segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mulher

Estaria flutuando no abismo;
Meu coração logo oprimido;
Diria algo sobre ti;
São muitos fatos para poucos argumentos;
Sonho sempre acordado;
Espero nosso momento mágico;
Conto tantos os dias, meses e anos;
Amo minha querida;
Bem que aquece e inspira a vida;
Ajudado pelo destino;
Vejo o futuro ao seu lado;
Sinto o ar do seu respirar;
As gotas do seu suor;
Faz-me deslumbrar sua beleza;
Embora me com tenha;
Cego apenas vejo a ela;
Minha doce bela.


Paulo

Nenhum comentário: