Campeão estadual, Vitória agora quer conquistar o Brasil


Ramon é o destaque do Vitória para este Campeonato Brasileiro (Crédito: Divulgação)

Após conquistar de forma suada, mas vibrante, o tricampeonato baiano e a vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil, o Vitória confia na experiência do treinador Paulo César Carpegiani e na força do conjunto para superar a boa campanha do ano passado. E para, quem sabe, beliscar uma vaga na Libertadores, fato inédito na história do clube, que conseguiu a hegemonia regional, mas nacionalmente ainda busca afirmação.

No início da caminhada no Brasileirão, o Rubro-Negro baiano terá que superar alguns problemas no elenco. Dois jogadores estão muito cotados no mercado e podem deixar o clube a qualquer momento apesar da luta da diretoria para mantê-los. Neto Baiano, jogador que mais fez gols no Brasil até aqui no ano ao lado de Diego Tardelli, do Atlético-MG, está sendo cobiçado pelo Santos, de Vagner Mancini, e deixou claro que pretende ir.

Quem não sai das manchetes de especulações é o meia Bida, que rejeitou proposta do Fluminense, mas que continua na mira de empresários. Outro problema é a contusão do promissor zagueiro Anderson Martins, que deverá ficar de fora das primeiras rodadas por problemas na panturrilha esquerda.

Sem contar com um lateral-esquerdo de confiança, Carpegiani surpreendeu e armou um esquema sem um jogador específico na posição. Desde a primeira partida da final do Campeonato Baiano, Luciano Almeida tem jogado como terceiro zagueiro pela esquerda e o meia Bida joga aberto pelo setor, mas sem funções de ala, apenas ocupando espaço e distribuindo bolas com muita eficiência. Entretanto, os adversários têm encontrado brechas defensivas.

Do meio pra frente, o técnico tem optado em jogar com apenas Neto Baiano no ataque contando com a chegada dos veteranos meias Jackson e Ramon Menezes, além do velocista e, às vezes atrapalhado, lateral-direito Apodi. Ainda fazem parte do elenco jogadores importantes como o zagueiro Marcos Aurélio, o meia Leandro Domingues, e os atacantes Roger e Nadson, todos em busca de melhor forma física.

Time-base: Viáfara, Wallace, Victor Ramos (Marcos Aurélio) e Anderson Martins; Apodi, Vanderson, Carlos Alberto, Bida, Ramon Menezes e Jackson; Neto Baiano. Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas