Sem apoio da CBG e do Flamengo, Jade Barbosa troca autógrafos por remédios

Ginasta acredita que só poderá voltar a competir em alto nível em 2010.




A falta de apoio financeiro para cuidar da grave lesão no punho direito tem levado Jade Barbosa a buscar a ajuda dos fãs para seguir com o tratamento. Além de receber ajuda de custo de um empresário paulista sensibilizado por um pedido da filha, que adora ginástica, a atleta conta com a solidariedade de farmacêuticos e até de seu médico.

- O meu pai quer que a CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) pague o tratamento, que é caríssimo. No momento, estou me tratando porque as pessoas estão me ajudando. Eu vou comprar um remédio na farmácia e me dão em troca de uma camisa autografada. Estávamos pagando o médico, mas ele decidiu que vai me ajudar a partir de agora - explicou Jade, que voltou das férias nesta segunda-feira.

Enquanto aguarda a avaliação de um especialista americano para saber se viajará ao país para se tratar, Jade se vira como pode para driblar a ansiedade de voltar a treinar como antes. De uma coisa, porém, ela tem certeza. Competir em alto nível outra vez, só em 2010.

- Eu fico aqui (no Flamengo) vendo as meninas, procuro estar perto delas e fazer alguma coisa sempre que possível. Sempre pergunto ao médico quando vou voltar ao normal, mas sei que vai demorar um bom tempo até eu estar 100%. Competir bem, só no ano que vem - lamentou a atleta.

A revelação sobre a gravidade da lesão de Jade pegou de surpresa o técnico da ginasta, que pretendia vê-la disputando etapas da Copa do Mundo e, principalmente, o Mundial de Londres, em outubro.

- Eu ia começar a preparação para o Mundial e as etapas da Copa do Mundo, mas, agora, difícil fazer previsões. Já nem estou mais pensando em competições, só quero que ela esteja com a cabeça boa para treinar - disse Ricardo Pereira.

Apesar das dificuldades, Jade, que está com seis meses de salário atrasado no Flamengo, garante que não pretende parar com a ginástica.

- Eu gosto muito de ginástica para parar assim, de repente. Acho que, se eu no pudesse mais fazer ginástica, viria para os treinos só de brincadeira - afirmou, aos risos.

Fonte: Globo Esporte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas