terça-feira, 29 de junho de 2010

Goleiro argentino também estaria na mira do Corinthians

Aproximadamente 24 horas depois de ter sido divulgada a notícia de um site italiano, dando conta que Dida será contratado pelo Timão, chega agora uma informação do site Clarin.com, da Argentina.



Os dirigentes do Independiente, incluindo o presidente do clube argentino (Julio Comparada), esperam que nos próximos dias se oficialize um suposto interesse do Corinthians pelo goleiro Adrián Gabbarini.

Outros nomes na pauta corintiana são: Dida, Gomes e Diego Cavalieri.

Fonte: TimaoWeb

domingo, 27 de junho de 2010

Peñarol alertou Fifa sobre erros de árbitro uruguaio

Jorge Larrionda deixou de dar gol para a Inglaterra. Federação rebate clube.

A Fifa já estava alertada para possíveis erros do árbitro uruguaio Jorge Larrionda, que, neste domingo, deixou de dar um gol para a Inglaterra na derrrota por 4 a 1 para a Alemanha, pelas oitavas de final do Mundial. Antes do início da Copa, o Peñarol (URU) enviou à entidade um DVD com uma série de erros do juiz.

O tradicional clube uruguaio reclama ter sido prejudicado por Larrionda em vários clássicos nos últimos sete anos, principalmente aqueles contra o Nacional (URU). No caso mais recente, em maio deste ano, o árbitro teria deixado de dar pênalti claro a favor do Peñarol, que acabou derrotado por 2 a 0 pelo rival.


Jorge Larrionda pisou na bola (Crédito: EFE)

No entanto, a Fifa não levou em consideração o alerta. Ignorado, o Peñarol se revoltou com a postura da entidade.

– O erro de hoje não me surpreendeu. Nos últimos sete anos, Larrionda sempre nos prejudicou. No DVD que montamos, colocamos vários clássicos, quase todos contra o Nacional. Também algum contra o Defensor e outras equipes. Mas até agora não fomos procurados pela Fifa. É uma vergonha isso – afirmou ao LANCENET! o gerente esportivo do clube, Oswaldo Giménez.

Para a Associação Uruguaia de Futebol (AUF), a reclamação do Peñarol é infundada. A entidade alega que a Fifa exige a participação das federações nacionais como intermediadora na relação com os clubes.

– Para começar, essa história de DVD é falsa. Nada chegou à Fifa ou à AUF. A Fifa não dá importância ao que chega diretamente dos clubes, sem passar pelas federações. O Peñarol teria de apresentar isso via AUF, o que não fez até agora – explicou Carlos Mena, presidente da comissão de arbitragem da AUF.

Segundo o dirigente, o objetivo do Peñarol "é ficar bem com a torcida julgando as atitudes de um árbitro."

– Isso é muito normal no Uruguai. Aqui, todo o futebol acontece em Montevidéu, que é muito pequena. Todos nos conhecemos e sabemos como atuamos. Diferentemente do Brasil, que é um país gigantesco – completou Mena.

Auxiliar a salvo
Após as duras críticas a Larrionda, Oswaldo Giménez isentou o bandeirinha Mauricio Espinosa, que deveria ter confirmado o gol de Lampard. Após chute do volante inglês, a bola tocou o travessão e entrou. Mal posicionado, o auxiliar confirmou a decisão de Larrionda, que deixou o jogo seguir.

– Espinosa é um bom auxiliar, está indo bem aqui. Não temos nada contra ele – disse Giménez.

Fonte: LanceNet!

Site confirma que Dida está de volta ao Corinthians

O site italiano Itasportpress.it garantiu neste domingo que Dida, de 37 anos. será o substituto de Felipe para defender a meta corintiana.

A mesma fonte ainda afirmou que o ex-goleiro do Milan recusou uma oferta para jogar no Santos, justamente para acertar com o Timão.

Dida foi eleito o segundo melhor goleiro do mundo pela FIFA em 2006 e o terceiro melhor em 2007.

Fonte: TN

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Corinthians bate Iraty e vai à final de torneio amistoso

Em campo esburacado, Timão joga pouco, mas consegue vencer com gol de Jorge Henrique.

Em sua volta aos gramados após a pausa do Campeonato Brasileiro, o Corinthians não teve grandes problemas para conquistar mais uma vitória. Na noite desta sexta-feira, o time corintiano contou com um gol de Jorge Henrique para vencer o modesto Iraty por 1 a 0, avançando à final do Torneio Cidade de Londrina, competição amistosa disputada na cidade paranaense.

Mais que a classificação à decisão do torneio, o jogo desta sexta marcou a 100.ª vitória do técnico Mano Menezes à frente do Corinthians. O treinador está no comando da equipe desde o início de 2008, acumulando os títulos da Série B, da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista, estes dois últimos conquistados no ano passado.

Jorge Henrique autor do único gol na partida.

O Corinthians chegou para a partida em Londrina sem cinco jogadores considerados titulares. Além de Ronaldo, poupado, Chicão, Alessandro e Dentinho ainda se recuperam de lesão e também não viajaram. O quinto desfalque foi o goleiro Felipe, que tem propostas do exterior e deve deixar o clube no segundo semestre.

Sem os jogadores, sobrou para Jorge Henrique marcar o gol da vitória em um jogo tranquilo para os corintianos. Aos 32 minutos do primeiro tempo, ele recebeu passe de Bruno César, cortou a marcação e tocou na saída do goleiro Renato. No restante da partida, o time de Mano Menezes apenas administrou o resultado para se garantir na final.

No outro jogo do torneio realizado nesta sexta, o Atlético-PR venceu o São Caetano também por 1 a 0, com um gol de Thiago Santos, e se credenciou para enfrentar o Corinthians na decisão. A final será disputada às 16h30 (de Brasília) deste domingo. No mesmo dia, às 14 horas, Iraty e São Caetano brigam pelo terceiro lugar.

Fonte: FI

Estados Unidos x Gana – Expectativa para o futuro da “única” seleção africana

Quando entrar no gramado do Estádio Royal Bafokeng, em Rustemburgo na África do Sul, Gana estará representando todo o continente africano na Copa do Mundo de 2010. Única classificada, a seleção vai enfrentar os Estados Unidos neste sábado, às 15h30, pelas oitavas-de-final.

Os americanos fizeram uma grande primeira fase e terminaram na liderança do Grupo C, com cinco pontos conquistados e na frente da Inglaterra. Já os africanos passaram mais sufoco e se classificaram na segunda colocação do Grupo D, com quatro pontos, devido ao saldo de gols superior ao da Austrália (0 contra -3).

Na última Copa do Mundo, as duas seleções se enfrentaram ainda na primeira fase e Gana levou a melhor, vendo os Estados Unidos por 2 a 1.

Todo o apoio africano
A Gana está representando o continente africano nas oitavas-de-final da Copa do Mundo e por isso espera contar com o apoio dos torcedores no duelo decisivo contra os Estados Unidos. O técnico Milovan Rajevac declarou que acredita que os sul-africanos vão continuar apoiando e fazendo uma grande festa nas arquibancadas.

"Espero que a maioria dos sul-africanos continue a nos apoiar. Acredito que essa torcida nos ajudará muito", declarou o treinador, que não poderá contar com o zagueiro Isaac Vorsah, lesionado.

Segredo é continuar com garra
A classificação dos Estados Unidos foi suada, acontecendo apenas nos últimos minutos do confronto contra a Argélia, quando Landon Donovan marcou o gol da vitória aos 45 minutos do segundo tempo. Agora, o segredo é continuar mostrando garra e acreditar até o apito final do árbitro.

Um dos setores que mais merece destaque é o ofensivo. Com muitas opções, o treinador testou muitos jogadores no ataque. Tanto que apenas Altidore foi o único que começou atuando nas três primeiras rodadas da fase de classificação.

"Temos muitas opções para o ataque e estamos usando todas elas de acordo com as circunstâncias do momento. Temos vários jogadores no banco que podem entrar e mudar o ritmo de jogo, e isso se diz muito sobre a capacidade de penetração do ataque da nossa seleção", afirmou Altidore.

Ficha Técnica

Estados Unidos x Gana

Local: Estádio Royal Bafokeng, em Rustemburgo na África do Sul
Data: 26/06/2010
Horário: 15h30
Árbitro: Viktor Kassai-HUN

Estados Unidos
Tim Howard; Jonathan Bomstein, Bocanegra, Jay DeMerit e Cherundolo; Michael Bradley, Maurice Edu, Dempsey e Donovan; Buddle e Altidore
Técnico: Bob Bradley

Gana
Kingson; Pantsil, John Mensah, Mensah e Sarpei; Annan, Asamoah, Boateng e Ayew; Gyan e Tagoe
Técnico: Milovan Rajevac

Fonte: FI

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Chamado de 'macaco', Júlio Silva fala sobre racismo e quer rival banido do tênis

Chamado de 'macaco' e mandado 'de volta para a floresta', o brasileiro Júlio Silva viveu um momento desagradável e teve de ir à delegacia após sua partida no Challenger de Reggio Emilia, na Itália. Ele acusa o rival Daniel Koellerer, da Áustria, de injúria racial durante partida entre eles realizada na quarta-feira, e, em entrevista ao UOL Esporte, revelou que não foi a primeira vez que o oponente o provocou.


Júlio Silva procurou a polícia italiana para denunciar oficialmente o rival, que teria cometido injúria racial

“O cara simplesmente falou: ‘volta para a floresta macaco’”, contou o veterano brasileiro de 31 anos, por email, acrescentando. “E depois fez gestos com a mão, coçando debaixo do braço.”

Júlio perdia a partida de estreia do torneio sem apresentar grandes obstáculos para Koellerer, por 6-3 e 3-0, quando começou o problema. “O jogo estava bem tranquilo, mas o cara é muito louco. Comecei a querer jogar e ele começou a falar as merdas. Eu já tive problemas com ele dois anos atrás, quando ele me fez sinal de banana”, disse ele, superado por 6-3 e 6-2.

Apesar de não entender alemão, língua na qual foi ofendido, Júlio Silva foi avisado por amigos que acompanhavam a partida, entre eles o compatriota Thiago Alves, também tenista.


Número 110 do ranking da ATP, o austríaco Daniel Koellerer já foi 55º do mundo. Aos 26 anos, ele não tem títulos de torneios de nível ATP do circuito profissional.

Na primeira vez que teve problemas com Koellerer, o número 169 do mundo procurou a ATP, órgão responsável pelo tênis profissional masculino, mas nada foi feito. Agora, dirigiu-se ao árbitro da partida, mas ‘como sempre eles não falaram nada’.

“Então, fui até a polícia e já fiz a denúncia. Quero que esta pessoa seja banida do tênis”, explicou Júlio, que tem como melhor ranking da carreira a 144ª posição e, fora estes incidentes, nunca havia sido alvo de racismo.

“Meu, tenho dez anos jogando como profissional, vou fazer 31 anos e nunca me aconteceu isso. É um grande presente”, concluiu o tenista, que faz aniversário no próximo dia 1 de julho.

Já fora do torneio, Júlio Silva ainda não retorna ao Brasil e completará seus 31 anos longe de casa. Ele passará mais três semanas em competições na Europa, antes de retornar para a disputa da série Future em Jundiaí, sua cidade natal, entre os dias 17 a 25 de julho.

Fonte: UOL

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Repórter é agredida por atacante argelino após eliminação


Partida decisiva entre Argélia e Estados Unidos foi cercada por clima de tensão por razões políticas
Foto: Reuters

Uma jornalista argelina anunciou que vai denunciar à Fifa o atacante Rafik Saifi, de quem recebeu um tapa, durante as entrevistas após a última partida da Argélia na Copa.

A agressão aconteceu depois da eliminação da seleção pelos Estados Unidos, que venceram por 1 a 0.

A jornalista, que se chama Asma Halimi, bateu de volta no jogador, como pôde ver um jornalista da AFP.

"Há várias testemunhas. Não sei por que razões ele fez isso", diz a repórter. "Escrevi uma matéria sobre ele faz algum tempo. Talvez não tenha gostado", supõe.

O jogador não pôde dar sua versão à AFP porque deixou o estádio cercado por membros da delegação.

Fonte: AFP

Sarkozy exige reformulação após "desastre" francês na Copa


O corte de Anelka foi o ponto alto do vexame francês
Foto: AFP

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, solicitou nesta quarta-feira uma revisão completa do futebol francês depois da péssima campanha da seleção na Copa do Mundo, e disse que nenhum jogador deveria receber bônus após o desempenho sofrível.

A campanha da França, manchada por brigas internas e um boicote a uma sessão de treino, terminou na terça-feira com uma derrota por 2 a 1 para a anfitriã África do Sul que deixou o time na lanterna do Grupo A sem uma vitória sequer.

Sarkozy se encontrou com o primeiro-ministro Francois Fillon, a ministra dos Esportes Roselyne Bachelot e a secretária de Estado para os Esportes Rama Yade nesta quarta-feira para discutir a crise.

"O chefe de Estado pediu aos ministros que se assegurem de que os responsáveis sofram as consequências do desastre", disse o gabinete do presidente em comunicado - uma indicação clara de que Sarkozy espera demissões após o fiasco.

"Ele ainda pediu aos ministros que se assegurem de que nenhum ganho financeiro seja repassado ao time", acrescentou.

Os jogadores já disseram que iriam abdicar do bônus e de quaisquer rendas adicionais ligadas à campanha do Mundial.

O gabinete de Sarkozy informou que o fracasso na África do Sul proporcionou a oportunidade de lançar uma tardia avaliação do futebol francês com o intuito de renovar o esporte. Foi dito que a investigação deve iniciar em outubro.

"Após suas conclusões, o governo irá lançar uma avaliação mais generalizada da governança das federações esportivas", disse o comunicado do palácio presidencial.

A seleção deve voar de volta à França na quinta-feira, e os jogadores prometem contar a sua versão dos eventos que levaram a um breve motim no último final de semana, quando se recusaram a participar de um treino.

O veterano Thierry Henry se encontrará com Sarkozy quando ele for a Paris discutir a situação.

"Thierry Henry ligou da África do Sul para o presidente e lhe disse que quer vê-lo o quanto antes assim que retornar à França", disse o porta-voz do governo Luc Chatel aos repórteres nesta quarta-feira.

O fiasco dominou as manchetes francesas após o corte do atacante Nicolas Anelka no sábado passado por insultar o técnico Raymond Domenech.

A imprensa atribuiu muito da culpa pela saga desastrosa a Domenech, mas os jogadores e a federação francesa de futebol também receberam críticas ferozes, com pedidos generalizados por mudanças radicais no comando do esporte no país.

Fonte: Reuters

Canibal francês diz que devorou colega por um impulso sexual


Nicolas Cocaign, o "canibal de Rouen", contou detalhes de seu crime durante julgamento na cidade.
Foto: AFP

Um preso julgado por canibalismo na França, apelidado de "Hannibal Lecter" francês, afirmou nesta quarta-feira no tribunal que um impulso sexual o levou a matar seu companheiro de cela e a "curiosidade" sobre o gosto da carne humana, a cozinhar e comer um pedaço de pulmão.

O acusado, Nicolas Cocaign, cujo caso despertou comparações com o do canibal Hannibal Lecter, personagem fictício do filme O Silêncio dos Inocentes, relatou a barbárie cometida em 2 de janeiro de 2007 na prisão de Rouen, oeste de França, e acabou com a vida de Thierry Baudry, de 31 anos.

Baudry, preso por agressão sexual, havia ido ao banheiro e, quando voltou à cela de 11 m², que dividia com outros dois presos, foi atacado por Cocaign.

"Disse a ele: 'vá lavar as mãos'. Ele o fez. Nesse momento, me olhou de rabo de olho, de um jeito ruim", relatou Cocaign no Tribunal de Rouen.

O acusado, que tinha 35 anos na época dos fatos, disse então que não conseguiu se controlar e subiu na cama da vítima. "Tive um impulso sexual, uma elevação de adrenalina", disse Cocaign. "Tirei a roupa dele. Os golpes iam e vinham, com os pés, os punhos", continou o acusado.

Em seguida, Cocaign desferiu em Baudry "uma dezena de golpes nas costas, no pescoço e no tórax" com uma tesoura e, usando um saco de lixo, o sufocou "durante cinco minutos" para assegurar-se de que estava morto.

Após o crime, decidiu preparar seu jantar. Foi neste momento que - contou - teve a ideia de comer o coração da vítima. "Agarrei uma lâmina de barbear e abri o peito dele. Enfiei minha mão e peguei o que achava ser o coração, mas na verdade era um pedaço de pulmão, que pus em um recipiente", disse.

Nicolas Cocaign comeu uma parte crua e o resto ele preparou com cebolas em uma frigideira. "Fiz por curiosidade, para comer carne humana", explicou.

O terceiro colega de cela, testemunha do crime, indiciado por cumplicidade, mas finalmente absolvido, se suicidou na prisão.

A corte ouviu, entre outros, o testemunho do psicólogo Lucien Venon, que analisou o acusado. Ele relatou o que Cocaign lhe contou, sem demonstrar remorso, em junho de 2007.

"O que é terrível é que é deliciosa. Tem gosto de cervo. É macia. Gostei de ter feito o que fiz", contou Cocaing ao psicólogo, disse Venon à corte.

Especialistas foram convocados para tentar estabelecer a responsabilidade penal do acusado e sua saúde mental. O júri deverá anunciar seu veredicto esta sexta-feira, após as alegações finais da promotoria e da defesa.

O crime de Cocaign, que cumpria na época pena por roubo a mão armada e aguardava julgamento por tentativa de estupro, pôs em destaque os problemas do sistema penitenciário francês, seu mal funcionamento e sua superlotação.

Cocaign disse na segunda-feira à corte que tinha um longo histórico de problemas mentais e que o crime poderia ter sido evitado se as autoridades da prisão não tivssem ignorado seus repetidos pedidos de ajuda psicológica.

Durante os primeiros dias do julgamento, a Justiça examinou os problemas na prisão de Rouen onde, segundo um relatório, havia "superlotação crônica". O corpo de Tierry Baudry foi descoberto pelos guardas da prisão no dia seguinte de seu assassinato.

Com uma das taxas de suicídios mais elevadas da Europa, as prisões francesas são regularmente criticadas pela Corte Europeia de Direitos Humanos por não prover as necessidades básicas dos detentos.

Fonte: AFP

Peixes - 20/02 a 20/03

Não abuse da sorte! Fuja de negócios mirabolantes. Se não ficar atento(a), o dinheiro pode sair do seu bolso facilmente. Trabalho que exija conhecimento e possa ser feito em equipe será a sua melhor opção.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Você!!

Quando me apaixonei assim;
Deixe as emoções me pegarem;
Foi se mais forte que eu;
O mundo agora não apenas meu;
Divido apenas com você;
O coração já não me pertence;
São laços ou correntes;
Sentimentos profundos;
Guia esse cego de trilhas;
Imprudente e visto apenas algo
[em mente;
Morena de braços quentes;
Sinto meu corpo caliente;
Em busca do seu colo;
Viajo na sua mente;
Sei que eis tu não será diferente;
Senti o mesmo sentimento aqui dentro;
Fruto dessas aventuras;
E beijos ardentes.

domingo, 20 de junho de 2010

Elano leva pancada e sai chorando, mas médico descarta lesão grave


Os brasileiros sofreram com as entradas duras dos jogadores de Costa do Marfim durante a vitória por 3 a 1, neste domingo, pela segunda rodada do Grupo G da Copa. Elano, autor do terceiro gol da partida, foi a principal vítima e deixou o campo chorando após a sola da chuteira de Tiene acertar a sua perna direita. Após exame clínico, o médico da seleção brasileira, José Luiz Runco, descartou lesão grave.

“Elano tomou uma pancada no tornozelo direto, mas à princípio não parece ter problema grave”, afirmou Runco. O médico disse que Elano já iniciou o tratamento com gelo e descartou a necessidade de realizar exames mais detalhados.

Segundo Runco, Elano não preocupa para o duelo com Portugal, no dia 25. O único desfalque certo até o momento é Kaká, que foi expulso e cumprirá suspensão

“O Elano sofreu uma pancada e saiu mancando. A princípio foi uma pancada, vai doer durante uns dois dias, mas depois melhora e ele volta”, comentou Luís Fabiano, autor dos dois primeiros gols do Brasil.

A Costa do Marfim abusou da violência: cometeu 23 faltas no total e levou três amarelos. Kaká e Dunga se irritaram com a postura dos adversários. Aos 40min do segundo tempo, o camisa 10 levou o amarelo por falta e reclamação. Minutos depois, forçou o choque com Keita, levou o segundo amarelo e o vermelho.

"Tentei tirar o Kaká da confusão, e ele me falou que não tinha feito nada. No clima do jogo, o juiz acabou expulsando", declarou Julio Cesar, após a partida, em entrevista à TV Globo.

Com o triunfo, o Brasil está matematicamente classificado para as oitavas de final do Mundial.

Fonte: UOL

Presidente Lula triplica número de carreiras no Executivo

A administração Luiz Inácio Lula da Silva deixará uma herança na máquina pública mais duradoura, embora menos visível, que os aumentos do quadro de pessoal e dos salários do funcionalismo: sob pressão das corporações, foi triplicada nos últimos anos a quantidade de carreiras no Poder Executivo, informa reportagem de Gustavo Patu, publicada neste domingo pela Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).

Segundo a reportagem, no passado só criadas para as categorias da elite do serviço público, como auditores-fiscais, diplomatas ou advogados da União, as carreiras passaram a contemplar as demandas de órgãos em particular e seus funcionários de escalões mais baixos. No caso mais radical, um único hospital, o das Forças Armadas, reúne hoje três carreiras exclusivas.

De 2002 para cá, saltou de 31 para 108 o número de carreiras civis listadas na Tabela de Remuneração dos Servidores Federais, publicada periodicamente pelo Ministério do Planejamento.

A reportagem informa que os registros podem conter alguma imprecisão --a pasta, que não forneceu dados oficiais para 2002, informou contabilizar 129 carreiras atuais, sem detalhar os critérios. Qualquer que seja a taxa, porém, a proliferação é evidente. Ela é acompanhada pela multiplicação dos diferentes tipos de cargos citados no índice da tabela federal de remuneração, nem todos vinculados a carreiras. Eram 97 no início da administração petista; são 317 agora.

Outro Lado

O governo Lula buscou reduzir as diferenças entre o topo e a base da pirâmide salarial do funcionalismo, afirma Marcela Tapajós, diretora de Relações de Trabalho. "O serviço público estava extremamente elitizado."

Por esse raciocínio, as carreiras de nível superior proporcionavam aos servidores vantagens muito superiores às dos demais. Hoje, aponta ela, cargos e carreiras de níveis intermediário e auxiliar têm salários bem superiores aos da iniciativa privada.

Cargos como o de motorista e secretária do Ipea, afirma a diretora, são ocupados por remanescentes de concursos e serão extintos. No caso do Hospital das Forças Armadas, as carreiras buscam enfrentar a precariedade da força de trabalho, diz ela.

Fonte: Folha

Colombianos escolhem hoje novo presidente; segurança e diplomacia são os desafios do sucessor de Uribe


Os candidatos colombianos à presidência: o ex-prefeito de Bogotá Antanas Mockus (à esquerda), do Partido Verde, e o ex-ministro da Defesa Juan Manuel Santos, do Partido de La U.

Os eleitores colombianos vão às urnas neste domingo (20) para escolher, em segundo turno, o sucessor de Álvaro Uribe, que há oito anos ocupa a presidência do país e tem aprovação de mais de 70% da população. Disputam o pleito o governista Juan Manuel Santos, do Partido Social da Unidade Nacional, ex-ministro da Defesa, da Fazenda e do Comércio Exterior; e o matemático, filósofo e ex-prefeito de Bogotá, Antanas Mockus, do Partido Verde.

De acordo com a última pesquisa eleitoral, Santos possui 67% das intenções de voto, contra 29% de Mockus. Entre os principais desafios do próximo presidente estão a segurança e a relação com os vizinhos sul-americanos, temais centrais no debate eleitoral.

No primeiro turno, realizado em 30 de maio e com uma abstenção próxima de 51% (na Colômbia o voto é facultativo), Santos levou 25 pontos de vantagem sobre Mockus. O surpreendente resultado --já que as pesquisas indicavam os dois candidatos em empate técnico-- foi o empurrão que Santos precisava para conquistar o posto de favorito e colocar um "Governo de união nacional", proposta à qual nas últimas semanas aderiram quase que a totalidade das forças políticas nacionais

O primeiro foi o Partido Conservador, que integrou à coalizão de Uribe; depois uma importante facção dos liberais, na oposição nos últimos oito anos; e, por último, Mudança Radical, liderado por Germán Vargas Lleras, que foi o terceiro mais votado nas eleições passadas.

Se chegar a Presidência em 7 de agosto, data programada para a posse, o candidato governista teria o apoio de mais de 80% do Congresso, ou seja, de 232 dos 268 integrantes das duas câmaras, um apoio maior do que Uribe teve em seus dois governos consecutivos.

Diante desse panorama, o ex-ministro da Defesa se mostrou confiante em que poderá fazer as reformas pendentes de Uribe; mas o que deu a Santos o último empurrão para que na Colômbia já se dê por certa sua vitória foi a operação militar na qual foram resgatados no domingo (13) quatro militares reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) nas selvas do sul do país.

O resgate do general Luis Mendieta, os coronéis Enrique Murillo e William Donato e o sargento Arbey Delgado, na "Operação Camaleão", coordenada diretamente pelo presidente Uribe, lembrou os sucessos de Santos na luta contra as Farc durante sua gestão no Ministério da Defesa. Santos foi o artífice da "Operação Xeque", deflagrada em julho de 2008, quando foram libertados 15 sequestrados, entre eles a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt e mais três americanos.

Combate às Farc

Meses antes da libertação de Betancourt, em março de 2008, Santos havia dirigido a "Operação Fénix", um ataque a um acampamento das Farc no Equador que acabou com a vida do segundo no comando da guerrilha, Raúl Reyes. Ao mesmo tempo em que a missão militar levou à ruptura de relações diplomáticas com o país vizinho, representou o princípio do fim da então cúpula guerrilheira, já que no mês seguinte morreu de infarto seu fundador, "Manuel Marulanda".

O governo colombiano acredita que o combate às Farc resultou na redução de mais da metade do efetivo da guerrilha, embora 19 militares e um número não informado de civis permaneçam sequestrados. Apesar de adotar um tom menos rigoroso do que o adversário, Mockus promete que não irá dialogar com os guerrilheiros e manterá a política de combate ostensivo.

Na análise do especialista em História e Relações Internacionais Carlos Eduardo Vidigal, da Universidade de Brasília (UnB), "o eleitorado colombiano sinalizou no primeiro turno que quer manter as políticas de segurança e mesmo sociais do governo Uribe, em claro posicionamento “continuísta”. "Esse conservadorismo é tradicional na sociedade colombiana, reforçado pelos traumas enfrentados nas últimas décadas em virtude das ações das guerrilhas de esquerda e dos paramilitares", afirmou Vidigal.
No mesmo sentido, a especialista em Economia Social e Desenvolvimento da América Latina Anapaula Iacovino Davila, da FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), considerou que os colombianos "não gostam de ver o nome de seu país diretamente associado ao tráfico de drogas, às guerrilhas, ao terrorismo". Por isso, é a "autoestima do colombiano" que está em jogo nestas votações. "Os colombianos reconhecem que muito foi feito, mas que ainda há muito que fazer. A expectativa é de continuidade".

A favor do atual governo, pesa também o declínio na produção e nas exportações de cocaína e a diminuição pela metade dos homicídios no país --embora a Colômbia ainda seja o maior produtor mundial de cocaína e esteja entre os 10 países mais violentos do mundo.

Política Externa

O enfrentamento aos guerrilheiros e ao narcotráfico teve a contribuição direta dos Estados Unidos, que participaram ativamente da execução do “Plano Colômbia”, elaborado em 2000 e orçado em US$ 10 bilhões. O plano permitiu aos norte-americanos instalarem oito bases militares no país andino, fato rendeu críticas pesadas à Colômbia por parte de seus vizinhos.

Embora a aproximação com os EUA tenha permitido que os investimentos internacionais na Colômbia quintuplicassem, trouxe como consequência um certo isolamento do país no cenário sul-americano. As trocas comerciais com a Venezuela, por exemplo, despencaram desde meados de 2009, quando o presidente Hugo Chávez criticou a participação militar norte-americana no território colombiano e, como resposta, foi acusado por Uribe de auxiliar as Farc na obtenção de armamentos.

Também permanecem abaladas as relações com o Equador desde a invasão do Exército colombiano ao território equatoriano no episódio do ataque à guerrilha, em 2008. Durante a campanha eleitoral, Mockus classificou a ação no Equador de “absolutamente equivocada” e chegou até a elogiar Chávez, sinalizando que, se eleito, pode amenizar a relação com os vizinhos. “[Com Mockus], haveria uma maior garantia que as relações com a Venezuela seriam melhoradas e, consequentemente, se harmonizaria ainda mais as relações com o Brasil”, afirma Gerson Arias, da Fundação Ideas para La Paz.

Na avaliação de analistas, independente de quem seja o sucessor de Uribe, terá que buscar uma aproximação maior com os vizinhos. “Santos pode ser mais diplomático com os vizinhos. Mas não deixará de lado a dependência dos Estados Unidos, que custa cerca de US$ 700 milhões por ano”, escreveu Julia Sweig, do Council on Foreign Relations, com sede em Nova York. “O que ele não fará é, sem a alta popularidade de Uribe, manter um discurso belicoso contra Chávez ou Rafael Correa (presidente do Equador). Vai conversar.”

Mistéria e desigualdade persistem

Já para Virgílio Arraes, doutor em história pela Universidade de Brasília (UnB) e pesquisador do Instituto Brasileiro de Relações Internacionais, apesar de ter obtido sucesso na sua empreitada para reduzir a atuação das Farc, o presidente colombiano não foi capaz de diminuir a miséria e a desigualdade social no país.

“Basicamente, a grande realização de Uribe foi reduzir a atuação dos chamados grupos de esquerda --que para alguns são grupos terroristas. No entanto, durante o seu governo, a Colômbia teve um crescimento econômico muito baixo, em torno de 2% ao ano, e a desigualdade social se manteve. Mais de 40% da população colombiana vive em torno da linha da pobreza”, disse o pesquisador.

Os principais indicadores confirmam a afirmação de Arraes: o índice de Gini, que mede o nível de desigualdade social, na Colômbia era de 0,510 em 2000 --dois anos antes de Uribe assumir-- e saltou para 0,585, em 2008 (quanto mais perto do número 1, maior é a desigualdade). Entre 2002 e 2009, o país caiu oito posições no ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), ocupando, atualmente, a 77ª posição, atrás de Brasil e Venezuela, que antes do governo Uribe estavam atrás da Colômbia nessa lista.


Nome oficial: República da Colômbia
Forma de governo: República (Poder Executivo domina a estrutura de governo)
Capital: Bogotá
Divisão administrativa: 32 departamentos e 1 distrito capital
População: 43.677,372
Idioma: Espanhol
Grupos etnicos: Mestiços 58%, brancos 20%, mulatos 14%, negros 4%, cafuzos 3% e indígenas 1%
Religiões: Católicos Romanos 90% e outros 10%
Fonte: CIA Factbook 2009

No mesmo período, o PIB (Produto Interno Bruto) colombiano cresceu num ritmo bem inferior ao brasileiro, peruano e venezuelano. Em contrapartida, o atual governo da Colômbia conseguiu reduzir o desemprego de 17% a 12% da população e permitiu que os investimentos estrangeiros no país quintuplicassem.

Direitos Humanos

Apesar do apoio de boa parte da população, a forma como se deu o enfrentamento à guerrilha de esquerda é alvo de críticas de organizações não-governamentais, que acusam o governo colombiano de promover o assassinato de civis, espionar inocentes e influenciar o poder judiciário para conquistar o seu objetivo de acabar com as Farc.

Em relatório divulgado neste ano, a Anistia Internacional diz que “o conflito interno continua a ter consequências devastadoras para a população civil, em especial para comunidades indígenas”. “Todas as partes envolvidas --incluindo forças de segurança, grupos guerrilheiros e paramilitares-- são responsáveis por sérios abusos contra os direitos humanos e violações da lei humanitária internacional”, diz.

A ONG afirma também que durante a chefia de Santos no Ministério da Defesa houve denúncias de diversas execuções de civis sob o pretexto de que seriam guerrilheiros, em casos que ficaram conhecidos como “falsos positivos”.

De acordo com Arraes, a política de enfrentamento às guerrilhas obrigou o deslocamento interno ou externo de aproximadamente 10% da população colombiana e provoca um número elevado de "desaparecidos", que seriam possíveis vítimas de grupos paramilitares de direita e do próprio Exército. "É uma situação sem paralelo na América do Sul. Estima-se que haja 50 mil desaparecidos e centenas de sequestrados. Isso ocorre em função da fragilidade que persiste no sistema político-administrativo e do Judiciário na Colômbia".

Fonte: UOL

Após morte de presidente em acidente aéreo, poloneses vão às urnas neste domingo

Os colégios eleitorais da Polônia abriram hoje suas portas para os mais de 30 milhões de cidadãos convocados para escolher o presidente do país e sucessor de Lech Kaczynski, morto em um acidente aéreo no mês de abril.

A jornada eleitoral começou com normalidade às 6h (hora local, 1h de Brasília) e termina 14 horas depois, às 20h (15h).

As autoridades polonesas pretendem que os cidadãos contem com toda a comodidade para votar, o que justifica esta ampla margem de tempo e os 25.774 locais de votação constituídos, que tornarão possível que ninguém tenha que se deslocar longas distâncias para exercer seu direito.

Apesar destas facilidades, se prevê que a abstenção fique em torno de 50 %, segundo as pesquisas.

Especialistas ouvidos pela agência de notícias Efe afirmam que as inundações vividas pela Polônia nas últimas semanas, a proximidade do verão e o pessimismo que seguiu o acidente aéreo onde Lech Kaczynski e seu séquito de 95 pessoas são fatores que deixaram os cidadãos em um estado de desolação nacional e desinteresse pelo pleito.

O liberal Bronislaw Komorowski aparece como vencedor em todas as pesquisas, na frente dos outros nove candidatos.

Só o conservador Jaroslaw Kaczynski, irmão gêmeo do anterior presidente, ameaça a vitória liberal com seu discurso patriótico e defensor da soberania nacional frente a Bruxelas.

Apesar de sua condição de vencedor quase indiscutível, tudo aponta para o segundo turno, previsto para o próximo dia 4 de julho.

O segundo turno só vai acontecer se nenhum dos aspirantes superar hoje 50% dos votos, e nele devem se enfrentar os dois candidatos mais votados agora, com segurança Komorowski e Kaczynski.


Fonte: EFE

sábado, 19 de junho de 2010

Dicas para você adotar no dia a dia para tratar a hipertensão

O paciente com hipertensão deve sempre procurar um médico para saber quais medicamentos tomar.

O tratamento da hipertensão inclui anti-hipertensivos e medidas não-medicamentosas que podem ser incorporadas à sua rotina. Confira abaixo algumas orientações do cardiologista Carlos Alberto Pastore, , do Instituto do Coração (InCor) da Universidade de São Paulo, para você se cuidar.
1) Redução de peso
2) Reduza de sal na alimentação para um consumo em torno de 1 colher de chá por dia
3) Evite alimentos industrializados e enlatados
4) Aumente a ingestão de potássio através de grãos (feijão, ervilha), vegetais verde-escuros, banana, melão, cenoura, beterraba, frutas secas, tomate, batata-inglesa e laranja
5) Diminua a ingestão de bebida alcoólica
6) Pratique exercícios físicos regularmente

Fonte: Uol

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Corpo de José Saramago é velado em biblioteca de Lanzarote

Escritor de 87 anos morreu nesta sexta em sua residência nas Ilhas Canárias. Ele deve ser cremado e cinzas divididas entre Portugal e arquipélago espanhol.

alt=""id="BLOGGER_PHOTO_ID_5484263160382264290" />
Corpo do escritor José Saramago em biblioteca das Ilhas Canárias. Velório será realizado sexta-feira (18) (Foto: Augusto Finfer/Reuters)

O corpo do escritor português José Saramago, que morreu nesta sexta-feira (18) em sua residência nas Ilhas Canárias, está sendo velado em uma biblioteca que leva o seu nome na cidade de Tías, localizada na ilha canária de Lanzarote. O prefeito de Tías, José Juan Cruz, decretou três dias de luto pelo escritor de "Ensaio sobre a cegueira", que estava com 87 anos e sofria de leucemia e problemas respiratórios.

Os restos mortais de Saramago devem ser transportados neste sábado a Lisboa por um avião enviado pelo governo português.

Cortejo

Em cortejo fúnebre, o corpo será levado até o Salão de Honra da Prefeitura de Lisboa, onde permanece até domingo, quando será cremado no cemitério do Alto de São João, na capital portuguesa.

De acordo com a agência de notícias EFE, é possível que parte de suas cinzas seja enviada a seu povoado natal, Azinhaga, em Portugal, e a outra parte fique em sua casa de Lanzarote, no arquipélago espanhol.

A escritora Nélida Piñon, que está na Espanha, vai representar a Academia Brasileira de Letras nos funerais do escritor.

Na noite sexta-feira, autoridades do governo português declararam luto oficial de dois dias pela morte do escritor.

A igreja perde um crítico

A notícia da morte de José Saramago repercutiu imediatamente em todo o mundo, inclusive entre representantes da Igreja Católica em Portugal, com quem o escritor mantinha uma relação conturbada por abordar de forma polêmica temas religiosos em obras como "O evangelho segundo Jesus Cristo", de 1991, e "Caim", seu romance mais recente, de 2009.


José Saramago pelas lentes do fotógrafo Sebastião
Salgado, que lamentou a perda: 'Ele sempre foi um
militante, comprometido com as causas sociais'
Veja mais fotos de Saramago por Salgado

O diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura da Conferência Episcopal Portuguesa, Padre José Tolentino, e o porta-voz da conferência, Padre Manuel Morujão, disseram que o país perde um "expoente" e que a igreja perde um crítico com o qual soube dialogar constantemente. "Seja como for, o diálogo nunca foi cortado e sempre foi possível", disse padre Manuel Morujão, sobre o escritor, que se declarava um ateu.

"[Saramago] combatia as religiões com fúria, dizia que elas nos embaçam nossa visão. Mesmo assim não consigo deixar de pensar que adoraria que neste momento ele estivesse tendo que dar o braço a torcer ao ser surpreendido por algum outro tipo de vida depois desta que teve por aqui", declarou o cineasta brasileiro Fernando Meirelles, que adaptou "Ensaio sobre a cegueira" para o cinema em 2008.

Leucemia e problemas respiratórios

Segundo sua mulher, a jornalista Pilar del Río, Saramago passou mal após tomar o café da manhã e recebeu auxílio médico, mas não resistiu e morreu. Ele sofria de leucemia e, nos últimos anos, havia sido hospitalizado em várias oportunidades devido a problemas respiratórios.


A esposa de Saramago, Pilar del Rio, leu um trecho
de 'O evangelho segundo Jesus Cristo' no velório do
escritor (Foto: Augusto Finfer/Reuters)

"Hoje, sexta-feira, 18 de junho, José Saramago faleceu às 12h30 horas [horário local] na sua residência de Lanzarote, aos 87 anos de idade, em consequência de uma múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença. O escritor morreu estando acompanhado pela sua família, despedindo-se de uma forma serena e tranquila", diz uma nota assinada pela Fundação José Saramago e publicada na página do escritor na internet.

O escritor vivia na ilha de Lanzarote, nas Canárias, desde 1993 com sua esposa, com quem se casou aos 63 anos.

Expoente da literatura mundial

Saramago era um dos maiores nomes da literatura contemporânea, vencedor do prêmio Nobel de Literatura no ano de 1998 e de um prêmio Camões - a mais importante condecoração da língua portuguesa.

Entre seus livros mais conhecidos estão "Memorial do convento", "O ano da morte de Ricardo Reis", "O evangelho segundo Jesus Cristo", "A jangada de pedra" e "A viagem do elefante". O mais recente romance publicado pelo escritor foi "Caim", de 2009. Antes de morrer, ele estava trabalhando em um livro sobre tráfico de armas, que chegou a batizar de "Alabardas, alabardas! Espingardas, espingardas", mas deixou inacabado.

O estilo de escrita de Saramago era caracterizado, entre outras experimentações de linguagem, pelos parágrafos muito longos e o uso incomum de pontuações. “Sua literatura era densa e sofisticada e, mesmo assim, era lida por um grande público. Essa é a maior proeza de sua vida”, analisa o professor Frederico Barbosa, que ensinava Saramago em cursinhos de São Paulo e é também diretor do espaço cultural paulistano Casa das Rosas.

"Ensaio sobre a cegueira", que conta a história de uma epidemia branca que cega as pessoas, metáfora da cegueira social, foi levado às telas em um produção hollywoodiana filmada pelo cineasta brasileiro Fernando Meirelles (de "Cidade de Deus") em 2008. O autor, normalmente avesso a adaptações de suas obras, aprovou o trabalho de Meirelles.

Saramago era considerado como o criador de um dos universos literários mais pessoais e sólidos do século XX e uniu a atividade de escritor com a de homem crítico da sociedade, denunciando injustiças e se pronunciando sobre conflitos políticos de sua época. Em 1997, escreveu a introdução para o livro de fotos "Terra", em que o fotógrafo Sebastião Salgado retratava a rotina do movimento dos sem-terra no Brasil.

Em 2008, uma exposição sobre o trabalho de Saramago foi exibida no Brasil. "José Saramago: a consistência dos sonhos" trazia cerca de 500 documentos originais e outros tantos digitalizados, reunidos em um formato que, misturando o tradicional e a tecnologia moderna, levavam o visitante a uma agradável e rara viagem pela vida e pela obra do escritor português.


O autor José Saramago, em foto de novembro de 2009 (Foto: AFP)

Biografia

O português José de Sousa nasceu em 16 de novembro de 1922, na pequena aldeia portuguesa de Azinhaga, no Ribatejo, região central do país. Ficou mais conhecido, no entanto, pelo sobrenome de sua família paterna, Saramago, que o funcionário do Registro Civil acrescentou após seu nascimento.

Sua família mudou-se para Lisboa quando José tinha dois anos. Aluno brilhante, ele teve de abandonar o ensino secundário aos 12 anos, por causa da falta de recursos de seus pais.

Ateu, cético e pessimista, Saramago sempre teve atuação política marcante e levantava a voz contra as injustiças, a religião constituída e os grandes poderes econômicos, que ele via como grandes doenças de seu tempo.

"Estamos afundados na merda do mundo e não se pode ser otimista. O otimista, ou é estúpido, ou insensível ou milionário", disse em dezembro de 2008, durante apresentação em Madri de "As pequenas memórias", obra em que recorda sua infância entre os 5 e 14 anos.


Saramago: romance 'O Evangelho segundo Jesus Cristo' gerou polêmica com Igreja Católica. (Foto: AFP)

Filiado ao Partido Comunista português

Autodescrito como um "comunista libertário", ele também provocou polêmica ao chamar a Bíblia de "manual de maus costumes". Ao longo de seis décadas de carreira literária, publicou cerca de 30 obras, entre romances, poesia, ensaios, memórias e teatro.

Saramago publicou seu primeiro romance, "Terra do pecado", em 1947. Em 1969, sob a ditadura salazarista, ele filiou-se ao Partido Comunista português. Depois de 47, ele ficou quase 20 anos sem publicar, argumentando que "não tinha nada a dizer". Na época, teve empregos públicos e trabalhou como editor e jornalista.

Entre 1966 e 1975, publicou poesia: "Os poemas possíveis", "Provavelmente alegria" e "O ano de 1993". Em 1977, publicou o romance "Manual de pintura e caligrafia". Depois, vieram os contos de "Objeto quase" (1978) e a peça "A noite" (1979).

Mas o reconhecimento mundial só chegou com "Memorial do convento", de 1982, a que se seguiu "O ano da morte de Ricardo Reis", dois anos depois. Os dois romances receberam o prêmio do PEN Clube Português.

Nobel e Camões ao desafeto da Igreja

Seu romance "O evangelho segundo Jesus Cristo", de 1991, provocou polêmica com a Igreja Católica e foi proibido em Portugal em 1992.

O romance mostrava um Jesus humano, com dúvidas, fraquezas e conversando com um Deus cruel. Em um dos episódios, Jesus perdia sua virgindade com Maria Madalena.
Um ano depois disso, ele decidiu se mudar para a ilha de Lanzarote, no arquipélago espanhol das Canárias, onde ficou até morrer, sempre acompanhado pela sua segunda mulher, a jornalista e tradutora espanhola Pilar del Río.

Em 1995, ganhou o Prêmio Camões pelo conjunto da obra e publicou "Ensaio sobre a cegueira".

Em 1998, ele recebeu o Nobel de Literatura. Na justificativa da premiação, a academia afirmou que o português criou uma obra em que, "mediante parábolas sustentadas com imaginação, compaixão e ironia, nos permite captar uma realidade fugitiva".
Seu último romance foi "Caim", de 2009, também bastante criticado pela Igreja Católica por conta de sua visão pouco ortodoxa do Velho Testamento.

Fonte: G1

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Cerca de 40 carros são abandonados por mês em São Paulo



A frota de carros não para de crescer no Brasil. Ao mesmo tempo, chama atenção o número de veículos abandonados pelas ruas do país. Somente em São Paulo, o total de veículos deixados chega a 40 por mês.

Na periferia ou em bairros nobres, eles já fazem parte da paisagem urbana. Viram moradia de animais e até abrigo para desocupados e drogados. A prefeitura só retira o veículo se não houver queixa de roubo e se eles estiverem há mais de cinco dias na rua.

O engenheiro Marcos Matsusato pediu a remoção do carro abandonado perto de seu escritório desde o início deste ano. Porém, até agora, nada aconteceu. O engenheiro se diz preocupado com o risco de dengue trazido pelos carros abandonados.

Lei

Como o Código de Trânsito Brasileiro não trata o abandono de veículo como infração, cabe aos municípios fiscalizar e remover os carros das ruas. Em muitos casos, eles são tratados como lixo ou entulho. Pela Lei de Limpeza Urbana de São Paulo, quem deixa carro abandonado na rua pode receber multa de R$ 500 e ainda arcar com despesas de guincho e diárias em pátios.

A equipe do Jornal da Band flagrou até viaturas da polícia e carros apreendidos, abandonados perto de uma repartição pública. Em nota, a Secretaria de Segurança de São Paulo diz que os carros serão removidos para pátios e depois leiloados.

Muitos veículos são abandonados porque o custo do conserto não compensa. É o caso de um utilitário importado deixado pelo dono há dois anos em frente a uma oficina mecânica, depois de descobrir que gastaria R$ 16 mil para arrumar motor e câmbio. Ele teria que desembolsar mais R$12.272,19 com multas e documentação. O prejuízo totalizaria R$ 28 mil, valor superior ao carro, que vale no máximo R$ 22 mil.

Blog

Tantos carros abandonados chamaram a atenção do jornalista Marcos Rozen, que criou o blog “Carros Órfãos” com fotos tiradas no Brasil e em países vizinhos, como Uruguai e Bolívia. Marcos decidiu criar um concurso para eleger o veículo abandonado em melhores condições.

Fonte: Band

PM prende seis motoristas bêbados em SP após jogo do Brasil

Um balanço da Polícia Militar de São Paulo aponta que pelo menos seis motoristas foram presos e outros 17 foram multados por dirigir alcoolizados após o jogo do Brasil na Copa.

No total, 455 motoristas foram submetidos ao teste do bafômetro na capital, entre 5h30 e 20h desta terça-feira.

A Operação Direção Segura Viva Brasil também será realizada nos dias 20 e 25 de junho, após os próximos jogos da seleção brasileira.

Fonte: Band

Jovem estuprada em GO foi ameaçada de morte, diz avó

Jovem foi violentada por um policial militar. Dois PMs foram presos, em flagrante.

A avó de uma jovem estuprada por um policial militar na terça-feira (15), em Goiânia, disse que a garota de 19 anos, não bastasse o fato da violência, foi ameaçada pelo soldado que a violentou. “’Se você contar eu mato você e o rapaz. Se falar, me denunciar, você está morta’”, afirmou a avó da vítima.

Os dois policiais militares foram presos, em flagrante. O estupro ocorreu em uma rua de um bairro da região metropolitana de Goiânia, justamente na rua onde a jovem mora.
No depoimento à Corregedoria da Polícia Militar (PM) de Goiás, o namorado da jovem contou que a garota foi levada por dois soldados depois de uma abordagem na noite de terça. O casal voltava para casa na moto de um amigo. O rapaz afirmou que ligou para o 190 pedindo socorro. Os policias foram presos em flagrante pela própria polícia.
No relato à Corregedoria, a vítima disse que um soldado, de 36 anos, a estuprou enquanto outro, de 37 anos, assistiu a tudo sem fazer nada. Os dois PMs negaram as acusações.

Mas o estupro foi confirmado por um exame do Instituto Médico Legal (IML) e, para o Comando da PM, as investigações não deixam dúvidas sobre o crime. “Eles podem ser expulsos da corporação. Os dois respondem pelo crime de estupro. A ação, o fato delituoso, não é só com aquele que comete, mas a omissão também é entendida como causa”, afirma o chefe de imprensa da PM, Divino Alves.

Fonte: G1

Playcenter rechaça estádio em seu terreno

Parque negou existência de proposta de compra de terreno.


Playcenter diz que está fazendo melhorias no terreno do parque

O Playcenter, por meio de sua assessoria de imprensa, publicou uma nota na tarde desta quinta-feira rechaçando a possibilidade de construção de um estádio para a Copa do Mundo de 2014 no terreno onde hoje está o parque. Segundo a nota, nunca houve qualquer contato da construtora Odebrecht ou de qualquer outro interessado com a intensão de comprar a área.

Na nota, o Playcenter afirma ainda que está investindo pesadamente em melhorias no terreno do parque, o que não condiz com uma possível venda da área e consequente mudança de local do parque.

O LANCENET! mantém as informações publicadas nesta quinta-feira de que a área ocupada pelo Playcenter foi, sim, cogitada para a construção de um estádio. O projeto, ainda embrionário, é da construtora Odebrecht com a participação da Traffic na comercialização de naming rights, camarotes, cativas e estacionamento, entre outros, e tem o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A obra seria tocada pela iniciativa privada com empréstimos de organismos federais, como o BNDES. Depois, a arena passaria a ser usada pelo Corinthians, parceiro de peso na exploração comercial.

Confira abaixo a nota publicada pelo Playcenter na integra:

'O Playcenter esclarece não serem verdadeiras as notícias publicadas na imprensa falando sobre a possibilidade da construção de um estádio para a Copa no Brasil, com apoio do governo brasileiro, onde está localizado o parque. Nunca houve qualquer contato da Odebrecht ou de outras partes supostamente envolvidas, manifestando a intenção de aquisição das áreas ocupadas pelo Playcenter.

O parque vem investindo pesadamente em benfeitorias nos terrenos que ocupa. Em 2010 novas e maiores benfeitorias estão sendo executadas, o que não condiz com uma possível retirada do parque do local.

O Playcenter continuará o seu desenvolvimento, consolidando-se como a melhor opção de diversão para família.'

Fonte: LanceNet!

Andrés Sanchez: 'Abertura não será no estádio do Corinthians'

Presidente do Timão garante construção de arena do Timão para, no máximo, 45 mil pessoas.


Andrés diz que estádio maior que 45 mil lugares não interessa (Crédito: Eduardo Viana)

O presidente do Corinthians, e chefe da delegação brasileira na Copa do Mundo de 2010, voltou a desmentir que o novo estádio do clube vá sediar a abertura do Mundial de 2014. Ele garante que não se interessa por um estádio com capacidade acima de 45 mil lugares.

– Para ter um estádio com 45 mil lugares, a manutenção é um preço. Se aumentar em 20 mil lugares, o custo triplica. O Corinthians vai construir o seu estádio. Mas não será o estádio da abertura da Copa. Pode até ser utilizado em 2014, se eles quiserem, mas não na abertura – avisou.

A cidade de São Paulo terá de apresentar até o dia 13 sua nova proposta para sediar jogos da Copa. Uma das possibilidades faladas é a de um estádio construído em parceria entre Odebrecht e Traffic, onde o Corinthians seria o seu principal usuário após o Mundial .

Segundo o LANCENET! apurou, este projeto acima já tem o apoio do presidente Lula. A construção seria feita pela Odebrecht e a participação da Traffic seria na comercialização (naming rights, camarotes, cativas, restaurantes, estacionamento etc).

Este projeto ainda não tem local definido, mas poderá ser no terreno ocupado hoje pelo Playcenter, na beira da Marginal Tietê. A obra seria tocada pela iniciativa privada com empréstimos de organismos federais, como o BNDES. Depois, a arena passaria a ser utilizada pelo Corinthians, parceiro de peso na exploração comercial.

Fonte: LanceNet!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Atriz pornô diz ter filho de nove anos do golfista Tiger Woods

A vida pessoal de Tiger Woods voltou a ganhar destaque. Depois de ter retomado a carreira de golfe, o número um do mundo foi citado pela atriz pornô Devon James como sendo o “pai secreto” de seu filho, atualmente com nove anos.

Segundo o site Radaronline.com, algumas fotos da criança foram vistas, e as semelhanças com Tiger Woods são impressionantes. O golfista teria tido uma caso de dois anos e meio com Devon James no início de 2000. A descoberta do filho por Tiger Woods, porém, teria ocorrido somente em 2006, quando houve uma aproximação entre os dois.

Como se não bastasse, um documentário chamado “Tiger Woods: The Rise and Fall” será exibido no Channel 4, nesta quinta-feira, e irá revelar outro filho do golfista. Segundo a reportagem, uma de suas amantes, Theresa Rogers, de 49 anos, teria dado à luz uma menina, também filha de Woods, em 2003.


Atriz pornô Devon James
teria um filho de Woods

Com isso, Tiger Woods volta a ganhar destaque por assuntos “extra-campo”. Tudo teve início após um misterioso acidente de carro em que bateu em uma árvore e acabou revelando uma vida conjugal marcada por traições, além de declarar-se viciado em sexo. Woods ficou internado em uma clínica e três meses depois decidiu quebrar o silêncio.

Em fevereiro de 2010, fez um pronunciamento transmitido ao vivo pela televisão norte-americana e pediu desculpas pelo escândalo publicamente. Isso não fez, porém, com que sua esposa - a sueca Elin Nordegren - desistisse de pedir o divórcio, no qual ela pode embolsar algo entre US$ 500 milhões e US$ 600 milhões.

Atualmente, Tiger Woods segue na liderança do ranking mundial e está prestes a disputar o US Open. A competição será disputada de 17 a 20 de junho, em Pebble Beach, nos Estados Unidos.

Fonte: UOL

Alexa Chung é o novo rosto de perfume da Lacoste

Apresentadora da TV britânica e queridinha dos fashionistas, Alexa Chung foi anunciada nesta quarta (16) como o rosto de um novo perfume da Lacoste, que será lançado em janeiro de 2011. É a primeira vez que a marca usa uma celebridade como estrela das campanhas de suas fragrâncias femininas.


http://uolestilo.blog.uol.com.br/images/alexa.jpg
Alexa Chung, 25, rosto do novo perfume da Lacoste

Fonte: UOL

Kate Moss tem "um pouquinho de celulite", diz diretor de grife brasileira

A modelo britânica Kate Moss, 36, foi fotografada em Londres no final de maio para a campanha da grife brasileira de lingerie Valisère.

Segundo o diretor da marca, Benny Rosset, a modelo tem "um pouquinho" de celulite, "como toda mulher".

Ele afirma, no entanto, que o Photoshop --programa de edição de imagens-- foi "pouco usado".

A informação é da coluna Mônica Bergamo, publicada na Folha desta terça-feira (15). A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL.

Toda a produção da campanha custou cerca de R$ 2 milhões. O cachê de Kate Moss, porém, não é revelado.

Por contrato, a modelo exigiu que todas as imagens fossem aprovadas por ela.


A modelo Kate Moss, que foi clicada por Gui Paganini para a campanha da brasileira Valisère

Fonte: UOL

Veja a foto do novo robô de Transformers 3



O site Ain´t It Cool News divulgou, nesta quarta-feira (16/6), uma foto do set de filmagens de Transformers 3, em Chicago. Na imagem, vemos um novo robô.

Na semana passada, saíram novas informações do longa reveladas pelo diretor Michael Bay ao jornal USA Today, que visitou o set. A primeira novidade é que o filme será lançado em 3D, mas não ficou esclarecido se a filmagem será em 3D ou se passará pelo processo de conversão.

O vilão da trama será Shockwave, um robô que usa o laser como arma e é ditador de Cybertron, depois que Autobots e Decepticons vieram para a Terra.

Tá sentindo falta de alguma informação? A sinopse, claro. Até agora ninguém sabia ao certo da história do terceiro filme. Sam Witwicky (Shia LaBeouf) entra na vida adulta, mas continua amigo dos robôs. A grande questão é ele ter salvado o mundo várias vezes, mas nunca ter trabalhado.

Transformers 3 trata da corrida espacial entre os EUA e a ex-URSS e sugere que os Transformers tiveram um papel importantíssimo na disputa, um dos segredos mais perigosos da Terra. “O filme vai investir no mistério”, declarou Bay.

E, para quem não gostou de Transformers: A Vingança dos Derrotados, Bay assume a culpa por um filme ruim e promete que o terceiro não seguirá esta linha. Transformers 3 está previsto para estrear em 1º de julho de 2011.
Fonte: Omelete

TSE libera ainda mais debates na web

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acaba de julgar uma consulta formulada pelo deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) sobre a realização de debates eleitorais na internet. A resposta do TSE, tendo como relator o ministro Marco Aurélio Mello, foi amplamente favorável à liberdade de portais que tenham interesse em promover debates, não precisando convidar todos os candidatos que disputam um determinado cargo.

No rádio e na TV, é necessário convidar para debates todos os candidatos cujos partidos elegeram deputados na última eleição (mais detalhes no post abaixo). Já na internet essa limitação não existe. A lei eleitoral aprovada no ano passado já havia deixado isso claro, mas agora ficou ainda mais evidente.

O deputado Miro Teixeira formulou a consulta ao TSE provocado pelo jornal “Folha de S.Paulo” e pelo UOL. Agora, está definido que os debates eleitorais na web estão totalmente liberados, inclusive durante a chamada fase de pré-campanha.

Eis as perguntas e as respostas do TSE:

1) estão autorizados os portais de internet e os jornais impressos a realizar debates com políticos a qualquer tempo e época, mesmo sendo os políticos convidados apenas candidatos a candidatos de seus partidos a cargos públicos, sem terem sido oficializadas suas candidaturas em convenções partidárias no prazo estipulado em lei?
Resposta do TSE: Sim

2) estão autorizados os portais de internet e os jornais impressos a realizar debates eleitorais e a transmiti-los pela internet, ao vivo, em áudio e vídeo, na rede mundial de computadores?
Resposta do TSE: Sim

3) estão autorizados os portais de internet e os jornais impressos a realizar debates eleitorais com candidatos a candidatos a cargos públicos e a convidar a participar aqueles que julgar relevantes do ponto de vista jornalístico, a seu exclusivo critério dos portais e dos jornais?
Resposta do TSE: Sim

Fonte: UOL

Polícia concluí inquérito contra monstro do Maranhão

José Agostinho Pereira irá responder na Justiça pelos crimes de estupro de vulnerável, abandonos material e intelectual, maus tratos e cárcere privado. Ele está preso há uma semana.


Lavrador preso sob suspeita de abusar
e engravidar filha sete vezes

A Polícia Civil do Maranhão concluiu o inquérito do caso do homem que abusou sexualmente de duas filhas e que teve sete filhos com elas.

José Agostinho Pereira irá responder na Justiça pelos crimes de estupro de vulnerável, abandono material, abandono intelectual, maus tratos e cárcere privado.
Ele está preso há uma semana, após denúncia de que abusava sexualmente de duas filhas e ainda mantinha a família presa em casa. Exames comprovaram que duas filhas-netas do lavrador, uma de cinco e outra de oito anos, também sofreram abusos.

Acompanhamento

Sandra Maria Monteiro, que supostamente passou 16 anos sendo abusada e mantida em cárcere privado, está recendo ajuda técnica e psicológica da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão para poder retomar a vida.

No entanto, os conselheiros tutelares de Pinheiro ainda não conseguiram encontrar uma casa nova para Sandra. E ela ainda está psicologicamente abalada para viver sozinha com os sete filhos.

A presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, deputada Eliziane Gama (PPS), afirmou que as condições onde ela vive no Conselho Tutelar de Pinheiro não são as ideais para uma pessoa que saiu de um cárcere privado de 16 anos. A própria Sandra disse que não se incomoda em ficar no conselho, mas sua vontade é voltar para o povoado de Experimento, onde ela morava antes. "O problema é que a casa onde ela vivia não apresenta condições nenhuma de moradia", afirmou o conselheiro Ernesto Santos.

Nesta sexta-feira, os conselheiros tutelares procuraram uma casa para alugar em Pinheiro, mas não conseguiram. A residência será alugada com recursos da prefeitura. O município também se comprometeu a ceder cestas básicas para Sandra. Dos sete filhos de Sandra, apenas um, de 12 anos, era matriculado em escola. Graças a ele, a família garantia R$ 62 por mês do Bolsa Família.

Fonte: Jornal Nacional

Não é querendo zuar do time!!

Aprendiz de Bruxo!!



Da até vontade de assisti os filmes do Harry Potter, com uma musa dessa do lado, fica até no final do filme.

Fã de meias são-paulinos, William Moraes quer ser 'curinga' no Timão

Meia revelado no Corinthians se espelha em Kaká e Raí e aceita jogar em mais de uma posição, desde que não seja a zaga: 'Aí deixa para o meu pai'.


William Moraes, meia do Corinthians (Foto: Julyana
Travaglia / Globoesporte.com)

A aparência lembra a do William mais conhecido e que ostenta a tarja de capitão do Corinthians. A altura (1,87m) também faz com que ele pareça um defensor. Mas William Moraes, de 19 anos, prefere atuar pelo meio-campo, onde seus ídolos fazem ou já fizeram história. Revelado pelas categorias de base do Corinthians, o atleta, recém-promovido ao time de Mano Menezes, não se espelha em jogadores badalados que já passaram pelo Parque São Jorge.

Apesar de se definir como um corintiano fanático, “daqueles que chorava nas derrotas”, William Moraes – sobrenome escolhido por Mano para diferenciá-lo do William capitão na hora de chamar – tem como exemplos jogadores que fizeram história com a camisa do São Paulo. Raí, ídolo tricolor dos anos 90, e Kaká, badalado atleta da seleção brasileira que surgiu no Morumbi no fim da década passada, são suas inspirações.

- Gostava do futebol do Raí, que era muito técnico e se movimentava bem. E gosto do Kaká, apesar de ter ficado um pouco apagado no jogo (Brasil 2 a 1 Coreia do Norte). Mas são jogadores que gosto porque jogam bonito - comentou William Moraes, logo após o treino físico em Águas de Lindoa.

Novato no Corinthians, o meia experimente pela primeira vez a sensação de estar entre as estrelas do time principal. O quarto em Águas de Lindoia, onde o time realiza a intertemporada, é dividido com André Vinícius, zagueiro também oriundo das categorias de base. Mas William Moraes já se sente à vontade. E a rápida adaptação é compreensível.

Além de ter uma oportunidade no time para o qual torce, o meia se apega ao passado para aproveitar a chance que está tendo com Mano Menezes. Quando tinha 14 anos, William Moraes participou dos times inferiores do Grêmio. A investida no sul durou apenas oito meses. Longe da família, que vive em Osasco, o menino sentia saudades da família e acabou sendo aconselhado a voltar para São Paulo.

- Fiquei oito meses no Grêmio, até chegar ao Corinthians, em 2006. Não queria ficar lá. Ia para os treinos chorando porque queria ir para casa da minha mãe. Aí o técnico falou que eu deveria voltar para casa - relembrou.
Com o Corinthians, porém, William Moraes não pensa em desistir. Meia de origem, ele não descarta atuar como volante ou até mesmo centroavante, se necessário.

- Quero ser um curinga! - disse.

Mas não pensem que por causa da estatura ele aceitaria jogar como zagueiro.

- Na zaga não dá para driblar e pedalar. Aí deixa com o meu "pai" – disse, aos risos, referindo-se ao William zagueiro, capitão corintiano.

Motorista de táxi ganha gorjeta de R$ 662 mil

Após 20 anos carregando a mesma passageira, taxista herda toda a sua fortuna e agora vai passar os dias apenas viajando.


O motorista de táxi Don Pratt: aposentadoria após 30 anos de trabalho, graças a uma passageira generosa.

A maioria dos motoristas de táxi ficaria satisfeito com uma gorjeta, mas após 20 anos levando a mesma cliente às compras, um taxista ficou surpreso ao descobrir que ela havia deixado uma “gorjeta” de 250 mil libras, o equivalente a R$ 662 mil. O dinheiro foi suficiente para que ele pudesse se aposentar.


Durante anos, o motorista de táxi Don Pratt se acostumou a receber o chamado de Mary Watson, que pedia seus serviços sempre que precisava fazer compras nas lojas do centro de Newquay, cidade no litoral da Inglaterra. Ele lhe prestou serviços durante 20 anos até que a passageira mudou para Northampton.

“Quando ela mudou, nós perdemos contato”, contou o taxista ao jornal inglês “The Guardian”. “Eu fiquei sabendo mais tarde que ela foi para um asilo e depois não soube mais nada”.

O motorista afirma que ela sempre o tratou muito bem. “Ela sempre foi generosa em vida e me dava boas gorjetas. Ela era uma senhora muito simpática, nós conversávamos durante todo o caminho”.

Mary não tinha familiares próximos. Após morar durante dois anos no asilo, ela morreu há alguns meses e Pratt ficou boquiaberto ao descobrir que ela havia lhe deixado tudo em seu testamento, incluindo a poupança em dinheiro e uma casa.

“Um dia ela me disse ‘Quando eu morrer, pode deixar que você vai ficar bem’. Achei que era só maneira de dizer. Não tinha ideia que ela ia me deixar uma fortuna. Quando me disseram que eu herdaria tudo, não deu para acreditar. Fiquei muito triste de saber que ela tinha falecido, mas sou muito grato por ter me deixado todo esse dinheiro.”

“Ela se lembrou de mim no final e me deixou uma última grande gorjeta”, afirmou o taxista.

A aposentadoria do taxista não significa que ele vai deixar de dirigir. Com o dinheiro, Pratt pretender viajar pelo Reino Unido e depois pela Europa.

Fonte: G1

Roda de ônibus se solta e mata pedestre na Zona Oeste do Rio

Perícia concluiu que falta de manutenção foi o motivo do acidente. Caso foi registrado na 35ª DP (Campo Grande).


As duas rodas traseiras do ônibus se soltaram
(Foto: Jadson Marques/Agência Estado)

A roda de um ônibus se soltou, atingindo e matando um homem na manhã desta quarta-feira (16), em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. A duas rodas do ônibus se desprenderam, mas apenas uma atingiu a vítima, que estava na calçada.
Segundo a Polícia Civil, o ônibus estava em movimento, quando as duas rodas traseiras se desprenderam. Nenhum passageiro ficou ferido.

Ainda de acordo com informações da polícia, uma perícia foi realizada e concluiu que a principal causa do acidente foi a falta de manutenção do coletivo.

O caso foi registrado na 35ª DP (Campo Grande).

Fonte: G1

Avião com 33 a bordo sai da pista no Canadá

Incidente com voo vindo de Washington ocorreu no pouso em Ottawa. Dois tripulantes e uma passageira idosa ficaram levemente feridos.


Equipes de resgate observam avião da United Airlines Express que saiu da pista nesta quarta-feira (16) no aeroporto internacional de Ottawa, em Ontario, no Canadá. (Foto: Reuters)


O avião, um Embraer 145 de fabricação brasileira que vinha de Washington, saiu da pista durante o pouso com 33 pessoas a bordo. O piloto, um copiloto e uma passageira idosa se feriram levemente, segundo as autoridades. (Foto: AP)

Fonte: G1

Como pagar a faculdade sem entrar em financiamento? Só com planejamento

O número de instituições de Ensino Superior particulares no Brasil cresce a cada ano e há muito superou o número de faculdades e universidades públicas. Com isso, o acesso da população ao Ensino Superior aumentou quantitativamente e a preocupação das famílias em “formar” os filhos também. Arcar com as despesas de uma faculdade particular, contudo, exige planejamento.

O caminho para não ter surpresas quando o filho mostrar a primeira mensalidade da faculdade é difícil. “No Brasil, ainda não existe essa consciência de poupar a longo prazo”, afirma a consultora financeira Eliana Bussinger. Para ela, isso tem de mudar, uma vez que o modelo do nosso Ensino Superior é o de ser pago.

O ideal, acredita a consultora, é que os pais comecem a poupar e a criar um fundo educacional para os filhos desde cedo. O especialista em educação financeira Álvaro Modernell vai mais longe. “O ideal mesmo é começar a poupar no dia do nascimento do filho”, diz.

Pensando a longo prazo
Parece brincadeira, mas guardar dinheiro para a educação superior dos filhos desde muito cedo já ocorre em alguns países. Nos Estados Unidos, por exemplo, as próprias instituições de ensino e bancos disponibilizam meios para esse fim específico. O chamado Plano 529 (College Savings Plan) é um deles.

O plano é uma espécie de modalidade de poupança que permite que os pais e qualquer outra pessoa da família contribuam para formar um fundo, que será disponibilizado quando os filhos entrarem na faculdade. Sobre os rendimentos dessa carteira de poupança não incide Imposto de Renda ou quaisquer outros tributos e impostos – uma forma de incentivar ainda mais o planejamento.

A ausência de ferramentas desse tipo no Brasil é, para Eliana, um dos motivos pelos quais os brasileiros deixam para depois a preocupação com o pagamento da faculdade. “O mercado financeiro brasileiro não oferece instrumentos com esse objetivo. Deveria haver um produto específico”, acredita.

Na falta de modalidades específicas de crédito, o brasileiro deve buscar os produtos que existem no mercado para garantir o ensino dos filhos, se não quiser entrar em um financiamento. E o planejamento deve começar cedo. “O meio não é tão importante quanto o fator tempo”, afirma Modernell.

Quanto mais cedo, menos a família desembolsará todo mês e menos preocupações terá quando chegar a hora. Para Eliana, contudo, a ferramenta por meio do qual esse fundo educacional será formado deve ser levado em conta. “O objetivo é buscar a maior rentabilidade possível”, ressalta a consultora.

Caderneta de poupança
Ela é amada pelos brasileiros, mas não é a ideal para investimentos a longo prazo, dizem os especialistas. A rentabilidade baixa é o motivo. Apesar disso, para quem não tem muita opção, principalmente para as famílias com renda mais apertada, a carteira de poupança não deve ser descartada. “As pessoas conhecem mais, o risco é baixo e a rentabilidade, embora baixa, é garantida”, diz Modernell.

Para ele, contudo, outras modalidades de investimento podem garantir um retorno maior para as famílias que querem planejar o pagamento da educação dos filhos com antecedência. “A carteira de ações e títulos do Tesouro Direto são opções mais rentáveis”, afirma o especialista.

Comprar títulos do Tesouro também é um investimento de baixo risco e mais rentável que a poupança. No caso das ações, o especialista alerta: “o mercado de ações não é loteria, é preciso um mínimo de conhecimento para lidar com ele”.

Se nada mais der certo
O tempo passou e o fundo, no fim, ficou raso. O que fazer? Neste caso, não existe jeito, será preciso optar pelo financiamento ou mesmo fazer um empréstimo. “O empréstimo vale a pena nesses casos, porque no Brasil a graduação ainda é um diferencial. Aqueles que têm curso superior recebem 190% mais que aqueles que não têm”, afirma Eliana.

Além disso, o fator tempo também entra aqui como uma vantagem. “Um jovem tem um bom tempo pela frente para reverter a situação e pagar a dívida”, avalia a consultora. Ela lembra que qualquer dívida que se faça não deve ultrapassar 30% da renda da família. Essa regra não vale para o estudante. Caso o jovem trabalhe e more com a família, ele pode comprometer toda a sua renda. “Porque ele está investindo na formação dele”, ressalta Modernell.

Na hora do desespero, muitos pais se desfazem dos recursos da aposentadoria. “Jamais se deve comprometer a aposentadoria com o pagamento de qualquer coisa”, afirma Eliana. “O ideal seria não mexer nesses recursos”, reafirma Modernell. Mas ambos reconhecem que é difícil para os pais optar pela decisão mais racional. Dessa forma, valem a consciência e o bolso de cada um.

Nos casos de famílias que não conseguiram se planejar a longo prazo, o especialista ainda dá mais uma dica: antes de prestar o vestibular, verifique se a mensalidade não vai comprometer o orçamento da família. Além disso, a palavra “sacrifício” deve entrar no dicionário da casa. Desfazer-se de bens, apertar o orçamento e mudar hábitos de consumo: na hora de “formar” os filhos, vale tudo. “A palavra sacrifício soa de uma maneira ruim para as famílias, mas, se elas não se planejaram, a palavra é essa mesmo”, lembra Eliana.

Fonte: Eliana

Brasil e Peru assinam acordo para produção de energia


No terceiro encontro em dois anos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente do Peru, Alan Garcia, assinaram hoje em Manaus um acordo bilateral para produção de energia elétrica no Peru e exportação de excedentes para o Brasil. Sem prazo para início ou previsão de gastos, o contrato prevê a construção de até seis hidrelétricas com o potencial de geração de até 7,2 mil megawatts (MW).

"A previsão é que em até cinco anos comecem as licitações para as empresas brasileiras interessadas na construção", disse o ministro das Minas e Energia, Marcio Zimmerman. O presidente do Peru afirmou que a grande preocupação com a construção será com a preservação do meio ambiente. Lula, contudo, afirmou que não há forma de produzir energia mais "ecologicamente correta" do que as hidrelétricas. "É a mais barata e a que menos agride. É mais barata do que a eólica, que além de tudo não é constante. É mais eficiente do que energia solar, que só se tem experiência para aquecer um chuveiro, mas não para fazer funcionar uma fábrica", disse. "O que não podemos é ter no Brasil uma manifestação a cada anúncio de hidrelétrica".

Foi assinado ainda um acordo que dá mais abertura à entrada de produtos peruanos no Brasil. "Só soube hoje que o Brasil passou os últimos oito anos sem comprar couve-flor do Peru porque tem uma burocracia que impede. E pior, que há uma exigência fitossanitária que impede que entre cimento do Peru para vender no Brasil. Eu quero saber quem foi esse cidadão insano que fez essa exigência porque eu não como cimento", disse.

No fim da tarde, Lula assinou contrato para a construção, em 27 meses, de 8.895 casas e apartamentos no Programa Minha Casa, Minha Vida, em parceria com o governo amazonense. Segundo o ministro das Cidades, Marcio Fortes, algumas modificações em projetos novos, como o do Amazonas, serão feitas. "O presidente pede casas com melhor acabamento e varandas, mesmo que pequenas, nos apartamentos", disse.

Fonte: Yahoo

Pessoa física também perde benefício de paraíso fiscal

A Receita Federal informou hoje que vale também para pessoas físicas - e não apenas para empresas - o fim de benefícios fiscais para investidores que operam no mercado financeiro do Brasil, mas com origem em países enquadrados como paraíso fiscal. Segundo Instrução Normativa nº 1.043, da Receita Federal, publicada hoje no Diário Oficial,as aplicações em ações e títulos públicos, que tinham isenção de Imposto de Renda (IR), agora passam a ser tributadas à alíquota de 15% no caso de ações e de 22,5% a 15%, dependendo do prazo, no caso de títulos públicos. Neste segundo caso, a cobrança do IR ocorrerá sobre os rendimentos obtidos a partir do dia 7 de junho, ficando os rendimentos obtidos antes desse dia livres da tributação.

No caso de ações, a cobrança do IR será feito no momento da venda do papel e sobre todo o ganho obtido na operação. Além de ações e títulos públicos, os Fundos de Investimento em Participação (FIP) e os Fundos de Investimento em Empresas Emergentes (FIEE) também deixam de ser isentos de IR e passam a ter tributação de 15%. Os fundos de ações, que tinham tributação de 10%, passam a ser taxados com alíquota de IR de 15%. E as demais aplicações, que tinham taxação de 15%, passam a pagar IR de 22,5% a 15%, conforme o prazo.

Segundo o subsecretário de Tributação da Receita, Sandro Serpa, trata-se de uma equalização da situação de investidores provenientes de paraísos fiscais com a de contribuintes residentes no Brasil. Na semana passada, a Receita incluiu 14 novos países, entre eles a Suíça, em uma lista de chamados "paraísos fiscais". São considerados paraísos fiscais aqueles países que têm tributação de renda inferior a 20% e ou trabalham com sigilo societário.

Fonte: UOL

Ibovespa fecha em alta de 0,48%

O índice da bolsa de valores de São Paulo (Ibovespa) fechou o pregão de hoje em alta de 0,48%, aos 64.750 pontos.

Com 578.661 operações e 36,562 bilhões de títulos negociados, o giro financeiro foi de R$ 14,186 bilhões, um valor mais alto que o habitual devido ao vencimento de opções de contratos.

As ações ordinárias da Natura lideraram as altas do dia, com um ganho de 4,4%, enquanto as preferenciais da Oi Telemar caíram 6,47% e registraram a queda mais acentuada do pregão.

No mercado cambial, o dólar caiu 0,39% frente ao real e fechou cotado a R$ 1,788 para compra e a R$ 1,790 para venda.

Fonte: EFE

Dow Jones fecha em leve alta

O índice Dow Jones Industrial, principal de Wall Street, fechou o pregão de hoje em alta de 0,05%, aos 10.409,46 pontos, depois da divulgação de dados desfavoráveis sobre o setor de construção nos Estados Unidos e do anúncio de que a British Petroleu (BP) não pagará dividendos este ano.

Já o indicador seletivo S&P 500 caiu 0,06%, para 1.114,61 pontos, e o da bolsa tecnológica Nasdaq não registrou uma variação percentual significativa e fechou fixado em 2.305,93 unidades, 0,05 a mais que ontem.

Os títulos da BP negociados na bolsa em Nova York subiram 1,43% hoje e fecharam cotados a US$ 31,85, US$ 0,45 a mais que na terça-feira, depois do anúncio feito por seu presidente, Carl-Henric Svanberg, de que não serão pagos dividendos trimestrais este ano, o que possibilitará uma economia de cerca de US$ 7,5 bilhões.

Os investidores também receberam as informações de que o início de construções de casas nos Estados Unidos caiu 10% em maio, que a produção industrial subiu 1,2% no mês e que os preços caíram 0,3%.

As altas foram lideradas pelas ações da American Express (1,8%), da Caterpillar (1,47%) e da 3M (1,39%), enquanto as do JPMorgan Chase subiram 0,71% e do Bank of America, da IBM, da Coca-Cola e da General Electric fecharam com um ganho de cerca de 0,4%.

No extremo oposto, as quedas mais acentuadas foram registradas pelos títulos da Alcoa (-1,55%), da Wal-Mart (-1,28%), da Procter & Gamble (-1,16%) e da Microsoft (-0,99%).

Também caíram os títulos da AT&T (-0,08%), depois do anúncio da suspensão do processo de encomendas online do iPhone 4, devido à forte demanda.

Fonte: EFE

terça-feira, 15 de junho de 2010

Brasil vence Coreia do Norte e fica em primeiro no grupo

Brasil vence por 2 a 1 sobre a Coreia, com os gols de Maicon e Elano, este resultado torna o Brasil lider em sua chave.

Com muita posse de bola e pouca objetividade, sendo muitos vezes burocratico tendo uma atuação apagada de seu principal jogador, o então melhor do mundo Kaka', que pouco tocava na bola e dava passes equivocado, o adversario pouco incomoadava, tirando os chutes de longa distancia e sem nem um perigo sobre a meta do Julio César, mas o Robinho em um dia espirado fazendo jogadas de efeito e troca de passes com então companheiro de ataque o também apagado Luís Fabiano, no meio de campo o Elano marcava e distribuia as jogadas pelas laterais e foi dele o passe para o primeiro gol para Maicon e depois fui retribuindo por Robinho para marca o segundo gol.

1 º Tempo

Após uns primeiros minutos de nervosismo, mas também de disposição para chegar ao ataque, o Brasil começou a encontrar dificuldades para entrar na área. O jeito foi buscar conclusões mesmo sem chegar a ela, em chutes de longe. Robinho foi o primeiro a tentar, seguido por Elano, ambos sem perigo. As melhores tentativas foram de Maicon, obrigando o goleiro a espalmar para escanteio, e de Michel Bastos, com a bola passando perto do travessão e raspando a rede.

A Coreia do Norte se postava com duas linhas de quatro jogadores próximas à área e se beneficiava da pouca movimentação dos brasileiros, que perdiam muito tempo tocando a bola para o lado, sem avanços pelas laterais. Kaká, principal responsável pela armação de jogadas, foi uma figura apagada na primeira etapa.

Enquanto durou a insistência em jogar pelo meio, o Brasil só conseguiu uma boa jogada, num passe de Luis Fabiano para Robinho, que virou e chutou fraco. Nos últimos dez minutos, o time comandado por Dunga - que assistia à partida sem reações exaltadas - enfim começou a explorar as laterais. Até Michel Bastos, visivelmente tímido no início, foi à linha de fundo - a primeira vez, aos 34 minutos. A opção mais
explorada, no entanto, foi mesmo pela direita, com Maicon.

Na Coreia do Norte, a estratégia no primeiro tempo foi recorrer a contra-ataques, apostando no isolado Jong Tae-Se, que conseguiu boas jogadas individuais - deixando
Juan no chão em uma delas - mas nenhuma conclusão à altura. A tentativa mais ousada, entretanto, foi de Mun In-Guk, que arriscou um chute do meio-campo. Não levou perigo algum, mas mostrou que àquela altura, aos 18 minutos, a Coreia já se soltava em campo.

2 º Tempo

A ansiedade e a emoção de disputar a partida de estreia em uma Copa do Mundo ficaram evidentes antes mesmo de a bola rolar. Estavam estampadas no rosto do atacante Jong Tae-Se, destaque da Coreia do Norte, que chorava copiosamente na execução do hino nacional. Mas ficaram claras também pelo lado brasileiro, com o nervosismo de alguns jogadores. Logo no início, após dois ataques norte-coreanos pela esquerda da defesa, por exemplo, Juan chamou Michel Bastos para orientá-lo.

Após uns primeiros minutos de nervosismo, mas também de disposição para chegar ao ataque, o Brasil começou a encontrar dificuldades para entrar na área. O jeito foi buscar conclusões mesmo sem chegar a ela, em chutes de longe. Robinho foi o primeiro a tentar, seguido por Elano, ambos sem perigo. As melhores tentativas foram de Maicon, obrigando o goleiro a espalmar para escanteio, e de Michel Bastos, com a bola passando perto do travessão e raspando a rede.

A Coreia do Norte se postava com duas linhas de quatro jogadores próximas à área e se beneficiava da pouca movimentação dos brasileiros, que perdiam muito tempo tocando a bola para o lado, sem avanços pelas laterais. Kaká, principal responsável pela armação de jogadas, foi uma figura apagada na primeira etapa.
Enquanto durou a insistência em jogar pelo meio, o Brasil só conseguiu uma boa jogada, num passe de Luis Fabiano para Robinho, que virou e chutou fraco. Nos últimos dez minutos, o time comandado por Dunga - que assistia à partida sem reações exaltadas - enfim começou a explorar as laterais. Até Michel Bastos, visivelmente tímido no início, foi à linha de fundo - a primeira vez, aos 34 minutos. A opção mais explorada, no entanto, foi mesmo pela direita, com Maicon.

Na Coreia do Norte, a estratégia no primeiro tempo foi recorrer a contra-ataques, apostando no isolado Jong Tae-Se, que conseguiu boas jogadas individuais - deixando Juan no chão em uma delas - mas nenhuma conclusão à altura. A tentativa mais ousada, entretanto, foi de Mun In-Guk, que arriscou um chute do meio-campo. Não levou perigo algum, mas mostrou que àquela altura, aos 18 minutos, a Coreia já se soltava em campo.

Da intermediária, Robinho acertou outro passe, espetacular, para Elano chutar sem precisar dominar, marcando o segundo gol do Brasil, aos 26 minutos. Foi o último lance do meia, que na primeira etapa havia sido um dos que mais tentaram fugir da atuação burocrática. Daniel Alves entrou em seu lugar. Cinco minutos depois, Nilmar substituiu Kaká, forçando o posicionamento mais recuado de Robinho, o que já vinha acontecendo.

Em seu primeiro lance em campo, Nilmar recebeu passe, buscou espaço e chutou para defesa do goleiro. A essa altura, o domínio brasileiro na partida era completo, transformando Julio Cesar em um mero espectador. Dunga ainda fez sua terceira substituição, trocando Felipe Melo por Ramires, que levou o único cartão amarelo da partida. No finzinho do jogo, a Coreia ameaçou duas vezes. E em uma delas conseguiu marcar, após lançamento do meio-campo que terminou com a conclusão de Yun Nam, aos 43 minutos, sem chance para o goleiro brasileiro.

A seleção deixou o campo do Ellis Park com seu principal objetivo cumprido. Somou três pontos, mas não obteve o bônus de uma boa margem no saldo de gols contra a seleção de pior colocação no ranking da Fifa (105º lugar) entre as 32 participantes.