domingo, 28 de junho de 2009

Cruzeirenses destacam superação em vitória suada diante do Avaí

Com a vitória suada sobre o Avaí por 1 a 0, sábado passado no Mineirão, o Cruzeiro livrou-se de figurar na zona de rebaixamento do Brasileirão. Os três pontos somados foram destacados pelos cruzeirenses pelo fato de o time entrar em campo bastante modificado, uma vez que o técnico Adilson Batista poupou titulares para a Copa Libertadores.

À exceção do volante Henrique, que atualmente é titular, o restante da equipe entrou em campo com jogadores considerados reservas e cinco atletas do time júnior - os zagueiros Luisão e Vinícius, que começou na lateral esquerda, os volante Mateus e Uchoa e o meia Dudu.

Adilson Batista deixou de fora Kléber, Fábio, Marquinhos Paraná, Leonardo Silva, Thiago Heleno e Jonathan, que foi relacionado mas não chegou a atuar. O meia Wagner entrou no segundo tempo da partida. Atuaram Andrey, Jancarlos, Anderson, Bernardo e Zé Carlos, que marcou o gol da vitória em cobrança de pênalti.

"Acho que todos estão de parabéns. Diante das dificuldades do jogo, a gente soube administrar", observou Henrique.

O Cruzeiro abriu o placar aos 41min do primeiro tempo. Na etapa final, o Avaí sufocou o time mineiro, que conseguiu segurar o resultado. "A gente sabia que no segundo tempo eles viriam para cima, mas graças a Deus a gente conseguiu um resultado bom, na superação e na raça", afirmou o zagueiro Anderson.

Segundo o jogador, mesmo que estivesse com o time titular, o Cruzeiro poderia encontrar dificuldade. "Tivemos a oportunidade de fazer o segundo gol, mas não conseguimos. A gente sabia que ia ser sufoco, Campeonato Brasileiro é assim mesmo. Mesmo que a gente estivesse com o time completo, a gente sabe que quando sai ganhando, a equipe adversária cresce durante o jogo", ressaltou Anderson.

Adilson Batista comemorou bastante o resultado, até porque, se fosse derrotado, o Cruzeiro ocuparia a zona de rebaixamento. "Foi um bom jogo, em que tivemos uma proposta diferente daquilo que vínhamos fazendo, em função de algumas dificuldades que estamos tendo", disse o treinador.

A prioridade do time celeste é a Libertadores. Na próxima quinta-feira 2, o Cruzeiro decide com o Grêmio, em Porto Alegre, uma vaga à final da competição continental. Como venceu o jogo de ida por 3 a 1, a equipe de Adilson Batista pode perder por 1 a 0 ou por dois gols de diferença desde que faça dois ou mais gols.

Nenhum comentário: