Huracán: Defederico foi sequestrado. Timão considera forma de expressão

Dirigente argentino volta a garantir que não recebeu proposta brasileira e rejeita vendê-lo. Mário Gobbi revela que negociação está adiantada.


Defederico disputado por Huracán e Corinthians

A novela envolvendo a contratação do meia Matias Defederico continua. Nesta quinta-feira, o presidente do Huracán, Carlos Babington, disse que o jogador foi sequestrado e jurou que nunca conversou com dirigentes do Corinthians sobre a transação. O Timão, porém, garante ter enviado uma oferta e está otimista na chegada do atleta.

- Nós nunca tivemos um diálogo com a equipe brasileira. O Huracán não vai liberar porque não está de acordo com a venda. O jogador foi diretamente sequestrado de nosso clube. As pessoas nunca conversaram com a gente, nem com o presidente do clube, nem com nenhum outro dirigente – afirmou o dirigente à Rádio Bandeirantes.

Babington revelou ainda já ter acionado a AFA (Associação de Futebol Argentina) para que obrigue o atleta a retornar aos treinamentos. Além disso, prometeu não vendê-lo por acreditar que o clube se classifique para a disputa da Taça Libertadores da América em 2010.

- A AFA foi notificada disso e está mandando que o atleta se apresente. Estamos pedindo que ele volte. A ideia do Huracán no momento é que ele fique até o fim do ano porque queremos chegar à Libertadores – acrescentou.

Após as declarações, o Corinthians decidiu se pronunciar. Depois do treinamento no Parque Ecológico do Tietê, o diretor de futebol Mário Gobbi Filho evitou a polêmica com o dirigente argentino, mas confirmou a proposta e se disse animado com a possível contratação.

- Em nenhum momento, o presidente cita que o Corinthians estaria sequestrando o jogador. Eu acho que foi uma forma de expressão dele, como quem está dizendo: “olha, não estou tendo como segurar a negociação”. A negociação é boa e fica difícil impedir uma contratação deste porte – disse.

- O Corinthians fez três propostas. A primeira foi ao jogador. A segunda, ao procurador, que detém 40% dos direitos, e a terceira ao Huracán, que detém 60%. Todas estão documentadas no arquivo do jurídico do Corinthians. Eu mesmo assinei todas – emendou.

O Corinthians ofereceu US$ 4 milhões por 80% dos direitos do atleta. O clube está disposto a pagar US$ 1,5 milhão à vista e o restante dividido em outras 12 parcelas. A negociação está sendo dirigida por Luiz Paulo Rosenberg, diretor de marketing e responsável por arrecadar o dinheiro que o clube vai desembolsar.

- O que temos de informação é que a negociação está indo muito bem, adiantada e que tem tudo para ser concretizada. Mas só vai ser fechada quando o contrato for assinado. Muita coisa pode surgir, porém estou otimista que o desfecho vai ser feliz. Se o Huracán não quiser vender, não vende. Mas fica difícil ir contra a vontade do jogador – completou Gobbi.

Fabiano Ventura, representante de Defederico no Brasil, garante que a negociação está concluída e que o jogador ainda não se apresentou por precisar resolver problemas na documentação. Assim, deve chegar ao país no mais tardar até terça-feira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas