sábado, 28 de março de 2009

Marcela Sanchez: o recém-encontrado charme da burguesia

A classe média está na moda. Em meio a uma recessão econômica global, o charme da burguesia está longe de ser discreto.

O governo Obama colocou a classe média no centro de sua estratégia de recuperação. Com alívio de impostos, redução dos custos de saúde e maior assistência para pagar pelo ensino superior, o governo está apostando que "uma classe média forte é igual a uma América forte".

Além de Washington, o crescimento da classe média em todo mundo é considerado como um pára-choque importante para a atual crise e um novo motor para a eventual recuperação. Se a classe média dos países em desenvolvimento gastar mais com seu novo poder aquisitivo, ela pode compensar o enfraquecimento da demanda entre os maiores consumidores do mundo.

"Nós estamos na crise em que estamos, entre outros motivos, por causa do desequilíbrio gerado na economia global, no qual as economias em crescimento na Ásia dependiam do consumo de outros países. Nós precisamos de algo mais equilibrado", disse Otaviano Canuto, o vice-presidente para países do Banco Interamericano de Desenvolvimento, em uma recente entrevista. "O avanço das economias em desenvolvimento, que incluiria a modernização do consumo de sua classe média, pode ser uma das poucas fronteiras de crescimento para a economia global."

A expansão econômica nos países em desenvolvimento nas últimas duas décadas alimentou o crescimento da classe média. Um estudo do Banco Mundial, divulgado no início deste ano, apontou que este segmento que representava um terço da população total em 1990 passou para mais da metade em 2005. Como colocou uma reportagem especial na revista "The Economist" no mês passado, "o mundo em desenvolvimento não é mais apenas pobre".

Segundo uma medição, por exemplo, o Brasil se tornou um país de classe média há um ano, quando mais de 50% de sua população - cerca de 100 milhões de habitantes- tinha renda no meio do intervalo de renda do país. Segundo o estudo do Banco Mundial, entre 1990 e 2005, havia mais de 85 milhões de novos membros da classe média na América Latina e Caribe.

Alguns poderiam presumir, então, que a classe média na América Latina exerceria exatamente o papel que os economistas esperam ver das classes médias de todo o mundo. Mas há várias verdades que tornam isto improvável.

Primeiro, é importante notar que muitos em suas fileiras mal saíram da pobreza. A classe média na América Latina tem um acesso muito limitado ao crédito, e a renda de muitos está abaixo dos níveis de pobreza em comparação aos países desenvolvidos. Além disso, a classe média na América Latina tem pouca ou nenhuma rede de segurança com a qual contar em tempos de crise.

Em outras palavras, antes que alguém possa pedir à classe média para que consuma mais, "suas condições, sua renda, precisam melhorar", disse Mauricio Cárdenas, o diretor da Iniciativa Latino-Americana da Instituição Brookings, em Washington.

A fraqueza da classe média latino-americana ganha maior foco quando se considera quão pouco os governos podem fazer para ajudá-la a manter sua posição ou a sobreviver a uma crise. Enquanto os países industrializados estão reduzindo impostos, cortando as taxas de juros e aumentando o seguro-desemprego para ajudar os lares de classe média, na América Latina estas estratégias simplesmente não são uma opção.

O fardo dos impostos já é baixo demais, de forma que reduzi-los não ajudaria. Além disso, "nós não contamos com bancos centrais que possam facilmente reanimar o consumo com a redução dos juros, já que apenas uma minoria de nossa população tem acesso ao crédito", segundo Marcelo Giugale, o diretor de política econômica e de programas de redução da pobreza na América Latina do Banco Mundial. "E não temos... uma rede de segurança social com cobertura suficiente para transferência de recursos para a classe média."

Apesar destes obstáculos imediatos, há benefícios óbvios, porém indiretos, na expansão da classe média. Uma classe média mais forte faz bem para a democracia. Um estudo do Centro Pew de Pesquisa envolvendo 13 países de renda média, encomendado pela revista "The Economist", apontou que a classe média apóia mais a democracia do que os cidadãos pobres nestes países.

Também faz bem para a economia, particularmente quando o crescimento da classe média é resultado de forças do mercado e do setor privado - como é o caso recentemente na América Latina - e não resultado de uma ação do governo. Como apontou "The Economist", é mais provável que esta classe média tenha um "impulso empreendedor, um impacto político ou capacidade de sustentar um alto crescimento econômico", todos eles atributos fortes para enfrentar uma recessão.

Uma classe média comprometida com a democracia e com os mercados abertos poderia dissuadir os governos de buscarem soluções prejudiciais. Ela poderia, por exemplo, impedir uma solução protecionista, o caminho que conduziu o mundo da recessão para a depressão nos anos 30.

Marcela Sanchez é jornalista em Washington desde o início dos anos 90 e uma colunista distribuída para vários jornais há mais de seis anos

* AR ERRO 08/03/2009 - 00h01 Barbie, ícone da mulher sempre jovem, chega aos 50

Nós odiamos a Barbie. Nós amamos a Barbie.

Condenamos o formato irreal do corpo da Barbie, culpando-a pela epidemia de anorexia e bulimia e pelo fato de garotas de 15 anos de idade tomarem Prozac.

Gostaríamos que as pessoas que não param de falar sobre os horrores da Barbie ficassem quietas e fossem viver.

Assim como acontece com os cigarros, o McDonald's e a pornografia, nossas filhas são proibidas até de pensarem sobre a Barbie.

Ou então instalamos mais prateleiras nos quartos delas para mostrar a coleção cada vez maior de bonecas.

Barbie, por sua vez, fica feliz com o fato de que todos continuem falando a seu respeito. Ela vai fazer 50 anos esta semana, e a companhia Mattel comemora o aniversário com muito marketing e publicidade, incluindo uma versão contemporânea da Barbie original, que será revelada na segunda-feira, exatamente meio século depois que a Barbie foi colocada no mercado. A nova Barbie terá um novo "formato de rosto", de acordo com as informações divulgadas à imprensa.

A longevidade invejável da Barbie vem de muitas fontes, mas uma delas deve estar relacionada com a polêmica que a persegue.

"Se ela não fosse controversa, seria chata. E teria sido esquecida há 20 anos", diria sua indiscreta relações públicas de Nova York, se a Barbie fosse uma estrela de carne e osso e tivesse uma indiscreta relações públicas de Nova York.

Qualquer relações públicas mataria por uma estrela como a Barbie.

Se a Barbie fosse uma estrela, ela seria um pouco como Madonna (empreendedora, camaleônica), teria um quê de Angelina Jolie (idealista, viajada) e um brilho de Britney Spears (excêntrica). Além disso, há um toque de Courtney Love na Barbie, devido ao seu histórico de escândalos.

Talvez isso explique porque os ótimos profissionais de mídia da Mattel escolheram a música "Doll Parts", da banda Hole, liderada pela cantora Courtney Love, para celebrar o 50º aniversário da Barbie no site da companhia. Entre outras coisas, a música sugere o sexo e o uso de heroína. Enquanto Love canta sobre suas "veias grandes" (ótimas para as agulhas!), aparece uma procissão de Barbies, com lábios brilhantes como vinil vermelho, usando sandálias sensuais.

Ou talvez todo o lance Courtney Love, heroína e sexo da Barbie tenha sido um erro da Mattel, como quando eles lançaram a "Oreo Fun Barbie", uma promoção conjunta com a Nabisco em 1997, em que Barbies brancas e negras vinham embaladas com biscoitos Oreo. Não levou muito tempo para que a Mattel, e a Nabisco, descobrissem que Oreo é usado como um termo racial pejorativo.

Teve também o lançamento da boneca falante "Teen Talk Barbie" de 1992 que, entre outras coisas, dizia "aula de matemática é difícil". Depois de protestos, eles cortaram a frase do léxico da boneca. A Arábia Saudita baniu a boneca, classificando-a como um "símbolo de decadência do Ocidente pervertido". Justamente este mês, um político da Virgínia Ocidental entrou com um projeto de lei para "proibir a venda de bonecas Barbie e outras bonecas que influenciem as meninas a serem bonitas". Também este mês, uma nova Barbie chamada "Totally Stylin'
Tatoo Barbie" chegou às prateleiras. Ela vem com adesivos de tatuagem para a boneca, e uma "pistola de tatuagem" para as meninas aplicarem suas próprias tatuagens temporárias. Como era de se esperar, isso gerou protestos.

Os escândalos se acumularam, assim como as paródias. Basta buscar o nome da boneca no YouTube, e você encontrará um cara mergulhando uma Barbie numa panela de água fervente. Ele grita e dá risada. Há Barbies fazendo sexo, é claro, e também um comercial falso para uma boneca falsa chamada "Goth Barbie" ["Barbie Gótica"]: "Se o desespero da sua existência é muito grande para ser suportado, teça um tapete de dor com a nova Barbie Gótica! As proporções inatingíveis da Barbie Gótica irão estilhaçar sua autoimagem nas pedras da melancolia!"

O programa humorístico "Saturday Night Live" já fez piada com paródias da Barbie. A última foi a "Cougar Barbie", na qual uma Barbie de 50 anos, bêbada e fumando, tenta seduzir rapazes mais novos.

O ridículo vai além dos programas da mídia de massa. Chamar uma mulher de "Barbie" é o mesmo que sugerir que ela é falsa, vazia e burra: de plástico.

Enquanto isso, os fãs da Barbie a colecionam, criam santuários, escrevem poemas para a boneca. Eles lançaram centenas de sites homenageando a Barbie no Facebook. Eles mantêm sites dedicados ao culto da Barbie. Recebem tweets sobre a Barbie no Twitter. Eles blogam sobre a Barbie. E comemoram o fato de ela ter vencido tantas outras bonecas ao longo dos anos, bonecas que fizeram sucesso, e deixaram de fazer. Modismos. Eles zombam da maior concorrente da Barbie hoje, as vulgares bonecas "Bratz".

A Barbie sorri enquanto tudo isso acontece, uma mestre Zen com saltos cor de safira e vestido branco.

Ou como a vi recentemente na loja Walgreens no centro de Denver: uma Barbie solitária no alto de uma prateleira, olhando através do plástico de sua caixa retangular. Ela usava um vestido laranja e amarelo, um cinto prateado, e sapatos plataforma vermelhos. E sorria.

Elite chinesa é encorajada a comprar

Enquanto os americanos reduzem gastos para sobreviver à crise econômica, os responsáveis pelo desenvolvimento da resposta de Pequim à Quinta Avenida esperam que os consumidores chineses abram seus bolsos -e gastem bastante. Há alguém no mercado interessado em um sofá de grife de US$ 22 mil?
A Jinbao Jie, ou "Rua do Tesouro Dourado", é um trecho de pomposos hotéis, clubes e lojas que visam "as pessoas mais ricas e bem-sucedidas da China", disse Robert Yao, o diretor de marketing da empresa de Hong Kong por trás do projeto.

A construção está 75% completa. Quando a peça central do projeto, o shopping center Jinbao Palace, for inaugurada em fevereiro, a elite de Pequim poderá comprar um carro esporte Bugatti ou aquele sofá italiano obrigatório -"coisas nunca antes vistas na China", diz Yao com entusiasmo.

Esse consumo ostensivo, impensável nos dias austeros do líder Mao Tsé-Tung, representaria uma imensa mudança cultural naquele que é tradicionalmente um país de poupadores cuidadosos, não grandes gastadores. Também poderia ajudar a determinar nos próximos meses se a economia chinesa sofrerá apenas uma desaceleração moderada ou sofrerá algo pior.

As fábricas exportadoras foram o principal motor do crescimento econômico fenomenal da China nos últimos 20 anos, mas à medida que as encomendas de manufaturados despencam em todo o mundo, poderá caber aos consumidores compensar a redução.

Yao diz que seus clientes de alta renda estão prontos para gastar. "As recentes mudanças econômicas significam que o investimento pode diminuir, mas não o consumo deles", ele disse.

Hu Xingdou, um professor de economia do Instituto de Tecnologia de Pequim, disse que o consumo "precisa crescer" para compensar as exportações mais fracas. Mas, ele disse, as "pessoas comuns não têm dinheiro, especialmente os camponeses, e a desigualdade de renda... está crescendo".

As novas lojas são "apenas para os ricos e estrangeiros", disse Hao Zhilong, um aposentado que consertava seu triciclo em uma rua estreita adjacente à Jinbao Jie. "Nós apenas passamos e olhamos as vitrines. Eu nunca entrei, já que nós, pessoas comuns, não podemos comprar seus produtos."

Mas a expansão continua. Hao disse que sua casa deve ser demolida no próximo ano para dar espaço para outro novo shopping center de luxo.

Os chineses foram condicionados a poupar dinheiro por causa da longa era de dificuldades antes das mudanças econômicas do final dos anos 70, e de uma fraca rede de segurança social caso adoeçam ou percam seu emprego. O lar médio gasta cerca de 28% de sua renda, segundo um recente relatório da firma de consultoria McKinsey. A taxa de poupança nos lares americanos nos últimos anos é de quase zero.

A tradição chinesa de frugalidade pode estar mudando com uma nova geração.

He Xiumei, 41 anos, de Pequim, procurava por um sofá -não na ostentosa Jinbao Jie, mas no bem mais humilde mercado de móveis Ten Mile River, no sul de Pequim, onde custam cerca de US$ 300 cada. "Quem pode comprar as coisas luxuosas como os novos ricos?" ela disse.

Entretanto, ela disse, seu filho em idade universitária está bastante disposto a adotar a cultura do crédito americana. "Eu não entendo por que ele deseja ter um cartão de crédito. Eu nunca vou querer dever a alguém na minha vida, mas ele disse que muitos de seus colegas de classe têm um, então ele também quer."

"Tudo o que ele quer é parecer bacana quando comprar itens de luxo como Nike e Adidas e presentes para sua namorada", ela suspirou.

Há sinais iniciais de que a geração mais jovem pode estar prevalecendo. Apesar da desaceleração no setor manufatureiro, um forte crescimento das vendas no varejo em outubro oferecem esperança para a economia chinesa, segundo os economistas Ting Lu e TJ Bond, do Merrill Lynch em Hong Kong. Eles previram que as medidas do governo para estimular o consumo amortecerão a desaceleração nas exportações e ajudarão a economia chinesa a crescer cerca de 8,6% no próximo ano.

O plano de estímulo econômico de US$ 586 bilhões anunciado pelo governo chinês, no mês passado, se concentra principalmente em grandes projetos de infra-estrutura como novos aeroportos e represas. Ele também busca estimular o consumo ao elevar o preço mínimo de compra para os grãos (para ajudar os produtores rurais) e aumentar os benefícios de seguridade social para os pobres. Se mais gastos é uma boa idéia a longo prazo é motivo de debate.

"Há uma certa ironia em pedir para que os consumidores chineses historicamente cautelosos aumentem seus gastos, precisamente no momento em que estão bem claros os resultados horríveis do fato dos consumidores ocidentais não terem poupado para tempos difíceis", escreveu recentemente Colin Speakman, um especialista em China do Instituto Americano para Estudos Estrangeiros, no jornal estatal "China Daily".

Todavia, as coisas vão bem na concessionária da Rolls Royce na Jinbao Jie. Lu Huan, um funcionário de marketing, disse que as vendas de carros de mais de US$ 1 milhão saltaram de nove, em 2006, para 30 em 2007 e quase 50 em 2008. "A desaceleração afetou a confiança de alguns consumidores", disse Lu, "mas eles ainda têm dinheiro para gastar".

Anthony Giddens - Recessão, mudança climática e a volta do planejamento

A mudança climática e como responder a ela são assuntos dos noticiários do momento. Assim como, é claro, a recessão econômica, que também é global e profundamente preocupante. Mas qual é a relação entre as duas?

Toda crise é potencialmente um estímulo para lado o positivo da personalidade -é uma oportunidade de começar novamente, disse Sigmund Freud. Esse ponto não passou despercebido pelos líderes políticos. Depois do exemplo do presidente Obama nos EUA, muitos endossaram a idéia de um New Deal da mudança climática. O investimento em tecnologias de baixo carbono, o isolamento de prédios e o transporte público podem dar uma importante contribuição para a economia mover-se novamente, é o raciocínio.

Nick Stern, autor do celebrado Relatório Stern da economia da mudança climática, argumenta que tais medidas devem envolver pelo menos 20% dos fundos dos planos de recuperação. As propostas de Obama são menores que isso, mas alguns países estão alocando muito mais. A Coreia do Sul, por exemplo, está dedicando nada menos do que dois terços de seu pacote de recuperação para tais fins.

Eu apóio a idéia de um New Deal de mudança climática e espero que produza o dobro de benefícios propostos -o triplo de benefício, de fato, se os países conseguirem também reduzir sua dependência sobre o petróleo importado. Ainda assim, o efeito estimulante levantado por Freud deve nos unir em pensamento e ação em uma frente muito mais ampla.

Estamos no limiar de uma importante revolução, o fim da economia do combustível fóssil; agora é hora de tentar pensar em suas implicações prováveis. Essas vão desde questões triviais e mundanas até as mais amplas e especulativas.

Do lado trivial, uma importante preocupação tem que ser com empregos. Segundo seus defensores, o New Deal de mudança climática deve criar novos empregos por si mesmo. Não tenho tanta certeza disso. Será que significa, como teria que significar, a criação de empregos líquidos- ou seja, números maiores do que existiam antes? Quando mais energia for produzida de fontes de baixo carbono e quanto mais a eficiência energética aumentar, alguns trabalhadores nas indústrias baseadas em combustíveis fósseis, tais como minas de carvão, ficarão sem trabalho. A maior parte das inovações tecnológicas reduz, em vez de aumentar, a necessidade de força de trabalho.

Os empregos serão criados não tanto pelas tecnologias renováveis quanto pelas mudanças de estilo de vida provocadas pelas questões de mudança climática e segurança energética. As sensibilidades vão mudar e, com elas, os gostos. A nova economia que emergirá será ainda mais radicalmente pós-industrial do que a que temos hoje. Caberá aos empresários identificar as oportunidades econômicas que virão com a expansão -como foram encontradas formas de revitalizar as regiões portuárias onde a indústria de navegação evaporou-se.

Enquanto ponderamos de que forma deve ser a recuperação da recessão, devemos pensar seriamente sobre a natureza do próprio crescimento econômico, ao menos nos países ricos. Sabe-se há muito tempo que, acima de certo nível de prosperidade, o crescimento não necessariamente leva a um maior bem-estar pessoal e social. Agora é a hora de introduzir medidas mais completas de bem-estar junto com o PIB e dar a elas verdadeira ressonância política. Agora é a hora de uma crítica sustentada e positiva do consumismo, com peso político. Agora é hora de trabalhar para uma recuperação que não signifique uma reversão para a sociedade de muito dinheiro.

O período da desregulamentação de Thatcher acabou. O Estado voltou. Precisaremos de uma política industrial ativa e planejamento, em relação às instituições econômicas e também para a mudança climática e política energética.

Os erros feitos por gerações anteriores de planejadores, entretanto, têm que ser evitados. Muitas questões se apresentam. Tome o exemplo da tecnologia renovável. São necessários avanços tecnológicos para que, em algum ponto, os combustíveis fósseis tornem-se história. Ainda assim, como os governos devem decidir quais apoiar? Como eles podem lidar com o fato que as mais radicais inovações tecnológicas- tais como a Internet- muitas vezes não são previstas por ninguém?

Temos que encontrar um novo papel para o governo, mas também para mecanismos de mercado. Instrumentos financeiros complexos subitamente sairão de moda, culpados pelo colapso do mercado. Ainda assim, teremos a necessidade deles porque, propriamente regulados, algumas vezes são de fato chave para o investimento de longo prazo, em vez de uma força contrária.

Considere a questão do seguro contra eventos climáticos extremos, tais como os furacões no Caribe. Tais episódios vão se tornar mais frequentes e mais intensos, já que a mudança climática, até certo ponto, certamente ocorrerá. Prover seguro contra danos será uma forma importante de se adaptar a ela -especialmente quando pessoas mais pobres são envolvidas. A indústria de seguros privada terá que fornecer a maior parte do capital, já que dadas suas muitas obrigações só pode ser a seguradora do último recurso.

E depois, bem, há o avô da coisa toda, a globalização, que progrediu rapidamente sem controles internacionais adequados. A regulamentação eficaz dos mercados financeiros mundiais é essencial para o futuro. Talvez ajude a pavimentar o caminho para a colaboração, essencial para lidar com a mudança climática -muito tem que ser repensado neste quesito, enquanto 200 nações se preparam para as reuniões patrocinadas pela ONU em Copenhague em dezembro. A crise financeira e suas consequências deram uma sacudida nas formas estabelecidas de pensar que deve se provar muito importante. Estamos no final do final da história.

* Anthony Giddens, sociólogo e guru do "terceiro caminho" de Tony Blair, é ex-diretor da Escola de Economia de Londres. Seu novo livro, "The Politics of Climate Change" (A política da mudança climática), será publicado pela Polity Press no dia 20 de março.

Itália perde seu aspirante a Obama

"Si può fare" (pode-se fazer), proclamava Walter Veltroni, líder da centro-esquerda italiana durante sua eufórica campanha das eleições gerais de abril do ano passado, agarrando-se com fervoroso entusiasmo ao "Yes, we can" de Barack Obama. Esforço vão: a centro-direita de Silvio Berlusconi venceu as eleições por goleada.

Dez meses depois, e após colecionar todo tipo de reveses e tristezas, Veltroni constatou que, infelizmente, "non si può fare". Depois da derrota da centro-esquerda nas eleições regionais da Sardenha, realizadas no domingo e segunda-feira passados, Walter Veltroni se demitiu do secretariado nacional do Partido Democrata (PD) diante da pesarosa cúpula do partido, reunida em Roma para analisar o fracasso sardo. Faltam quatro meses para as eleições europeias, e o súbito vazio de liderança deixa a centro-esquerda abatida, desiludida e inconsolável.

"Se para muitos sou um problema, estou disposto a sair pelo bem do partido", alertou Veltroni aos seus, segundo diversas agências de notícias italianas. Tentaram dissuadi-lo, pediu uma pausa para reflexão que durou várias horas, e finalmente disse não. "Muitas vezes encontrei paus nas rodas", dizem que afirmou. "Assumo minhas responsabilidades mas também as dos outros. Chega de causar danos a nós mesmos, demito-me para salvar um projeto no qual sempre acreditei."

O ex-prefeito de Roma, de 53 anos, comparecerá a uma entrevista coletiva para explicar as razões de sua saída, que na realidade saltam à vista: durante 16 meses conduziu um partido sempre dividido, no qual sua liderança era questionada com maior ou menor dissimulação por uns e outros, especialmente por um dirigente de peso como Massimo D'Alema.

Depois, está claro, se desgastou o rosário de derrotas que nem sequer podia imaginar quando, em outubro de 2007, foi eleito secretário do Partido Democrata em primárias com 76% dos votos. Transformava-se assim no primeiro secretário do PD, formação nascida nesse mesmo outono da fusão dos Democratas de Esquerda (ex-comunistas) com La Margarita (moderados).

Parecia uma grande coisa, mas desde a queda do governo de centro-esquerda de Romano Prodi, em janeiro de 2008, o Partido Democrata não parou de acumular tristezas. Perdeu as eleições gerais de abril desse ano, assim como as regionais na Sicília e em Friuli-Venecia Julia (realizadas nessa mesma data); nesse mês a centro-direita lhe arrebatou a prefeitura de Roma; em dezembro passado perdeu as regionais dos Abruzzi; e agora perdeu as da Sardenha. Circula na Itália um memorando cruel, referindo-se a toda a oposição, e não só ao PD: a única vitória das esquerdas que se recorda ocorreu em novembro passado, quando a ex-deputada comunista transexual Vladimir Luxuria ganhou o concurso televisivo "A Ilha dos Famosos".

A magnitude do desastre na Sardenha foi o golpe fatal para Veltroni. O candidato de centro-esquerda, Renato Soru, obteve 42,8% dos votos contra 51,9% do candidato de centro-direita, Ugo Cappellacci, apadrinhado por Berlusconi até tais extremos que Il Cavaliere quase não o deixava falar nos comícios. O primeiro-ministro - que tem casa na Sardenha e que organizará na base militar sarda de La Maddalena o G-8 em julho próximo - protagonizou a campanha eleitoral com Cappellacci, 48 anos, quase como um auxiliar de palco. "Um verdadeiro gladiador da política italiana", disse sobre Berlusconi a ministra da Educação, Mariastella Gelmini.

O empresário sardo Renato Soru, de 51 anos, foi o presidente regional anterior, cargo do qual se demitiu em 25 de novembro por não conseguir a aprovação integral de sua ambiciosa lei urbanística. A trajetória política de Soru - criador do provedor de Internet Tiscali e proprietário do jornal esquerdista "L'Unitá" - apresentava ontem algum paralelismo. Sua demissão levou a centro-esquerda a perder a Sardenha, assim como a demissão de Veltroni da prefeitura de Roma levou o PD a perder a capital. Agora também perdeu Veltroni.

Um ano de Raúl, mas com Fidel na sombra

As quantias perdidas em apostas sobre o desaparecimento físico ou político de Fidel Castro já devem somar centenas de milhares de dólares, sobretudo em Miami, ao se completar um ano da substituição do líder revolucionário por seu irmão Raúl.

O menor dos Castro manda na ilha desde 18 de fevereiro de 2008, dia da aposentadoria formal do mais velho. Governa no seu estilo, com uma equipe muito militar e dentro do esquema do Partido Comunista. Mas Fidel continua influindo. Não ordena, mas pesa: pelo que diz e pelos limites que impõe, de maneira implícita ou expressa.

A última prova da influência exercida pelo convalescente mas "muito ativo e ágil" líder cubano data de poucos dias, quando a presidente chilena e autora desses qualificativos sobre seu estado físico esteve na ilha em visita oficial. Em uma reflexão relativa ao encontro que acabava de ter com a própria Michelle Bachelet, Fidel fez uma análise histórica que quase causou um incidente diplomático com o país andino.

O ex-presidente lembrou que "a oligarquia chilena, vingativa e fascista, arrebatou da Bolívia a costa que lhe dava amplo acesso ao Pacífico". Assim, apoiou a reclamação histórica de La Paz para recuperar sua saída ao mar.

Bachelet expressou sua indignação assim que desembarcou em Santiago. Indicou que havia manifestado seu "incômodo" a Raúl e acrescentou: "Não aceitamos ingerências de terceiros em assuntos domésticos ou bilaterais". Antes, o chanceler cubano, Felipe Pérez Roque, havia dito a seu homólogo chileno que não havia qualquer possibilidade de desautorizar o líder da revolução. De modo que a reflexão de Fidel, apesar de constituir uma opinião "estritamente pessoal" - como entendeu Bachelet e ele mesmo deixaria claro - colocou Cuba em verdadeiro apuro com um país amigo.

E as relações diplomáticas são exatamente um dos campos em que as coisas mais melhoraram na ilha desde que Raúl assumiu a chefia de governo. De uma política externa baseada na camaradagem com os amigos incondicionais da América Latina, África e Ásia, Cuba passou a praticar uma diplomacia mais construtiva e integrada, através da qual reforçou laços com quase todo o mundo. Destacam-se os vínculos renovados com China, Rússia e Brasil, apoiados por acordos e visitas, assim como o degelo e o reinício do diálogo com a UE.

Inclusive a velha inimizade com Washington hoje está em questão depois da chegada de Barack Obama, pelo menos como não estava desde Clinton e Carter. Raúl demonstrou várias vezes seu desejo de negociar uma saída para o conflito bilateral, desde que se faça "de igual para igual e sem unilateralismos".

Mas o bom clima com Obama encontra um limite claro na predisposição de Fidel, que não parece tão boa como a de Raúl. O irmão mais velho demonstrou isso há algumas semanas, quando acusou Obama de "compartilhar o genocídio contra os palestinos" e de incorrer em "soberba e abuso" por não devolver a Cuba a base naval de Guantánamo.

Fidel Castro, que de um modo ou de outro passou 50 de seus 82 anos no poder, ainda é o primeiro-secretário do PC, comandante-em-chefe e conselheiro máximo do presidente por acordo parlamentar. Tudo isso continua pesando na política de Raul, que no âmbito doméstico não realizou até agora as expectativas de reforma que trouxe consigo há um ano.

As anunciadas "mudanças estruturais" e os novos investimentos estrangeiros não aparecem. O levantamento ou alívio das proibições parecem suspensos. A entrega de terras aos agricultores particulares é lenta. A modernização da economia não chega, como também não o rodízio de gerações... Não será porque Raúl e sua equipe não queiram ou porque não trabalhem. Deve ser, segundo opinião quase unânime, que as circunstâncias, as resistências à mudança e algumas pessoas que não deixam.

Explosão de bomba em mercado fere 8 na Colômbia

Pelo menos oito pessoas ficaram feridas hoje na explosão de uma bomba num supermercado de Apartadó, povoado do departamento (estado) colombiano de Antioquia, informaram as autoridades locais.

O prefeito da localidade, Osvaldo Cuadrado, declarou aos jornalistas que, aparentemente, o explosivo foi colocado na parte administrativa do estabelecimento por milicianos aliados às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Uma grávida ferida pela explosão foi levada com outras três pessoas para o hospital. As outras quatro vítimas foram declaradas fora de perigo.

Cuadrado disse que os alvos originais do atentado eram um prédio público e um escritório da Câmara de Comércio.

Imediatamente após a explosão, o general Óscar Naranjo, diretor da Polícia Nacional, anunciou uma recompensa de US$ 4 mil a quem der informações que levem à captura dos autores do ataque.

Fonte: UOL

Colombiano é entregue à Justiça após engravidar filha 8 vezes

O colombiano Arcebio Álvarez, detido na sexta-feira por ter estuprado várias vezes uma de suas filhas, com a qual teve oito filhos-netos, foi entregue à Justiça do país, que o processará por vários crimes.

Álvarez, de 59 anos, responderá aos delitos de ato sexual abusivo, acesso carnal violento e incesto contra a filha, que, segundo a imprensa nacional, atualmente tem 35 anos.

O estuprador, de 58 anos, já apelidado de "o monstro de Mariquita" - pela localidade em que vive, a cerca de 300 quilômetros de Bogotá -, foi detido graças a uma denúncia da vítima, que tentou proteger os filhos dos mesmos abusos que sofrera.

O caso de incesto já foi comparado com o do austríaco Josef Fritzl, de 73 anos e condenado à prisão perpétua depois de ter mantido a filha presa 24 anos num porão, período no qual abusou sexualmente dela inúmeras vezes.

Segundo fontes judiciais, o colombiano detido começou a abusar da filha quando ficou viúvo, o que aconteceu quando a criança tinha 5 anos.

Depois que o caso veio à tona, o Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar ofereceu proteção especial à vítima e a seus oito filhos, um dos quais teria 19 anos.

Fonte: UOL

Fofoca da Televisão

Vem aí

A Rede TV! trabalha com a data de 6 de abril para o lançamento do seu novo programa das manhãs. Não é oficial, até porque uma das apresentadoras, Daniela Albuquerque, continua fora do Brasil. Está em férias nos Estados Unidos. E o cenário também não está pronto.

Enlatados

O SBT já tem em seu poder um novo lote de seriados da parceira Warner. Títulos que, segundo os seus diretores, deverão ser exibidos na faixa nobre. Mas ninguém informa a partir de quando.

De época

É uma história ambientada na década de 80 que o autor Felipe Miguez deve emplacar na grade de novelas da Globo, possivelmente no horário das 7 da noite. Miguez tem a seu favor a torcida do diretor Wolf Maya e a supervisão de Aguinaldo Silva. Será a primeira novela assinada por ele na emissora, mas ele já colaborou em tramas como "Duas Caras".

Nada certo

A Rede TV! e a Futebol Brasil Associados, empresa responsável pelo Brasileiro da Série B, ainda não acertaram a transmissão do campeonato deste ano. Antes, tudo tem que passar pela Globo. Não devem existir problemas, porque a parceria é antiga, mas nada como o preto no branco.

Aquecendo motores

A Record começa gravar a novela "Bela, a feia" em abril. A estreia, embora anunciada para junho, pode ser antecipada para maio. Hiran Silveira, diretor da teledramaturgia, acredita que até o fim da semana que vem estarão resolvidos todos os problemas do elenco, inclusive o maior deles: Gisele Itiê.

Primeiros trabalhos

Netinho passou os dois últimos dias no SBT gravando chamadas do seu programa. Importante que se coloque: Marlene Mattos vai dirigir como contratada dele. Ela não tem nada com o SBT.

C´est fini

Diretores da Record, em São Paulo, que antes negavam, hoje admitem problemas no Recnov, complexo da teledramaturgia no Rio. Segundo se informa, mudanças devem acontecer em seus postos de comando, logo depois da estreia de "Poder Paralelo", novela do Lauro César Muniz. Então é isso.

Fonte: UOL

Farc libertam refém sueco

Engenheiro de 69 anos foi libertado a 800 km de Bogotá. Sueco e mulher haviam sido sequestrados em maio de 2007.

O engenheiro sueco Erin Ronald Larson, de 69 anos, foi libertado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no nordeste da Colômbia, perto de Tierralta (a cerca de 800 km de Bogotá), anunciou nesta terça-feira (17) o Departamento Administrativo de Segurança colombiano.

Larson foi capturado em maio de 2007 pela guerrilha colombiana das Farc juntamente com a mulher Diana Peña. Segundo a agência de notícias “Associated Press”, ele seria o último estrangeiro que estava nas mãos dos guerrilheiros e que organizações suecas não-governamentais negociaram a sua libertação. Larson estaria sofrendo de paralisia.

Não foi divulgado se houve pagamento de resgate para a libertação do sueco.
Em maio de 2007, logo após serem sequestrados, Diana Peña contou que conseguiu fugir do poder das Farc após se jogar da mula que a levava e perambulou pela região até se refugiar em uma casa, onde foi recolhida por unidades militares.

Peña e Larson foram abordados em 16 de maio de 2007 durante à tarde por homens armados que os forçaram a deixar seu sítio, localizado no povoado Diamante, nas proximidades de Tierralta.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Paulistão: Seleção faz sábado ter uma avalanche de jogos

Por conta do jogo da Seleção Brasileira nas Eliminatórias neste domingo, a maioria dos jogos do Campeonato Paulista - oito - serão no sábado, inclusive o clássico entre São Paulo e Palmeiras. O Placar Futebol Interior vai acompanhar tudo.

Na capital, o São Paulo tenta se aproximar ainda mais da classificação contra o líder e já garantido nas semifinais, Palmeiras. O Tricolor chega animado com a vitória, por 2 a 1, sobre o Noroeste, mas sabe que não pode bobear ou fica sem o passaporte carimbado. O Sampa é o terceiro colocado, com 33 pontos.

Um pouco mais acima, no topo da tabela, com 40 pontos, o Verdão apenas cumpre tabela, uma vez que está classificado. Mas o Alviverde quer a manutenção da liderança e sabe que não pode tropeçar em clássico. E a virada sobre o Bragantino, 2 a 1, dá ainda mais confiança ao líder.

Balada no Brinco!
Ainda dentro do G4, o Paulistão verá um horário exótico e até uma falta de respeito para com o torcedor. Por imposição da TV, a FPF marcou o duelo entre Guarani e Corinthians para as 21h10. E o Timão ainda não terá seus principais jogadores. Douglas e Dentinho estão lesionados. Já Ronaldo está confirmado.

Mesmo assim o Corinthians não pode tropeçar, como aconteceu no empate, por 2 a 2, contra a Ponte Preta. Na vice-liderança, com 34 pontos, o Timão precisa da vitória para se classificar. Mas o Guarani luta contra o rebaixamento e sonha em arrancar um pontinho em casa.

Com a derrota para o São Caetano, por 2 a 0, o Bugre se afundou ainda mais e pode ver o rebaixamento mais próximo. Na penúltima colocação, com apenas 13 pontos, o Bugre tenta se superar para não ter que reviver a maldição da Série A2.

Ainda dá?
Como a Portuguesa só joga no domingo, o Santos sonha em voltar ao G4. Mas o duelo contra o Barueri será fora de casa e a Abelha também precisa da vitória para seguir com chances de brigar pelo Título do Interior.

Enquanto o Peixe, quinto colocado, com 30 pontos, meteu 3 a 0 no Santo André, o Barueri, sétimo colocado, com 26, empatou com o Marília, por 2 a 2.

Reabilitação, já!
Santo André e Oeste buscam a reabilitação. Os dois clubes levaram um sacode inesperado na rodada passada. A derrota para o Santos deixou o Ramalhão em sexto lugar, com 27 pontos. Já o Oeste perdeu para o lanterna Mogi Mirim, por 2 a 1, e segue ameaçado pela degola, na 15ª posição, com 16 pontos.

Duelo de Série B!
Em Bragança Paulista, Bragantino e São Caetano vão fazer o duelo que será visto na Série B. Mas antes do Nacional, os rivais precisam resolver suas situações no Paulistão. O Braga luta contra o rebaixamento, mas com a derrota para o Palmeiras, parou nos 16 pontos, na 13ª colocação. O Azulão, por sua vez, venceu o Guarani, e se manteve na briga pelo Título do Interior, com 20 pontos, na nona posição.

O que vai ser?
Mirassol e Noroeste sonham muito com uma situação, mas não sabem se realmente a querem, a cada rodada que passa. O time da casa luta pelo Título do Interior, mas empatou com a Portuguesa, por 2 a 2, e ficou na oitava posição, com 21 pontos. Enquanto isso, o Noroeste quer escapar da zona de rebaixamento e com a derrota para o Tricolor se afundou na 18ª posição, com 14 pontos.

A canoa vai virar?
Em Itu, o Ituano busca reencontrar o bom futebol, perdido com a saída do técnico Vinicius Eutrópio. Mas para isso vai ter de enfrentar um desesperado Paulista. O Ituano foi goleado, por 5 a 0, pelo Guaratinguetá, e estacionou nos 16 pontos, na 14ª colocação. Mas o time de Jundiaí vive situação pior e com a derrota, por 3 a 2, para o Botafogo, parou na 16ª posição, com 15 pontos.

Cuidado!
Em outras rodadas, o Botafogo teria um Mogi Mirim fragilizado e com certeza poderia contar com a vitória. Mas o Sapão venceu fora de casa e chega animado para sair da lanterna, onde ostenta apenas 12 pontos. Já o Botafogo, 11º colocado, com 19 pontos, venceu e sonha com a Série D.

Confira os jogos da 17ª rodada:

Sábado
16h10
São Paulo x Palmeiras
Barueri x Santos

18h30
Mirassol x Noroeste
Ituano x Paulista
Mogi Mirim x Botafogo

19h10
Santo André x Oeste

20h30
Bragantino x São Caetano

21h10
Guarani x Corinthians

Domingo
16h
Ponte Preta x Guaratinguetá
Portuguesa x Marília

quarta-feira, 25 de março de 2009

Linux tem versão para crianças


Nada melhor que um esquimó para ensinar sobre o penguim*.

O Qimo 4 kids é um sistema operacional baseado no Ubuntu e voltado para crianças bem pequenas. Entre outras coisas, vem com jogos educacionais para maiores de 3 anos.

O legal do sistema é que é possível testá-lo no CD antes de instalar definitivamente no disco rígido.

Eu não instalei na minha máquina. Se alguém o fizer, conte o que achou --principalmente se uma criança usou.

*Tem melhor sim. Pinguins vivem no polo sul e esquimós, no polo norte.

CD completa 30 anos com queda nas vendas

O CD completa 30 anos neste mês, mas, apesar do aniversário, a indústria fonográfica não tem o que comemorar. Só no ano passado, cerca de 17 milhões de pessoas deixaram de comprar CDs nos Estados Unidos, segundo estudo do NDP Group, que pesquisa a indústria do entretenimento.

De acordo com Rafael Capanema, repórter do caderno Informática da Folha e do blog "Circuito Integrado" da Folha Online, uma pesquisa da Universidade Stanford aponta que o grande causador desse resultado é uma tecnologia mais avançada: o MP3

Rafael Capanema Informatica

Para entender mais sobre essa mudança e como será o futuro desse setor, a edição do caderno desta quarta-feira (conteúdo exclusivo para assinantes do jornal e do UOL) traz uma entrevista com Rick Bonadio, produtor musical que trabalhou com bandas como Charlie Brown Jr. e NX Zero.

No caderno, o leitor poderá aprender a converter as músicas do CD em MP3 usando um programa gratuito, além de descobrir quais são as qualidades e defeitos dos dois laptops, o Dell Inspiron Mini 9 e o Sony Vaio P, que chegaram ao Brasil recentemente.

IBM vai cortar 5 mil empregos nos EUA, dizem fontes

A IBM vai cortar cerca de 5 mil empregos nos Estados Unidos, aumentando o grande número de cortes similares feitos nos últimos meses, disseram à Reuters nesta quarta-feira fontes com conhecimento do problema.

Os cortes de vagas correspondem a mais de 4 por cento da força de trabalho da empresas nos EUA, que totalizava cerca de 115 mil trabalhadores até o final de 2008. As fontes, que não foram autorizadas a falar publicamente sobre o caso, informaram que os cortes serão na maioria dos negócios da IBM em nível global, que incluem terceirização e serviços de consultoria.

Um porta-voz da IBM preferiu não comentar a informação. A companhia, que tinha uma força de trabalho de 398.455 pessoas até o final do ano passado, não revelou quantos empregos ela já cortou este ano, mas disse que está fazendo "mudanças estruturais" para reduzir gastos e melhorar a produtividade.

A IBM, que agora obtém cerca de dois terços de seus rendimentos fora dos Estados Unidos, tem expandido sua força de trabalho em mercados emergentes como a Índia e a China.

No final de 2008, os funcionários dos países do BRIC --Brasil, Índia, Rússia e China-- totalizavam cerca de 113 mil.

A IBM tem sido golpeada pela redução de gastos relacionados à tecnologia nos Estados Unidos, embora sua performance seja melhor que a de muitas rivais graças à sua presença global e uma diminuição do peso das vendas de hardware.
Um mês atrás, a IBM afirmou que sua previsão para o ano é de um lucro de 9,20 dólares por ação, e disse que o número de contratos assinados para seus serviços tem crescido até este ano.

As notícias desta quarta-feira também sugerem que a IBM tem tido conversas exclusivas para comprar a Sun Microsystems, segundo fontes familiares à questão, uma medida que poderia criar uma líder absoluta no mercado de servidores de computador de última geração.

Fonte: Ritsuko Ando e Jim Finkle

Senado aprova acordo para construção da segunda ponte entre Brasil e Uruguai

Não há mais empecilhos legais para a construção da segunda ponte entre Brasil e Uruguai, sobre o Rio Jaguarão. O Senado aprovou nesta quarta-feira o acordo para a realização da obra, assinado durante visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Uruguai, em fevereiro de 2007. A ponte ligará as cidades de Jaguarão, no Rio Grande do Sul, e Rio Branco, no país vizinho.

Pelo acordo, Brasil e Uruguai dividirão os custos relativos aos estudos, ao projeto e à construção da ponte. Cada país ficará responsável pelas despesas referentes aos respectivos acessos à ponte e às desapropriações necessárias à implantação das obras em cada território nacional.

O texto do acordo, aprovado pelo Congresso, ainda prevê estudos para análise da possibilidade de se estabelecer um sistema integrado de passo de fronteira, reservando a atual ponte internacional Barão de Mauá para o trânsito de veículos leves.

A ponte foi construída em 1930, com capacidade para uma carga diária de 30 mil a 40 mil toneladas, mas todos os dias trafegam pela Barão de Mauá, em média, cerca de 80 mil toneladas.

As restauração da ponte antiga e a construção de uma nova visam ao desenvolvimento socioeconômico dos dois países e a integração física da América do Sul.

O decreto legislativo que aprova o acordo bilateral já havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados e segue, agora, para promulgação pelo presidente Lula.

Fonte: BOL

Agenda do Esporte

Quinta-feira, 26 de março de 2009

Campeonato Pernambucano
20h30 Náutico x Sete de Setembro

Campeonato Gaúcho
19h30 Santa Cruz-RS x Sapucaiense-RS
19h30 Ypiranga-RS x Caxias

Campeonato Cearense
20h45 Quixadá x Boa Viagem

Sábado, 28 de março de 2009

Eliminatória Sul-Americana para a Copa 2010
17h00 Uruguai x Paraguai
19h10 Argentina x Venezuela
21h20 Colômbia x Bolívia

Eliminatória Européia para a Copa 2010
a definir Malta x Dinamarca
a definir Portugal x Suécia
a definir Albânia x Hungria
a definir Moldova x Suíça
a definir Luxemburgo x Letônia
a definir Israel x Grécia
a definir Eslovênia x Rep. Tcheca
a definir Irlanda do Norte x Polônia
a definir Alemanha x Liechtenstein
a definir Rússia x Azerbaijão
a definir País de Gales x Finlândia
a definir Armênia x Estônia
a definir Bélgica x Bósnia-Herzegóvina
a definir Espanha x Turquia
a definir Romênia x Sérvia
a definir Lituânia x França
a definir Chipre x Geórgia
a definir Irlanda x Bulgária
a definir Montenegro x Itália
a definir Holanda x Escócia

Eliminatória Africana para a Copa 2010
A definir Burkina Fasso x Guiné
A definir C. do Marfim x Maláui
A definir Egito x Zâmbia
A definir Gana x Benin
A definir Quênia x Tunísia
A definir Marrocos x Gabão
A definir Moçambique x Nigéria
A definir Ruanda x Argélia
A definir Sudão x Mali
A definir Togo x Camarões

Eliminatória Asiática para a Copa 2010
Japão x Bahrein
Uzbequistão x Qatar
Coréia do Norte x Emirados Árabes Unidos
Irã x Arábia Saudita

Eliminatória Americana para a Copa 2010
20h00 México x Costa Rica
22h00 El Salvador x Estados Unidos
A definir T. e Tobago x Honduras

Campeonato Paulista
16h10 Grêmio Barueri x Santos
16h10 São Paulo x Palmeiras
18h30 Mirassol x Noroeste
18h30 Ituano x Paulista
18h30 Mogi Mirim x Botafogo-SP
19h10 Santo André x Oeste
21h10 Guarani x Corinthians

Campeonato Baiano
16h00 Madre de Deus x Poções
17h00 Bahia x Fluminense-BA

Campeonato Gaúcho
16h10 Juventude x Internacional

Campeonato Estadual do Rio
16h00 Mesquita x Tigres do Brasil
16h00 Boavista-RJ x Madureira
16h00 Duque de Caxias x Bangu
16h10 Flamengo x Resende
18h15 Volta Redonda x Vasco
18h30 Americano-RJ x Friburguense
19h30 Cabofriense x Macaé
20h30 Fluminense x Botafogo

Campeonato Cearense
16h00 Itapipoca x Fortaleza
16h30 Ferroviário-CE x Icasa
16h30 Ceará x Guarany-CE
16h30 Horizonte-CE x Quixadá
16h30 Maranguape x Boa Viagem

Campeonato Brasiliense
16h00 Brasiliense-DF x Brasília

Campeonato Paraibano
16h00 Sousa-PB x Botafogo-PB
16h00 Esporte de Patos x Campinense-PB
16h00 Queimadense x Nacional de Patos-PB
16h00 Treze-PB x Internacional-PB

Campeonato Goiano
16h00 Itumbiara x CRAC-GO
16h00 Mineiros x Vila Nova-GO
16h00 Trindade x Anápolis
16h00 Anapolina x Goiás
16h00 Aparecidense x Jataiense
16h00 Atlético-GO x Santa Helena

Domingo, 29 de março de 2009

Eliminatória Sul-Americana para a Copa 2010
18h00 Equador x Brasil
20h10 Peru x Chile

Campeonato Paulista
11h00 Bragantino x São Caetano
16h00 Ponte Preta x Guaratinguetá
16h00 Portuguesa x Marília

Campeonato Pernambucano
16h00 Petrolina x Sport
16h00 Santa Cruz-PE x Náutico
16h00 Central x Cabense
16h00 Vitória-PE x Porto-PE
16h00 Ypiranga-PE x Salgueiro
16h00 Sete de Setembro x Serrano

Campeonato Baiano
16h00 Feirense x Vitória
16h00 Atlético-BA x Vitória da Conquista
16h00 Camaçari x Colo-Colo-BA
16h00 Ipitanga x Itabuna

Campeonato Gaúcho
16h00 Avenida x Brasil de Pelotas
16h00 Novo Hamburgo x Esportivo-RS
16h00 São José-POA x Caxias
16h00 Ypiranga-RS x Santa Cruz-RS
16h00 Sapucaiense-RS x Ulbra

Campeonato Brasiliense
16h00 Dom Pedro x Gama

Campeonato Potiguar
16h30 ABC x Assu
17h00 Santa Cruz-RN x Baraúnas-RN
17h00 Potyguar (Currais Novos) x América-RN

Segunda-feira, 30 de março de 2009

Campeonato Gaúcho
19h30 Grêmio x São Luiz
20h00 Inter de Santa Maria x Veranópolis

Campeonato Cearense
20h30 Ceará x Horizonte-CE

Terça-feira, 31 de março de 2009

Eliminatória Sul-Americana para a Copa 2010
21h30 Venezuela x Colômbia

Campeonato Paulista
19h30 Oeste x Palmeiras
19h30 Guarani x Mirassol
19h30 Paulista x São Caetano
21h50 Corinthians x Ituano
21h50 Mogi Mirim x Bragantino

Campeonato Baiano
21h00 Bahia x Madre de Deus

Campeonato Estadual do Rio
16h00 Duque de Caxias x Mesquita
19h30 Botafogo x Madureira
20h30 Cabofriense x Volta Redonda
21h50 Macaé x Vasco

Campeonato Cearense
20h30 Fortaleza x Maranguape
20h30 Ferroviário-CE x Boa Viagem

Campeonato Paraibano
20h30 Internacional-PB x Queimadense

Quarta-feira, 1 de abril de 2009

Eliminatória Sul-Americana para a Copa 2010
16h30 Bolívia x Argentina
18h20 Equador x Paraguai
20h10 Chile x Uruguai
22h10 Brasil x Peru

Eliminatória Européia para a Copa 2010
a definir Dinamarca x Albânia
a definir Hungria x Malta
a definir Grécia x Israel
a definir Letônia x Luxemburgo
a definir Suíça x Moldova
a definir Rep. Tcheca x Eslováquia
a definir Irlanda do Norte x Eslovênia
a definir Polônia x San Marino
a definir Liechtenstein x Rússia
a definir País de Gales x Alemanha
a definir Estônia x Armênia
a definir Turquia x Espanha
a definir Bósnia-Herzegóvina x Bélgica
a definir Inglaterra x Ucrânia
a definir Andorra x Croácia
a definir Cazaquistão x Belarus
a definir Áustria x Romênia
a definir França x Lituânia
a definir Geórgia x Montenegro
a definir Itália x Irlanda
a definir Bulgária x Chipre
a definir Escócia x Islândia
a definir Holanda x Macedônia

Eliminatória Asiática para a Copa 2010
Bahrein x Qatar
Austrália x Uzbequistão
Coréia do Sul x Coréia do Norte
Arábia Saudita x Emirados Árabes Unidos

Eliminatória Americana para a Copa 2010
21h57 Estados Unidos x T. e Tobago
22h30 Honduras x México
23h00 Costa Rica x El Salvador

Campeonato Gaúcho
19h00 Veranópolis x Juventude
19h00 Brasil de Pelotas x Novo Hamburgo

Campeonato Brasiliense
16h00 Brasília x Gama
20h30 Dom Pedro x Brasiliense-DF

Campeonato Potiguar
20h00 América-RN x ABC
20h30 Assu x Santa Cruz-RN
20h30 Baraúnas-RN x Potyguar (Currais Novos)

Quinta-feira, 2 de abril de 2009

Campeonato Paulista
15h45 São Paulo x Guaratinguetá
15h45 Santos x Portuguesa
21h30 Santo André x Grêmio Barueri
21h50 Marília x Noroeste
21h50 Botafogo-SP x Ponte Preta

Campeonato Pernambucano
20h30 Cabense x Sport
20h30 Sete de Setembro x Porto-PE
20h30 Central x Ypiranga-PE
20h30 Náutico x Vitória-PE
20h30 Serrano x Santa Cruz-PE
20h30 Salgueiro x Petrolina

Campeonato Baiano
20h30 Colo-Colo-BA x Atlético-BA
20h30 Itabuna x Feirense
20h30 Fluminense-BA x Ipitanga
20h30 Vitória da Conquista x Madre de Deus
20h30 Bahia x Camaçari
20h40 Poções x Vitória

Campeonato Gaúcho
19h00 Caxias x Grêmio
20h30 Esportivo-RS x Inter de Santa Maria
20h30 Santa Cruz-RS x São José-POA
20h30 Ulbra x Ypiranga-RS
20h30 São Luiz x Sapucaiense-RS
21h10 Internacional x Avenida

Campeonato Estadual do Rio
16h00 Bangu x Tigres do Brasil
19h30 Americano-RJ x Flamengo
19h30 Friburguense x Resende
21h50 Fluminense x Boavista-RJ

Campeonato Cearense
20h30 Itapipoca x Horizonte-CE
20h45 Icasa x Ceará

Luke e Tantra

Timão nega saída de Lulinha e garante Morais

O diretor de futebol do Corinthians, Mário Gobbi Filho, garantiu a compra do meia Morais pelo clube ao fim do empréstimo do jogador e negou que tenha propostas pelo meia Lulinha. Na última semana, Vágner Ribeiro, que representa o jovem atleta, havia afirmado que Lulinha seria emprestado de graça para uma equipe da Alemanha.

"Não tem nada com o Lulinha, quem ventilou isso foi o Vágner Ribeiro, não chegou nada para nós. Ficamos sabendo disso por meio da mídia. Primeiro, tem que ver se o jogador quer, segundo, tem que ver se é bom para o clube. Mas, claro, depende da proposta", afirmou o dirigente.

Questionado sobre a permanência do meia revelado nas categorias de base do Corinthians, o técnico Mano Menezes deu a entender que prefere ficar com o jogador no Parque São Jorge.

"A minha opinião hoje é a mesma de dezembro. Ele deve ter sequência, ainda está em formação. Eu não quero cometer nenhuma injustiça, mas parece que o representante dele já se equivocou no passado. Não podemos deixar que isso atrapalhe a carreira do Lulinha", afirmou o treinador.

Já o reserva Morais, que tem seus direitos federativos presos ao Vasco e tem preço fixado em US$ 3 milhões, deve mesmo permanecer no Corinthians após o encerramento do contrato de empréstimo, que termina no final de junho.

"Nós vamos ficar com o Morais, você está louco se está pensando que nós não vamos comprar este jogador. É irrelevante se é caro, não importa como, nós vamos comprar de qualquer jeito, tem nosso apoio total e irrestrito", completou Gobbi.

Contratado como um dos principais reforços da temporada, o atacante Souza começou bem no clube, teve seguidas chances, mas acabou perdendo prestígio com a torcida, que não aceita o fato de o jogador ter marcado, até o momento, somente um gol pelo time alvinegro.

"Souza é um jogador capacitado, tem qualidade e vai permanecer no Corinthians. A questão é que existem jogadores que se adaptam mais rápido e outros que demoram mais, mas ele permanece no clube, com certeza", conclui o cartola do Corinthians.

Fonte: UOL

Alessando completa 50 jogos pelo Corinthians

Depois de reconquistar uma vaga no time titular do Corinthians no último final de semana, o lateral-direito Alessandro completará 50 jogos com a camisa do Timão nesta quarta, contra a Ponte Preta, no estádio do Pacaembu.

Contratado pelo Corinthians no início de 2008, o retrospecto do lateral é altamente favorável jogando pelo time do Parque São Jorge. Em 49 duelos, Alessandro teve 36 vitórias, 11 empates e apenas duas derrotas.

“É uma marca importante e uma honra muito grande completar 50 jogos. E ter um bom retrospecto desse período não é mérito apenas meu, mas também de todo o grupo de jogadores”, afirmou Alessandro.

Fonte: Timão Web

Souza vira moeda de troca no Corinthians 85519

Segundo o comentarista e ex-jogador Neto, o atacante Souza virou moeda de troca na equipe do Parque São Jorge. O ídolo da fiel e analista da Rede Bandeirantes de Televisão e da Rádio Transamérica informou no programa "Estádio 97", da rádio Energia 97 FM, na quinta-feira (19/03/2009), que os dirigentes do Timão tentaram envolver o centroavante numa troca com Leonardo Moura, do Flamengo. Proposta recusada pelo camisa número 50 do Alvi-Negro. Mas os "cartolas" corintianos não desistiram de negociar o artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2006. O jogador poderá ser incluído numa troca pelo argentino Herrera, atualmente no Grêmio, destaque do Corinthians em 2008.

Fonte: Neto

domingo, 22 de março de 2009

Gatas de Outubro



Gatas de Setembro





Gatas de Agosto





Gatas de Julho





Gatas de Junho





Gatas de Maio


Gata de Abril

Gata de Março

Gata de Fevereiro

Gata de Janeiro

Eto'o quebra jejum de gols e segue líder da artilharia do Espanhol

Após quatro rodadas sem balançar as redes, o atacante camaronês Samuel Eto'o marcou dois gols na vitória de 6 a 0 do Barcelona sobre o Málaga e chegou aos 25 no Campeonato Espanhol, mantendo a liderança da artilharia.

O camaronês tem três jogadores como concorrentes mais próximos: o argentino Lionel Messi, que também deixou o seu na vitória do Barça, o uruguaio Diego Forlán, do Atlético de Madri e David Villa, do Valencia. Todos já balançaram as redes 19 vezes.

Um dos destaques do fim de semana foi o malinês Frederic Kanouté, autor de três gols na vitória do Sevilla sobre o Valladolid por 4 a 1. Ele está com 15 na competição.

Esta é a situação atual da artilharia (entre parêntese número de gols de pênalti):.

- Com 25 gols: Eto'o (2) (CMR/Barcelona).

- Com 19 gols: Forlán (3) (URU/Atlético de Madri), Messi (3) (ARG/Barcelona) e Villa (4) (ESP/Valencia).

- Com 16 gols: Negredo (4) (ESP/Almería).

- Com 15 gols: Henry (FRA/Barcelona), Higuaín (4) (ARG/Real Madrid) e Kanouté (MLI/Sevilla).

- Com 14 gols: Raúl (Real Madrid).

- Com 13 gols: Sergio Agüero (ARG/Atlético de Madri).

Ronaldo preocupado com Neymar e adota Dentinho!!!

Ronaldo é um jogador fora de série e um sujeito que enxerga longe. Depois da vitória do Corinthians contra o Santos, 1 a 0, Fenômeno mostrou-se preocupado com o futuro de Neymar e chamou de "filho" Dentinho. "O clube é o grande responsável por Neymar dar certo ou não no futebol. O Santos precisa zelar por ele. Não deixá-lo ser tão exposto assim na mídia. É preciso blindá-lo", falou.

Camisa 9 do Timão classificou menino santista de craque. "Ele é bom mesmo. Isso todo mundo sabe. Mas é preciso cuidado", reforçou. Aliás, é o que Ronaldo está tendo com Dentinho. "É mais um filho que eu arrumei na vida (risos). Fiquei feliz em vê-lo fazendo pazes com as redes de novo", brincou.

Fonte: Chico Lang

Corinthians despacha Santos e vence primeiro clássico!!!

Corinthians e Santos: clima amistoso entre os jogadores, mas o pau quebrou no setor reservado ao torcedores do Santos. Muita gente para pouco espaço. Atrito com a Polícia Militar foi fatal. Algumas prisões, correria e bola rolou sob os protestos dos peixeiros. Em campo, Ronaldo e Neymar se cumprimentaram discretamente.

Fabiano Eller faz falta em Boquita na entrada da área. Chicão bateu e o goleiro Fábio Costa defendeu no centro do gol. Dentinho partiu para cima de Lusinho. Lateral caiu e agarrou a bola. Falta outra vez. Douglas cobra escanteio, Ronaldo cabeceia para fora. Iniciativa no começo do jogo era toda do Timão, empurrado pela Fiel.

Susto

Santos respondeu com cruzamento de Lusinho para cabeçada torta de Kléber Pereira. Equipe do técnico Mancini tinha três atacantes (Roni, Neymar e Kléber Pereira), mas recuou demais. Já o Coringão erra passes demais no meio-campo e não se aproveitava do Peixe "travado".

Bola na grande área santista, Dentinho de cabeça sem direção. O mesmo acontecendo do outro lado, em conclusão de longe de Rodrigo Souto. Volan te dá carrinho bobo em corintiano e leva o primeiro cartão amarelo da partida.

Dentinho, GOL, GOL, GOL

Douglas percebeu Dentinho entrando livre pelo miolo da área. Cruzamento perfeito e o garoto de ouro do Timão meteu a cabeça na bola e abriu a contagem: 1 a 0. Santos sente o golpe. Ronaldo rouba bola de Germano, rola para Dentinho, que dá a Douglas. Meia entrou sozinho e chutou em cima de Fábio Costa.

Germano entra duro em Boquita e leva cartão amarelo. Ronaldo arriscou da intermediária e Fábio Costa pegou firme. Boa triangulação pela direita e má conclusão de Alessandro. Douglas viu Ronaldo no meio da zaga, deu belo passe, mas camisa 9 do Timão esta impedido.

Neymar arrisca

Depois do gol e da consequente pressão, Timão recuou. Mancini mandou Peioxe marcar sob pressão a saída de bola do adversário e partida ficou mais equilibrada. De fora da área, Lúcio Flávio manda por cima do gol de Felipe. Fabão apelou e deu um tapa na cara do corintiano Dentinho. Nem cartão amarelo levou. De novo, Lúcio Flávio arriscou e nada.

Neymar tentou de fora da área, em seu primeiro lance ofensivo, e Fábio Costa tocou para escanteio. No último lance do primeiro tempo, Ronirolou para Kléber Pereira. Felipe saiu bem e salvou. Mas árbitro Rodrigo Cintra anulou a jogada, alegando impedimento.

Para cima

Mal começou a etapa final, e árbitro marcou falta inexistente de William em Roni. Lúcio Flávio cobrou, bola desviou na barreira. Santos precisava sair para cima. Resultado complicaria equipe da Vila Belmiro na tabela de classificação do Paulistão. Técnicos não fizeram alterações nas equipes.

André Santos levou cartão amarelo em falta forte em Luisinho. Escanteio e lance confuso. Bola veio, Felipe saiu mal do gol. Bola batreu nas costas do corintiano e, caprichosamente, passou pela trave direita. Neymar, na cara do goleiro, bateu em cima do bruto.

Fiel acorda, Neymar sai

Triguinho perdeu o pique da bola. Ronaldo recebeu livre e mandou na Praça Charles Muller. Lance serviu para agitar a Fiel no Pacaembu. Árbitro errou, não marcou impedimento de Ronaldo. Camisa 9 mandou para fora outra vez. Fábio Costa tocou nela. Ronaldo "matou" errado, bola sobrou para Chicão. Para fora. Neymar, então, saiu para a entrada de Madson. Torcida santista vaiou treinador Mancini.

Lusinho toma amarelo por falta em Dentinho. Mancini cansou das presepadas do lateral e resolveu tirá-lo para colocar Pará. Timão todo recuado. Fenômeno tinha de voltar até o meio-campo para buscar jogo. Germano derruba Dentinho no bico da grande área santista. No rebote, Chicão cruza e William quase atrapalha Fábio Costa.

Cai ritmo e Ronaldo sai

Técnico Mano Menezes tirou Elias e colocou Fabinho. Volante estava cansado demais e vinha de contusão. Pará, então, cruzou para cabeçada estranha de Rodrigo Souto que, inclusive, atrapalhou Kléber Pereira. Timão esqueceu o ataque e resolveu administrar o resultado faltando 15 minutos para término do jogo.

Ronaldo arriscou dar uma arrancada, como nos velhos tempos. Chegou sem fôlego no lance, mas mesmo assim chutou de longe. Fiel gostou. Kléber Pereira dominou, girou e Felipe catou firme. Mano, então, substituiu Ronaldo por Jorge Henrique. Lúcio Flávio deu lugar a Paulo Henrique. Morais entrou no lugar de Dentinho. Santos acomodou-se. Teve mais domínio de bola. Timão fez um gol e levou com a barriga.

Fonte: Chico Lang

Conheça algumas curiosidades do clássico desta tarde!!!

Corinthians e Santos entrarão logo mais no estádio do Pacaembu para realizar o 291° jogo deste histórico clássico alvinegro de São Paulo. Realizado desde 1913, este é o clássico mais velho do Estado, porém, apenas depois da década de 50 é que o jogo passou a ser considerado de fato, um clássico.

Ao todo a vantagem do Timão é muito maior, são 116 do time da capital contra 92 do time do litoral. Em gols marcados a vantagem também é do Corinthians, com 531, contra 437 do Santos. Em 1920 foi registrada a maior goleada deste clássico, uma vitória corinthiana por 11 a 0, dentro da Vila Belmiro.

Curiosamente entre os jogos envolvendo os quatro grandes do Estado, o único que não tem um apelido é exatamente entre Santos e Corinthians.

Jogos históricos entre os rivas:

1913 – O Corinthians perdeu para o Santos por 6 a 3, este foi o primeiro jogo entre os dois times;

1931 – Com uma vitória por 5 a 2 sobre o Peixe, o Timão sagrou-se Campeão Paulista de 1930, apesar da final ter sido disputado em janeiro de 31;

1935 – O Santos, que brigava pelo título, venceu o Corinthians, que fazia figuração no campeonato, dentro do Parque São Jorge por 2 a 0 e conquistou o Campeonato Paulista daquele ano;

1978 – Mais de 120 mil pessoas acompanharam a vitória do Corinthians, por 1 a 0, sobre o Santos no Morumbi. Até hoje o maior público do clássico;

1984 – Serginho Chulapa marcou o único gol da vitória santista por 1 a 0 sobre o Corinthians, no Morumbi e fez o peixe Campeão Paulista deste ano;

1996 – Jogando na Vila Belmiro, Marcelinho Carioca recebe de Tupãzinho e com um toque de calcanhar encobre o zagueiro Ronaldo Marconato e antes da bola cair no chão, o Pé-de-Anjo bate de chapa no canto do goleiro Edinho – filho de Pelé – e faz um dos gols mais belos da história do clássico. O Rei Pelé homenageou o camisa sete corinthiano com uma placa. O jogo, pouca gente lembra, terminou em 2 a 2;

2001 – Semifinal do Campeonato Paulista e o Corinthians vence o Santos por 2 a 1, gol de Ricardinho aos 48 minutos do segundo tempo, que eliminou o Peixe comandado por Geninho e levou o Timão de Vanderlei Luxemburgo à final e posteriormente ao título Paulista;

2002 – A revanche do Santos veio com gosto, graças às épicas pedaladas de Robinho pra cima de Rogério. O Peixe venceu o jogo por 3 a 2 e foi Campeão Brasileiro.

domingo, 15 de março de 2009

TAGs Principais

tags de inicio e fim de um doc html;

Identificadores do cabeçalho ;

Meta informação (reside entre os tags ;

atualiza a pag corrente a cada X segundos;

atualiza a pag corrente a cada X segundos e vai para uma próxima página ;

comunica as palavras chaves e envia para os mecanismos de busca;

comunica a descrição para os mecanismos de busca;

Identifica o título da página ;

inicia e finaliza o corpo do documento html;

coloca um fundo em uma pagina;

coloca uma cor de fundo na página;

especifica a cor padrão de um texto ;

especifica a cor padrão de um link;

especifica a cor padrão de um link visitado;

especifica a cor padrão de um link ativo;

especifica distância da margem esquerda, direita e topo da página ;

coloca as margens esquerda e superior em 0 no Netscape 4.0 + ;

especifica a iniciação de um evento do script quando o doc html é carregado

TAGs de fontes e tipos

Estabelece um tamanho padrão de fonte de 1-7 onde size o padrão é 3;

Cabeçalho de 1-6 ( em outras palavras

texto

ou

texto

;

Negrita um texto;

Similar ao negrito;

Itálico;

Sublinhado;

texto tachado;

texto subscrito;

texto sobrescrito;

Texto teletipo (largura fixa);

texto menor;

texto maior;

tamanho da font onde x tamanho;

Especifica o nome da fonte, exemplo, verdana, arial etc...;

Atribui cor a uma fonte.

TAGs de Layout

desloca o bloco de texto;


insere qubra de linha que limpa;

centraliza objetos;

Divide página em seções lógicas;

Alinha os dados dentro de uma seção div;

atribui uma class a uma seção div;


Insere uma régua horizontal ao longo da página


especifica o tamanho de espessura horizontal da régua em px;


especifica o tamanho da largura da régua em px;


especifica uma régua em preto;

evita quebra de linha;

Cria parágrafos;

alinha texto do paragrafo;


TAGs de Link

Teste Faz um link de texto ou imagem com uma url;

Teste Faz um link de texto ou imagem com uma url dentro de uma nova janela do navegador totalmente nova;

Teste Faz um link de texto ou imagem com uma url dentro de um frame;

Teste Faz um link de texto ou imagem com uma url dentro do frame que o link foi acionado ou seja, nele mesmo;

Teste Faz um link de texto ou imagem com uma url dentro de um FRAMESET gerador do documento;

Teste Faz um link eliminando o frameset dentro da mesma janela do browser.

TAGs de Imagens

Apresenta uma imagem;

Alinha a imagem em relação a base do texto;

Alinha imagem em relação a página ou frame;

texto mostra descritivo;

especifica largura e altura;

retira as bordas da imagem;

especifica espaçamentos vertical e horizontal;

especifica o carregamento inicial de uma imagem de baixa resolução antes da imagem verdadeira seja carregada;

Nomeia a imagem para uso com JavaScript.

TAG de Listas

Inicia / termina um título de definição;

Inicia / termina definição;

Inicia / termina termo de definição;

Inicia / termina lista ordenada;

    Cria uma lista ordenada compactada;

      Cria uma lista ordenada, especifica por tipo(A para letras maiúsculas ,a para minúsculas, I para numerais romanos, i para numerais romanos pequenos e1 para números padrão;

    1. Item de lista padrão;

    2. >
    3. controla o formato de uma lista;

      inicia /termina Lista não ordenada;

        cria lista não ordenada compactada;