terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Acabou a Eurocopa, Espanha é campeã.


A Espanha ganhou da Alemanha na grande final da Eurocopa. O time espanhol dominou o meio de campo e, com bom toque de bola, envolveu o time alemão.

Foi uma vitória justa, por 1 x 0, gol de Fernando Torres aos 33 minutos do primeiro tempo.

Cesc Fabregas novamente substituiu o lesionado David Villa que, mesmo sem jogar, acabou como artilheiro da Eurocopa com 4 gols marcados. Com Fabregas, a Espanha contava com 5 jogadores no meio de campo sendo que o brasileiro Marcos Senna e Xavi desarmavam e armavam os contra-ataques.

Iniesta e David Silva, abertos nas pontas, procuravam servir Torres e Fabregas. Até que aos 33 minutos, Xavi achou “El Nino” no meio da defesa alemã. Ele brigou e ganhou no corpo do baixinho Lahm e deu um leve toque antecipando-se ao goleiro Lehmann que saía desesperado do gol. Este gol do título, foi o segundo gol de Torres na competição.

Com a vantagem, a Espanha administrou o resultado na segunda etapa e conseguiu assim seu segundo título da Eurocopa. O primeiro aconteceu em 1964 quando, jogando em casa, bateu a Rússia na final por 2 x 1.

A seleção espanhola terminou com a melhor campanha, 5 vitórias e 1 empate. O melhor ataque com 12 gols e a melhor defesa com apenas 3 gols sofridos, todos ainda na primeira fase. A Alemanha conseguiu seu terceiro vice-campeonato, igualando o número de conquistas que possui.

Villa terminou como o artliheiro da competição com 4 gols.

Os números não mentem, a Fúria merece ser campeã. Na festa do título, o grande goleiro e capitão, Iker Casillas, ergueu a bela taça da Eurocopa que será levada com toda a alegria do mundo amanhã mesmo para Madrid.

Nenhum comentário: