terça-feira, 5 de abril de 2011

Família de atropelado por juiz no CE estuda pedir indenização

A família do motociclista Henrique Maria da Silva, 23, estuda pedir uma indenização pela morte dele. Na madrugada de segunda-feira (4), em Fortaleza (CE), Henrique foi atropelado e arrastado por um carro guiado pelo juiz Aristófanes Vieira Coutinho Júnior.

O corpo de Henrique, que trabalhava como garçom e deixa mulher e uma filha de dois anos, foi enterrado na manhã desta terça-feira em Pacatuba, na região metropolitana de Fortaleza.

O sogro de Henrique, Neri Lourenço Alencar, informou que já contratou um advogado que, segundo ele, está estudando a melhor forma de a família ser indenizada.

"Não sabemos ainda como vamos fazer", afirmou. "O advogado está avaliando o caso, reunindo provas para nos dar uma posição. Por enquanto, é tudo que podemos dizer."

O presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, desembargador José Arísio Lopes da Costa, deve decidir até o fim da semana quais procedimentos serão tomados em relação a Aristófanes Vieira Coutinho Junior.

Após o atropelamento, o juiz foi encaminhado a uma delegacia e fez o exame do bafômetro. O resultado foi positivo. Ele teve sua carteira de habilitação apreendida e, em seguida, foi liberado.

A reportagem não conseguiu falar com ele nem com seu advogado.

Fonte: Folha

Nenhum comentário: