terça-feira, 21 de julho de 2009

Momento Saúde

Campanha ensina como prevenir o câncer do pênis

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) inicia esta semana sua segunda Campanha Nacional de Esclarecimento sobre o Câncer de Pênis. Mais do que ressaltar a necessidade da boa higiene do órgão genital como método preventivo, a entidade vai promover uma ação de esclarecimento das doenças do homem e da importância de se visitar um urologista em todas as fases da vida - criança, adolescente, adulto e idoso.

Assim como em 2007, o ex-jogador de futebol Zico é novamente o padrinho da iniciativa. O site da entidade (www.sbu.org.br) contará com um programa em vídeo, chamado Cidadão Saudável, sobre a doença com entrevista com médicos e uma exclusiva com o atleta contando como ele cuida da saúde, além disso, haverá distribuição de panfletos nas ruas de diversas capitais.

- Sabendo a origem fica mais fácil identificar o melhor tratamento para aquele tumor específico. Há ainda poucos estudos no mundo sobre o câncer de pênis, sobretudo porque os países que realizam o maior número de pesquisas têm raríssimos casos da doença - diz o presidente da SBU, José Carlos de Almeida.

De acordo com levantamento feito pela SBU em 2007, o câncer de pênis é uma patologia muito frequente no Brasil, acometendo preferencialmente pacientes de baixa renda, não circuncidados ao nascimento, de cor branca, moradores das regiões Norte e Nordeste e que demoram a procurar assistência médica especializada ao notar feridas no pênis. O estudo mostrou ainda que 81,62% dos casos de câncer de pênis acometem homens acima de 46 anos. O Norte e Nordeste juntos têm mais de 50% dos casos.

- Os homens devem ficar atentos a qualquer tipo de lesão no pênis. Devem lavar o órgão genital diariamente e principalmente após relações sexuais. Uma pequena ferida pode ser um tumor maligno que se não cuidado pode evoluir atacando os canais linfáticos o que pode ocasionar não só a amputação do órgão, como também dos membros inferiores - alerta Almeida. De acordo com os médicos, são realizadas por ano cerca de mil amputações de pênis pelo SUS. A amputação é o tratamento mais adequado para casos avançados da doença.

Nenhum comentário: