Pular para o conteúdo principal

Intruso na festa do Flamengo, Brasília vence na Arena e iguala a final do NBB

Com boa atuação defensiva, time do Distrito Federal se impõe no Rio e quebra a sequência de 24 vitórias do rival. Jogo 3 é no domingo, às 13h.

O palco era de alto nível, a torcida fez seu papel e o time da casa vinha embalado. O cenário era perfeito para uma vitória do Flamengo no sábado. Mas faltou combinar com o convidado.


A torcida pegou no pé de Valtinho, mas o armador riu por último na partida deste sábado, na Arena.

Diante de 11 mil torcedores rubro-negros na Arena da Barra, o Brasília não fez cerimônia e devolveu o resultado do primeiro jogo, quando tinha perdido no Distrito Federal. A vitória por 81 a 71 empata a final do Novo Basquete Brasil em 1 a 1 e mantém aberta a disputa pelo título.

A partida número 3 será disputada neste domingo, às 13h, novamente na Arena, no Rio. As bilheterias abrem às 8h. O jogo 4 está marcado para o próximo domingo, dia 21, às 12h. Se necessário, o quinto confronto será no Rio, ainda sem data marcada.

Na tarde deste sábado, o Brasília não se intimidou com a torcida que compareceu em bom número à Arena, na primeira partida de basquete no ginásio desde o Pan e o Parapan de 2007. Com um ataque equilibrado e uma defesa forte, a equipe visitante arrancou uma vitória fundamental nas pretensões de título e, como se não bastasse, quebrou uma sequência de 24 triunfos do rival no NBB.

- O resultado nos dá mais confiança. Nós perdemos em casa, mas sabíamos que tínhamos total chance de vencer no Rio. A defesa melhorou, e o ataque fluiu normalmente. Desta vez, não houve aquele apagão no terceiro quarto, como aconteceu na primeira partida – festejou o ala-armador Alex, cestinha do time vencedor com 17 pontos.


Baby foi o cestinha do Fla, com 17 pontos

Alex contou com a ajuda de Arthur, com 14 pontos, e Valtinho, com 11, além do reserva Diego, que entrou e contribuiu com 11. Pelo lado do Fla, Baby anotou 17 pontos. Marcelinho ficou abaixo do esperado, com 16, acertando apenas dois dos 11 arremessos de três que tentou durante a partida.

- Não voltamos bem no segundo tempo, precipitamos chutes de três, mas lutamos até o fim. O aproveitamento foi ruim e o time acabou ficando nervoso - disse Marcelinho.

O Brasília iniciou a partida bloqueando a principal qualidade do Flamengo: o jogo em velocidade. Sem os contra-ataques, o Rubro-Negro não conseguiu abrir vantagem, como geralmente faz no começo dos jogos. Desta vez, foi a equipe do Distrito Federal que fechou a parcial em 28 a 19.

Marcelinho só acertou sua primeira cesta de três na metade do segundo quarto, quando a vantagem já era de 13 pontos. Fred, com outro chute de longe, cortou a diferença para oito, mas o Brasília manteve a calma e foi para o intervalo vencendo por 44 a 35.


Alex comandou o Brasília, especialmente no primeiro tempo, quando acertou quatro bolas de três

Boa parte da torcida do Flamengo que ocupava o anel superior da Arena conseguiu invadir a área mais próxima da quadra, onde os ingressos são mais caros. Concentrados atrás das duas tabelas, os torcedores empurraram o time no início do terceiro período. De início, deu resultado, e o Fla emplacou uma sequência de 8 a 0. Mas parou por aí. O Brasília retomou o controle e, na virada para o último quarto, vencia por 59 a 47.


O Flamengo levou 11 mil torcedores à Arena

Apesar do apoio das arquibancadas, o time da casa não teve forças para reagir nos 10 minutos finais. A equipe do técnico Lula Ferreira cozinhou o jogo, controlou o placar e não foi ameaçada em nenhum momento.

Foi a segunda vitória do Brasília em dois jogos no Rio no NBB. No primeiro turno, já tinha derrotado o Flamengo no Maracanãzinho. Neste domingo, tentará repetir a dose para ficar a um passo do título. O técnico Paulo Chupeta, no entanto, garante que o Rubro-Negro terá outra cara no jogo 3.

- Hoje foi um dia atípico. Esse grupo é maduro, nós vamos conversar, e no domingo vamos conseguir a vitória – afirmou o treinador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

O que são adivinhas, advinhações, o que é o que é, folclore, humor, cultura popular
Adivinhas: humor e desafioO que sãoAs adivinhas, também conhecidadas como advinhações ou "o que é, o que é" são perguntas em formato de charadas desafiadoras que fazem as pessoas pensar e se divertir. São criadas pelas pessoas e fazem parte da cultura popular e do folclore brasileiro. São muito comuns entre as crianças, mas também fazem sucesso entre os adultos.Alguns exemplos de adivinhas:- O que é que é surdo e mudo, mas conta tudo?
Resposta: o livro- O que é o que é que sempre se quebra quando se fala?
Resposta: o segredo- Ele é magro pra chuchu, tem entes mas nunca come e mesmo sem ter dinheiro, dá comida a quem tem fome?
Resposta: o garfo

- O que é que passa a vida na janela e mesmo dentro de casa, está fora dela?
Resposta: o botão- O que é o que é feito para andar e não anda?
Resposta: a rua- O que é o que é que dá muitas voltas e não sai do lugar?
Resposta: o relógio- Qual é a piada do fotógr…

Frases de Amor e Frases Românticas

Frases de Amor e Frases Românticas, belas palavras de carinho, frases perfeitas para você se declarar ao seu amor. Agrade quem você ama com essas belas frases de amor, de amizade, de carinho…



“Ainda que nas noites frias e solitárias, sinto o vento me acariciar, mas ao mesmo tempo me lembro de você ao meu lado a me amar…”
Roberto Klaro



“Um dia ousei sonhar um amor, e nos seus braços senti paz, na imensidão do seu prazer me realizei, e então acordei desse sonho fora da lei!”
Adriana Mallet



“A velocidade do amor é proporcional às concentrações de respeito, humildade, alegria, amizade, sinceridade e compromisso presente na vida de cada um de nós, multiplicada por uma constante essencial em nossos corações: a capacidade de amar.”
Edilene Gadelha



“Ao tocar seu coração pude sentir algo diferente acontecer,forte como um vendaval e lindo como um amanhecer.”
Alan Capato



“Se tudo o que existe no mundo possuísse uma fonte de energia, com certeza a minha seria você.”
Willians Levi

“O verdadeiro amor não traz…

Cronologia (1960 – 2008)

---------------------------------------------------------------------

1960

---------------------------------------------------------------------







13.fev.1960 - A França explode sua primeira bomba atômica.

14.fev.1960 – Um grupo de sobralenses funda o Rotary Clube de Sobral. Sua primeira diretoria estava assim constituída – Presidente: José Silvestre Saboia de Albuquerque (Zeca); Vice-presidente: José Mendes Mont’Alverne (Dr. Zé Alverne); Secretário: Armando Homem de Siqueira; Tesoureiro: Raul Vieira Lima; Diretor de Protocolo: Antonio Albuquerque Lopes; Diretores sem pasta: Edmundo Monte Coelho e José Walmir Frota.

05.mar.1960 - Após dois anos servindo o Exército, Elvis Presley retorna à vida civil.

02.abr.1960 - Em acordo assinado com a França, a ilha de Madagascar torna-se um Estado independente dentro da comunidade francesa.

03.abr.1960 - Uma coligação entre radicais e conservadores ganha as eleições gerais no Chile.

04.abr.1960 - É realizada a entrega do Oscar nos EUA. Foram agraciados …