Timão esquece decisão e tenta pensar no São Paulo

O Corinthians decide a Copa do Brasil contra o Internacional apenas em 1º de julho, no Beira-Rio, mas está difícil esquecer a vitória por 2 a 0 na primeira final. Todos os atletas sabem de cor o que fazer para ficar com o título em Porto Alegre. Mano Menezes, porém, tem que colocar outro foco no time: o duelo contra o São Paulo, domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

Depois de bater o Colorado na quarta-feira, o técnico alvinegro não revelou se vai escalar seus titulares no clássico deste fim de semana, no Pacaembu. Publicamente, os atletas se oferecem para jogar, mas alguns não escondem que correm o risco de agravar uma contusão quando atuam na Copa do Brasil. Lidar com isso é o primeiro problema de Mano.

"Alguns jogadores estão com lesões, jogam no sacrifício mesmo. O Wiliam sofreu um corte na cabeça contra o Inter e acho que levou até ponto, o Jorge Henrique está com uma lesão na coxa desde o Paulista... Como é outro campeonato, disputado em pontos corridos, o Mano vai analisar bem quem tem condições de enfrentar o São Paulo", apontou Elias, adotando a cartilha do chefe na sequência.

"O Mano sempre fala que um grande campeão não sente dor, passa por cima, supera. E deixo claro: eu estou à disposição. A maioria dos jogadores também está. É um grande jogo, contra um grande rival. Com certeza todos vão querer vencer diante do nosso torcedor", completou o camisa 7.

Além da parte física, Mano também precisa trabalhar o psicológico dos atletas para não sofrer um revés em um estádio com maioria corintiana. Mas, pelo menos no discurso, o Inter parece relevado pelo elenco. "Se perdermos do São Paulo, todo mundo esquece o jogo de quarta-feira. O campeonato e a forma de jogar são diferentes, mas o espírito vai ser o mesmo", garantiu Elias.

Se as palavras em relação ao São Paulo estão decoradas, a receita para bater o Internacional é o que é mais falado no Parque São Jorge. Saber como triunfar na prioridade do Timão no ano é respondido com rapidez. "É simples: precisamos fazer um gol no Beira-Rio. Aí fica tudo bem encaminhado, porque o Inter vai ter que fazer quatro para reverter", argumentou Elias.

"Se fizermos o primeiro gol, mesmo sabendo que só perderemos se levarmos quatro, não podemos relaxar. O foco tem que aumentar mais ainda até o tempo final. A gente correu bastante aqui no Pacaembu, mas lá vai ter que correr o dobro para conseguir este caneco", previu o volante/lateral esquerdo Marcelo Oliveira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas