sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Até que enfim: Defederico e Edno estão liberados para vestir a camisa do Timão

Jogadores foram liberados pela CBF, mas ainda não apareceram no BID. Caso isso não ocorra até início da noite, fax da entidade para FPF resolverá.

Os nomes dos meia-atacantes Matías Defederico e Edno ainda não apareceram no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, mas eles estão liberados para encarar o São Paulo, domingo, no estádio do Morumbi. É essa a informação que o Corinthians recebeu agora à tarde da entidade que comanda o futebol brasileiro.

Como o sistema que divulga o BID pela internet está fora do ar, a CBF avisou ao Timão que se até as 18h30m os jogadores não estiverem na lista ela enviará à Federação Paulista de Futebol um fax com a liberação dos dois. As duas entidades fecham às 19h, portanto, não haverá nenhum problema mais que impeça a escalação de ambos.


Liberado para jogar, com a garantia da CBF, Defederico está à disposição para o clássico.

Durante a semana, Mano Menezes chegou a comentar sobre o maior período de treinamento de Defederico em relação a Edno, mas nesta sexta-feira apontou os dois como opções de titular. Tudo vai depender da tática a ser usada diante do Tricolor.

- Os dois jogadores estão preparados para iniciar o jogo, mas vai depender das opções táticas que temos e treinamos durante a semana – falou o comandante alvinegro.

A demora na regularização de Defederico ocorreu por conta de um problema no Huracán, ex-equipe do meia argentino. Como o clube de Buenos Aires está em grave crise financeira, o dinheiro da transação ficou bloqueado por um tempo. Depois de liberado, o atraso foi na assinatura do atestado liberatória por um juiz.

O caso de Edno foi mais rápido, mas igualmente complicado. Por conta de uma ação do técnico René Simões contra a Portuguesa, o meia-atacante não poderia ter sido negociado. O staff do jogador e os departamentos jurídicos de Corinthians e Lusa, no entanto, trabalharam juntos para resolver esse problema e liberarem o atleta.

Fonte: GE

Nenhum comentário: