Pular para o conteúdo principal

A aldeia ou o mundo?

Não é preciso ser gaúcho, colorado ou gremista. O assunto central aqui parece ser Grenal, mas não é. Estamos falando, no fundo, de campeonatos estaduais. Os principais clubes brasileiros vivem, ou viverão já, já, o mesmo problema. Terão que achar uma resposta para a pergunta: estou mais interessado na aldeia ou no mundo?

Antes de mais nada, apresentaremos os fatos. Domingo tem Grenal no Estádio Beira-Rio. Apesar de ser apenas as quartas-de-final do segundo turno (ai, complicados estaduais...), decide a vida do Grêmio. Se perder, fim de Gauchão. O Inter, como já venceu o primeiro turno, de qualquer jeito está nas finais.

Mais fatos. O Grêmio caiu nessa gelada porque, podendo perder de 2 x 0 para o Caxias na quinta-feira, escalou um time reserva e tomou de quatro. Ficou em quarto lugar do seu grupo e pega o primeiro do outro grupo, o Inter.

Mais fatos. O Inter está passeando nos últimos meses. O Grêmio, penando. Nos últimos quatro Grenais, o Inter venceu todos. O Grêmio tem jogo da Libertadores na próxima quarta-feira. O Inter fechou o Beira-Rio na véspera do clássico para a festa do seu Centenário com mais de 3 mil colorados.

Agora, o dilema gremista. Escalar uma equipe titular ou reserva para o clássico? Se é jogo de sobrevivência na competição, o instinto mandaria botar o time principal. O que o torcedor fanático mais quer é vencer o Inter em sua casa e botar água no chope colorado em meio aos festejos. O gremista não suporta mais perder para os colorados. A imprensa gaúcha, até por instinto de auto-preservação profissional, clama por titulares. Afinal, não quer esvaziar um evento esportivo que pode ser verdadeiramente gigante.

O Inter não tem nada com isso. Está bem, colocará o que tem de melhor em campo e anda com o calendário sossegado na Copa do Brasil. A questão é exclusivamente gremista. A lógica provinciana de que o mais importante na vida é ser o rei da aldeia fala alto. Para o torcedor mais emocional não interessam objetivos nacionais e internacionais. O torcedor quer trabalhar em paz na segunda-feira sem ser atormentado pelo chato do rival. O gremista pede, de joelhos, time titular e pronto. Depois se vê o resto...

Do ponto de vida estratégico, é uma insanidade escalar a equipe titular. O Grêmio tem pouquíssimo a ganhar e tudo a perder. Aí é preciso uma análise de risco. O Grêmio pega o fraco Aurora na quarta-feira pela Libertadores. Precisa ganhar para aliviar a vida e praticamente se classificar. Os bolivianos são ruins mesmo, mas os gremistas são bons na arte de perder gols. A partida só ficará fácil após o primeiro gol. Quem garante que a bola entrará?

Se perder de pouco ou de muito no Grenal (a lógica prevê vitória colorada), como ficará a motivação tricolor para o resto do semestre? Mesmo a hipótese da vitória tem suas desvantagens. O Grêmio estraga a festa do Inter, os torcedores comemoram. E daí? O que isso muda na vida dos adversários da Libertadores?

O triunfo seria de consumo local em um momento que o Grêmio busca ser, sem trocadilho, internacional. O Grêmio iria para a semifinal do segundo turno tendo que enfiar mais quatro datas em seu calendário apertado do semestre. Teria que jogar no interior, ônus por ter acabado em quarto no turno. E teria que decidir, mais uma vez, no Beira-Rio a final do Gaúcho (isso se vencer semifinal e final do turno).

Será que consegue tudo isso? Será que vale a pena? Não é melhor botar os reservas no Grenal e desistir da encrenca? Para muitos, o nome disso é covardia. Faz mesmo sentido. Nem tentar vencer com medo de perder é uma atitude covarde. Em guerras, muitas baixas se fazem da valentia da tropa. Estrategistas importantes já entregaram batalhas para vencer a guerra. Mas, para tomar a decisão correta, o Grêmio precisa decidir antes: a aldeia ou o mundo?

Fonte: Placar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

O que são adivinhas, advinhações, o que é o que é, folclore, humor, cultura popular
Adivinhas: humor e desafioO que sãoAs adivinhas, também conhecidadas como advinhações ou "o que é, o que é" são perguntas em formato de charadas desafiadoras que fazem as pessoas pensar e se divertir. São criadas pelas pessoas e fazem parte da cultura popular e do folclore brasileiro. São muito comuns entre as crianças, mas também fazem sucesso entre os adultos.Alguns exemplos de adivinhas:- O que é que é surdo e mudo, mas conta tudo?
Resposta: o livro- O que é o que é que sempre se quebra quando se fala?
Resposta: o segredo- Ele é magro pra chuchu, tem entes mas nunca come e mesmo sem ter dinheiro, dá comida a quem tem fome?
Resposta: o garfo

- O que é que passa a vida na janela e mesmo dentro de casa, está fora dela?
Resposta: o botão- O que é o que é feito para andar e não anda?
Resposta: a rua- O que é o que é que dá muitas voltas e não sai do lugar?
Resposta: o relógio- Qual é a piada do fotógr…

Frases de Amor e Frases Românticas

Frases de Amor e Frases Românticas, belas palavras de carinho, frases perfeitas para você se declarar ao seu amor. Agrade quem você ama com essas belas frases de amor, de amizade, de carinho…



“Ainda que nas noites frias e solitárias, sinto o vento me acariciar, mas ao mesmo tempo me lembro de você ao meu lado a me amar…”
Roberto Klaro



“Um dia ousei sonhar um amor, e nos seus braços senti paz, na imensidão do seu prazer me realizei, e então acordei desse sonho fora da lei!”
Adriana Mallet



“A velocidade do amor é proporcional às concentrações de respeito, humildade, alegria, amizade, sinceridade e compromisso presente na vida de cada um de nós, multiplicada por uma constante essencial em nossos corações: a capacidade de amar.”
Edilene Gadelha



“Ao tocar seu coração pude sentir algo diferente acontecer,forte como um vendaval e lindo como um amanhecer.”
Alan Capato



“Se tudo o que existe no mundo possuísse uma fonte de energia, com certeza a minha seria você.”
Willians Levi

“O verdadeiro amor não traz…

Cronologia (1960 – 2008)

---------------------------------------------------------------------

1960

---------------------------------------------------------------------







13.fev.1960 - A França explode sua primeira bomba atômica.

14.fev.1960 – Um grupo de sobralenses funda o Rotary Clube de Sobral. Sua primeira diretoria estava assim constituída – Presidente: José Silvestre Saboia de Albuquerque (Zeca); Vice-presidente: José Mendes Mont’Alverne (Dr. Zé Alverne); Secretário: Armando Homem de Siqueira; Tesoureiro: Raul Vieira Lima; Diretor de Protocolo: Antonio Albuquerque Lopes; Diretores sem pasta: Edmundo Monte Coelho e José Walmir Frota.

05.mar.1960 - Após dois anos servindo o Exército, Elvis Presley retorna à vida civil.

02.abr.1960 - Em acordo assinado com a França, a ilha de Madagascar torna-se um Estado independente dentro da comunidade francesa.

03.abr.1960 - Uma coligação entre radicais e conservadores ganha as eleições gerais no Chile.

04.abr.1960 - É realizada a entrega do Oscar nos EUA. Foram agraciados …