Interpretações diferentes para lances duros causam polêmica na arbitragem

Faltas que são punidas com rigor por alguns juízes passam como lances normais e sequer resultam em advertência por outros.

Os diferentes critérios dos árbitros brasileiros em lances duros e violentos vêm causando discussões e levantando polêmicas a cada rodada do Campeonato Brasileiro. Alguns jogadores se mostram indignados com lances não marcados dentro de campo. Por outro lado, outros atletas se sentem perseguidos pela arbitragem quando recebem cartões vermelhos. Mesmo com a Comissão Nacional de Arbitragem afirmando que o nível é cada vez melhor, atitudes diferentes da arbitragem em relação a lances semelhantes dão a entender que algo precisa ser feito para se chegar a um padrão (confira os principais no vídeo ao lado).

Na última rodada, as câmeras de TV captaram lances fortes que foram tratados com critérios diferentes. Uns resultaram em expulsões, outros em meras advertências, e ainda alguns nem resultaram em cartões. No empate entre Santo André e Santos (3 a 3), na última quinta-feira, o lateral Gustavo Nery saiu de campo com uma ruptura no ligamento colateral do joelho direito depois de uma entrada violenta do goleiro Fábio Costa. O juiz Fábio de Oliveira ignorou o lance e sequer marcou falta. Portanto, o camisa 1 do Peixe sequer recebeu amareço. Nery ficará afastado dos gramados por, no mínimo, dois meses.

- Acho que os árbitros estão cometendo erros bobos por mau posicionamento em campo. O Gaciba, por exemplo, é bom, mas errou no jogo da Copa do Brasil quando não deu o pênalti para o Vasco. O erro maior é de quem recomenda as atitudes. A expulsão do Fábio Costa deveria ter acontecido. Isso se chama conduta violenta – disse o comentarista da Rede Globo e ex-árbitro José Roberto Wright.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas