quarta-feira, 14 de julho de 2010

Reino Unido é o melhor lugar para morrer, segundo estudo

O Reino Unido é o melhor lugar para morrer por causa da qualidade do acompanhamento dado às pessoas que se aproximam do final de seus dias, segundo estudo publicado nesta quarta-feira.

O sistema de saúde público britânico não é considerado dos melhores, mas os cuidados que oferece aos doentes em estado terminal e o profissionalismo de seus hospitais colocam o país no primeiro lugar de uma lista de 40, de acordo com pesquisa realizada pelo Economist Intelligence Unit.

Os autores se basearam em critérios como a atitude do público ante a morte, a formação de pessoal médico, o acesso a medicamentos contra a dor e a relação médico-paciente, para criar um índice de "qualidade da morte".

O segundo lugar é ocupado por Austrália, seguido de Nova Zelândia e Irlanda. A Espanha aparece apenas na 26ª posição; já o México (36º) e o Brasil (38º) são os dois únicos latino-americanos da lista que inclui a Índia.

"Poucos países, inclusive ricos, com sistemas de saúde avançados" dispõem de estratégias para o acompanhamento do fim da vida em sua política de saúde pública, assinala o estudo.

No entanto, em muitos destes países, a longevidade e o envelhecimento da população criaram maior demanda para este tipo de atenção médica.

Os cientistas responsáveis pelo estudo do centro vinculado à revista "The Economist" ouviram médicos e especialistas dos 40 países da lista, composta pelos 30 membros da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e outros dez que possuíam dados disponíveis.

Fonte: Uol

Nenhum comentário: