segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Ponte mandará jogos fora de Campinas

A pré-temporada da Ponte Preta, realizada em Jaguariúna, animou a diretoria a lançar um projeto para incremento da torcida a partir de 2009. A equipe de Campinas pretende mandar jogos nas cidades vizinhas durante esta temporada, a fim de criar manifestações populares que tenham como resultado o crescimento de seu número de adeptos.

Desde a chegada da Ponte Preta para a preparação em Jaguariúna, no início deste ano, a prefeitura fez uma campanha com cartazes pela cidade para comunicar que a equipe estava treinando ali. O resultado foi a presença de cerca de 4 mil torcedores no jogo-treino do time alvinegro contra a União Barbarense, no dia 17 de janeiro. O número é superior à média de público dos campineiros na última edição da Série B do Campeonato Brasileiro (3.650 pagantes por partida).

"A idéia não é apenas levar jogos para outras cidades, mas criar um ambiente favorável nesses locais. A campanha em Jaguariúna envolveu a prefeitura, que falou da nossa marca, e os meios de comunicação. A população da cidade ficou curiosa para ver um time que disputa a primeira divisão do Campeonato Paulista, e é isso que nós queremos. Vamos fazer uma ativação que trabalhe a comunidade local, principalmente voltada às crianças. Precisamos renovar a nossa torcida", argumentou o diretor de marketing da Ponte, Márcio Volpe.

A idéia da Ponte Preta é aproveitar cidades situadas na região de Campinas. Segundo cálculo da diretoria alvinegra, há 3,2 milhões de consumidores em potencial nessa área, e esse público pode integrar o projeto para expansão da torcida.

Uma demonstração do quanto a Ponte Preta aposta na comunidade da região é que a equipe alvinegra pretende expandir a atuação de seus quiosques oficiais. O crescimento de pontos de venda ainda será restrito a Campinas neste ano, com a criação de postos oficiais do clube em shoppings, aeroporto e rodoviária, mas a idéia é levar esse conceito para outras cidades a partir de 2010.

"Não somos um time grande, não temos grandes verbas dos campeonatos e precisamos buscar recursos dentro da nossa torcida. Temos um projeto de desenvolvimento e venda de produtos, com uma distribuição ampliada, para ajudar a fortalecer nossa marca", reforçou Volpe.

O grande foco de marketing da Ponte Preta durante esta temporada, contudo, não será o simples crescimento do volume de torcedores. A despeito de trabalhar para isso, o clube alvinegro também tenta estreitar o relacionamento com aqueles que já o escolheram. Para isso, tenta valorizar o programa "Camisa 10".

"Essa é a nossa grande aposta. Queremos chegar a 5 mil associados durante o Paulista, com uma projeção de 7,5 mil participantes até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas para isso, é claro, a equipe precisa fazer uma boa campanha", finalizou o diretor de marketing.

Nenhum comentário: