Região da Sé concentra maior quantidade de bons indicadores de São Paulo

Maior quantidade de acervos de bibliotecas para jovens e adultos, maior concentração de cinema e teatro, além de um índice reduzido de analfabetismo e ampla rede de esgoto conferem à região da Sé (centro), os melhores indicadores básicos da cidade de São Paulo, segundo dados do Observatório Cidadão Nossa São Paulo, levantamento realizado pelo Movimento Nossa São Paulo.

A entidade é formada por cerca de 550 organizações --entra elas empresas de grande porte como Microsoft, entidades que vão da Fiesp até Greenpeace, passando por Bovespa e cooperativas de catadores de lixo.

Os 33 indicadores foram coletados junto a fontes oficiais e integram um banco de dados de 140 itens disponíveis no observatório e apresentados hoje em comemoração aos 455 anos da cidade de São Paulo, no próximo domingo (25).

Dos 33 indicadores que comparam as 31 subprefeituras existentes na cidade, abordando aspectos culturais, de meio ambiente, saúde, transporte, trabalho, entre outros, a subprefeitura da Sé está em primeiro em 10 itens. Entre outros, a subprefeitura da Sé é composta por bairros como Bela Vista, Bom Retiro, Cambuci, Consolação, Liberdade, República, Santa Cecília e Sé onde moram cerca de 330,6 mil habitantes.

Para se chegar ao cálculo desses indicadores, são levados em conta fatores que incluem metas --a meta de livros que cada cidadão deveria ter a sua disposição com a quantidade disponível, por exemplo-- coletados em órgãos públicos diversos, e também estabelece-se qual subprefeitura está mais longe de atingir tal meta.

Segundo os dados, regiões da periferia da cidade de São Paulo concentram a maior quantidade de indicadores ruins. Em vários casos os índices são próximos de zero. Ou seja, segundo o estudo do observatório, subprefeituras de São Mateus (leste) e Parelheiros (sul), por exemplo, não possuem teatro nem cinema.

Segundo Oded Grajew, da coordenação do movimento, uma das principais lutas a serem enfrentadas é acabar com os índices próximos a zero. "Queremos com o estudo alcançar a maior divulgação possível junto à população para que se saiba como está a cidade", afirmou.

Outro objetivo do momento com a divulgação dos dados é pressionar que a administração municipal eleja prioridades e estabeleça metas para melhoria de indicadores sociais, econômicos, ambientais e culturais em cada região da cidade de São Paulo.

O órgão considera ainda ser viável melhor significativamente os atuais índices em quatro anos de governo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas