domingo, 29 de novembro de 2009

Corintianos fazem duras críticas à arbitragem e Elias chama juiz de "merda"

Mais um jogo do Corinthians, mais um jogo que terminou com reclamações contra a arbitragem pelo lado alvinegro. E desta vez, o meio-campo Elias não se hesitou em fazer duras críticas ao juiz Evandro Rogério Roman, inclusive o chamando de "merda" na saída para o intervalo, quando Mano Menezes já havia sido expulso e o Corinthians estava atrás no placar.

"Tem entrevistar o árbitro. Ele é um merda. Ele não sabe o que está fazendo. Ele é um merda. Está falando que a nossa função é questionar a arbitragem. Nunca vi isso", criticou Elias, que saiu revoltado de campo após o fim do primeiro tempo. O volante se revoltou após um cartão amarelo de Evandro Roman para Souza, e após questionar o árbitro também recebeu um amarelo, assim como o zagueiro Chicão.

Já no segundo tempo, após pênalti marcado em cima de Léo Moura, o goleiro Felipe demonstrou sua revolta com a arbitragem e pouco se esforçou para pegar a cobrança do próprio lateral rubro-negro. A torcida do Corinthians inclusive pediu boicote no lance. Mano falou sobre a jogada.

Questionado na coletiva sobre a jogada e a atitude de Felipe, Mano disparou: "Não foi pênalti também. Você quer discutir o goleiro que não foi na bola e não quer discutir o lance que não foi pênalti? Muita coisa pode ter acontecido", disse.

O atacante Jorge Henrique preferiu não fazer críticas diretas à arbitragem da partida. Mas não perdeu a oportunidade de criticar a atuação do trio. "Se falo algo aqui acabo indo para o tribunal e vou ser suspenso. Eu não posso falar nada, não vou falar nada", completou.

Por fim, o técnico corintiano resumiu a atuação da arbitragem. "Ela errou muito contra o Corinthians e consequentemente acertou muito para o Flamengo. Foram muitas decisões que mostravam um desequilíbrio que é anormal para um árbitro do nível do Evandro", afirmou Mano.

Fonte: UOL

Nenhum comentário: