Elenco valoriza o preparo físico em reação na estreia

O Corinthians vacilou em sua estreia no Paulista na última quinta-feira. Não apresentou o futebol esperado e teve que suar para empatar por 2 a 2 com o Barueri, em casa. Todos reconheceram a falha, mas tentaram valorizar o poder de reação do time e, principalmente, o fôlego demonstrado nos últimos minutos.

A equipe de Mano Menezes perdia por 2 a 0 até os 38min do segundo tempo, quando Chicão diminuiu em cobrança de pênalti. Cinco minutos depois, Jorge Henrique, de cabeça, deixou tudo igual. Nos acréscimos, Souza ainda acertou o travessão e por pouco não virou.

- Mudar um placar negativo de 2 a 0 é difícil, mas a equipe estava bem fisicamente. No primeiro jogo, naturalmente você acaba diminuindo o ritmo no final, mas não faltou perna para nós e buscamos o gol até o fim - destacou Alessandro.

Herói da estreia ao anotar o gol de empate, Jorge Henrique também se sentiu bem fisicamente. Mancando nesta sexta-feira por culpa de uma pancada que recebeu na perna direita, o atacante, no entanto, espera que o sufoco da noite passada não se repita tão cedo.

- Agora temos que procurar sair em vantagem, até porque quando o time sai perdendo o desgaste é maior - opinou o atacante, que tem mostrado faro de artilheiro neste início de passagem pelo Corinthians.

Somados os dois jogos-treino contra Barbarense e São José, o amistoso diante do Estudiantes e a estreia no Paulista, Jorge Henrique já anotou quatro gols desde que chegou ao clube. Ele tem formado o ataque titular ao lado de Souza, também contratado para esta temporada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas