Barça humilha o Real e coloca a mão na taça do Espanhol

Messi e Henry brilham no massacre por 6 a 2, no Santiago Bernabéu

Henry toca na saída de Casillas para marcar (Crédito: EFE)

Não bastava vencer o Real Madrid e colocar a mão no título espanhol, o Barcelona fez questão de dar show: conseguiu incrível goleada por 6 a 2, neste sábado, no Santiago Bernabéu, pela 34ª rodada da competição. Messi e Henry, com dois gols cada, foram as estrelas da partida.

Barça chega a cem gols no Espanhol

Com o massacre em Madri, o Barça chegou a 85 pontos e abriu sete de vantagem para o Real, segundo colocado. A quatro rodadas para o fim da competição, o time catalão já praticamente garantiu o caneco da competição.

Título pode sair na próxima rodada

A desconfiança marcou os minutos iniciais da partida. A dura marcação deu a entender que o jogo seria travado, de poucas chances. Mas foi só impressão. Quando Higuaín cabeceou para abrir o placar para o Real, aos 14 minutos, o cenário mudou.

O time merengue quis mais e acelerou o jogo, dando espaço para o adversário. Foi o erro que o Barça aguardava. Pelas pontas, Messi e, principalmente, Henry fizeram a festa com o campo livre para jogarem.

O francês foi o primeiro a aproveitar, aos 17: o atacante recebeu de Messi e, com calma, empatou com toque na saída de Casillas. Em seguida, Henry ainda sofreu a falta que originou o gol da virada. Xavi cobrou e Puyol fez de cabeça.

Curiosamente, a grande atuação do Barça conseguiu ser ofuscada por instantes. O autor da façanha foi Casillas, que, com incríveis defesas, impediu vexame ainda maior do Real no Bernabéu. O goleiro só não impediu o gol de Messi, aos 35, após vacilo de Lassana Diarra.

O Real voltou do intervalo aceso. Marcou em cima, apertou a saída de bola e sufocou. O efeito foi quase imediato. Aos 11, Robben cobrou falta na área e Sergio Ramos cabeceou sem marcação: 3 a 2.

Os madrilenos só não contavam que o até então paredão Casillas viraria poste. Dois minutos depois, Xavi deu lindo passe para Henry, que, de fora da área, tocou após saída bisonha do goleiro do Real.

Apesar de o técnico Juande Ramos ainda tentar a reação com as entradas de Huntelaar e Van der Vaart, o próprio time merengue já não acreditava. Tanto que, quando Xavi deu lindo passe para Messi fazer o quinto, aos 26, Casillas só olhou.

Piqué, que teve grande atuação na defesa, ainda foi recompensado no fim. Aos 37, Eto'o arrancou pela direita e bateu para o meio da área. O zagueiro apareceu para completar e, na segunda tentativa, fechou o placar.


FICHA TÉCNICA:
REAL MADRID 2 X 6 BARCELONA

Estádio: Santiago Bernabéu, Madri (ESP)
Data/hora: 2/5/2009 - 15h (de Brasília)
Árbitro: Undiano Mallenco (ESP)

Cartões amarelos: Sergio Ramos, Marcelo, Van der Vaart, Javi García (RMD); Abidal, Puyol (BAR)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Higuaín, 14'/1ºT (1-0); Henry, 17'/1ºT (1-1); Puyol, 20'/1ºT (1-2); Messi, 35'/1ºT (1-3); Sergio Ramos, 11'/2ºT (2-3); Henry, 13'/2ºT (2-4); Messi, 29'/2ºT (2-5); Piqué, 37'/2ºT (2-6)

REAL MADRID: Casillas, Sergio Ramos (Van der Vaart, 26'/2ºT), Cannavaro, Metzelder e Heinze; Lassana Diarra, Gago, Robben (Javi García, 34'/2ºT) e Marcelo (Huntelaar, 15'/2ºT); Raúl e Higuaín. Técnico: Juande Ramos.

BARCELONA: Valdés, Daniel Alves, Puyol, Piqué e Abidal; Yaya Touré (Busquets, 39'/2ºT), Xavi e Iniesta (Bojan, 39'/2ºT); Messi, Henry (Keita, 17'/2ºT) e Eto'o. Técnico: Guardiola.

Fonte: LancePress

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas