segunda-feira, 13 de abril de 2009

Árbitro confunde Elias com Dentinho e ignora gesto de Cristian

Dirigentes, técnico e jogadores do São Paulo ganharam mais um motivo para questionar a expulsão do zagueiro André Dias no clássico contra o Corinthians. Na súmula da partida, o árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho errou o nome do corintiano envolvido na jogada.

Assim ele descreveu o último lance de André Dias na semifinal do Campeonato Paulista: "Expulso por, após ser advertido anteriormente, ter calçado seu adversário Sr. Bruno Ferreira Bonfim, n. 31, na disputa da bola, não sendo necessário atendimento médico (dupla advertência)".

Na verdade, o jogador que sofreu a falta cometida por André Dias foi o meio-campista Elias, e não o atacante Dentinho.

Sálvio Spínola Fagundes Filho não relatou o gesto obsceno do volante Cristian à torcida do São Paulo, após marcar o gol da vitória do Corinthians. O jogador corre o risco de ser punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) paulista.

Elias defendeu o companheiro na manhã desta segunda-feira: "O Cristian teve os seus motivos para festejar assim. Se forem puni-lo, terão que suspender também metade dos jogadores do campeonato. A gente ficará meio receoso se isso acontecer neste momento".

O Corinthians também deverá responder pelo artigo 206 (dar causa ao atraso do início da realização da competição marcada para sua praça de desportos) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê multa de até R$ 1 mil por minuto de atraso.

Conforme a súmula de Sálvio Spínola Fagundes Filho: "A equipe do S. C. Corinthians Pta. entregou a relação nominal completa dos atletas às 15h49".

Fonte: Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: