sexta-feira, 1 de maio de 2009

Detalhista, Mano inicia motivação no Corinthians antes do treino

Todo cuidado é pouco e cada detalhe é importante. É assim, atento a cada fato, que Mano Menezes está preparando o Corinthians para a final do Paulista contra o Santos. Nesta sexta-feira, antes do treino, o comandante já reuniu todo o elenco no gramado para uma conversa especial. O tema: motivação para a decisão de domingo.

Antes da atividade desta tarde, no Parque Ecológico do Tietê, Mano chamou todos os jogadores no centro do gramado. Durante cerca de dez minutos, reforçou a importância dos últimos treinos e da postura de cada um antes da final. Desta sexta até a hora do jogo, todos ficarão concentrados.

"Já conversei com eles hoje sobre a final. Estamos decidindo um campeonato, tínhamos uma vantagem e a ampliamos na Vila Belmiro, jogaremos na nossa casa, diante do nosso torcedor, e vamos mostrar muita motivação para conquistar esse título", comentou ele.

Mano tenta não deixar nenhum detalhe escapar. Durante a atividade técnica desta sexta, por exemplo, ele reagiu sempre que algo não o agradou. Enquanto o auxiliar Sidnei Lobo comandava o trabalho, o treinador chamava a atenção dos jogadores com comentários pontuais.

"Precisamos estar preparados e prestar atenção em cada detalhe, seja interno ou externo. Aproveito para passar aos jogadores como foi nossa postura nas últimas partidas, trabalho as questões defensivas que não podem passar em branco e tento manter o espírito de equipe que tivemos até aqui", explicou.

Dentro dessa conduta, Mano mostrou insatisfação com a camisa comemorativa que circulou nos últimos dias e já virou arma santista. A camiseta faz referência à possível conquista do Paulista pelo Corinthians de forma invicta, algo que não acontece desde 1972, quando o rival Palmeiras atingiu o feito. A diretoria corintiana já negou ter autorizado a confecção de tal roupa.

"Nós não somos burros o suficiente para confeccionar uma camisa comemorativa. E o Corinthians já tem motivação para decidir o título. Particularmente, não acredito nisso [motivação santista baseada na camiseta]", analisou o treinador.

Fonte:
UOL

Nenhum comentário: