domingo, 29 de novembro de 2009

Zlatan Ibrahimovic sai do banco, ofusca 'galácticos' e decide clássico para o Barcelona

As contratações milionárias do presidente Florentino Pérez para o Real Madrid sucumbiram ao oportunismo do maior reforço do Barcelona: Zlatan Ibrahimovic. No esperado encontro entre os dois arquirrivais, neste domingo pela 12ª rodada do Campeonato Espanhol, os catalães levaram a melhor em casa por 1 a 0, com gol do atacante sueco, e recuperaram a liderança.


Ibrahimovic comemora gol, e Barça vence o desafio com Real

Ibrahimovic começou a partida no banco de reservas, por opção do técnico Josep Guardiola. O camisa 9, porém, entrou em ação aos 5min do segundo tempo e, pouco depois, aproveitou um cruzamento do brasileiro Daniel Alves para sacramentar o triunfo no Camp Nou. O Barça, assim, chegou aos 30 pontos e deixou o Real, com 28, para trás.

A vitória azul-grená no duelo deste domingo manteve o 'novo' Real Madrid, de Kaká e Cristiano Ronaldo, sem vencer contra adversários de expressão. Antes do revés neste domingo, os madrilenos haviam sido superados por Sevilla, também pelo Espanhol, e pelo Milan, em casa, pela Liga dos Campeões.

Apesar de toda a festa realizada pelo Barcelona antes do início da partida, foi o Real Madrid quem iniciou a partida colocando pressão. Com o francês Thierry Henry exercendo o papel de centroavante, o time anfitrião acabou sendo salvo em duas ocasiões por duas defesas do goleiro Victor Valdés.

Na primeira delas, aos 19min, Kaká tabelou com Marcelo, recebeu passe de calcanhar e avançou até o meio da área. O camisa 8 brasileiro chamou para si a marcação e rolou para a chegada do português Cristiano Ronaldo, que bateu rasteiro e Valdés salvou com os pés.

O Real se manteve mais incisivo nas jogadas de ataque e voltou a incomodar aos 27min, quando Marcelo, de dentro da área, teve o chute bloqueado pelo zagueiro Carles Puyol. A única jogada mais perigosa do time catalão foi aos 39min, quando Andrés Iniesta bateu cruzado e Casillas executou uma boa defesa.

A solução de Guardiola foi colocar Ibra em campo logo nos primeiros minutos da etapa decisiva. E o camisa 9 não demorou para justificar a contratação, que envolveu a ida do artilheiro Samuel Eto'o para a Inter de Milão: após belo cruzamento de Daniel Alves da direita aos 10min, o sueco apareceu livre na pequena área e tocou de primeira, com o pé esquerdo, para o fundo das redes de Casillas.

Entretanto, o Barcelona se complicou não muito tempo depois. Aos 16min, o meio-campista Sergio Busquets colocou a mão na bola intencionalmente, recebeu o segundo amarelo e deixou o clube azul-grená com um homem a menos. O chileno Manuel Pellegrini, então, decidiu mexer no Real ao sacar Cristiano Ronaldo para colocar o atacante francês Karim Benzema.

Mesmo assim, o time catalão conseguiu se segurar, apesar de a expulsão de Busquets ter acordado os merengues. Pellegrini, então, trocou o lateral Álvaro Arbeloa e colocou o atacante Raúl em campo aos 28min, mas foi o Barça quem assustou: após lançamento de Xavi, o lateral Eric Abidal chutou cruzado e a bola passou saiu rente à trave aos 30min.

Benzema também teve boa chance para o Real após jogada de escanteio, mas, da pequena área, chutou por cima do gol de Valdés. Mesmo com Kaká buscando jogo e levando os madrilenos para a frente, o time de Guardiola defendeu a vantagem.

Aos 43min, o argentino Lionel Messi perdeu um gol na cara de Casillas, chutando em cima do goleiro adversário. Os catalães, que puseram o Real na roda, ainda viram o volante Lass ser expulso do time merengue por falta dura, aos 44. O placar, porém, seguiu em 1 a 0 até o apito final, e os donos da casa festejaram o triunfo.

O Barcelona volta a campo pela 13ª rodada do Espanhol fora de casa, em outro duelo com um adversário de tradição: o Deportivo La Coruña, no El Riazor. Por sua vez, o Real retorna a Madri e abre as portas do estádio Santiago Bernabéu para recepcionar o Almería.

Fonte: UOL

Nenhum comentário: