São Paulo. Por isso, vamos ouvir na sexta-feira, às 14 horas, o delegado presente, o assistente numero um e o Cristian. O inquérito vai oferecer condições de saber o que ocorreu", disse Meccia, à Rádio Globo.

O árbitro Sálvio Espíndola ignorou o gesto feito pelo jogador na súmula, o que acaba por dificultar a identificação de a quem se dirigiu o jogador na comemoração. "Em nenhuma imagem dá para ver a torcida do São Paulo. Vi o tape três vezes e não identifiquei. Se ficar provado, vamos ver o que será feito", continuou Meccia.

Independentemente da apuração final do inquérito, Cristian deve voltar a campo para a partida de volta da semifinal do Campeonato Paulista no próximo domingo, no Morumbi. Como Meccia adiantou à GE.Net neste domingo, caso a agressão visual seja provada, o volante só deve ir a julgamento na segunda-feira seguinte.

Fonte: Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: