segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Corinthians é campeão na Taça Brasil

O São Caetano/Corinthians/Unip venceu o Carlos Barbosa por 4 a 3 pela final da Taça Brasil de Clubes de Futsal e conquistou o título pela primeira vez desde 1974, quando bateu o Grajaú Country Clube (RJ), em Brasília (DF). A decisão deste domingo, na Arena Jaraguá, em Jaraguá do Sul (SC), foi emocionante.

O alvinegro abriu 2 a 0, em dois lances idênticos: com Keké desviando cobrança de escanteio para o fundo das redes, aos 3min26s e aos 14min47. Nos instantes finais do primeiro tempo, Thiaguinho escorou uma bola para Daniel que descontou para o time laranja, aos 18min55. Porém, Keké, mais uma vez, marcou para o clube paulista, ao escorar lançamento do goleiro Leandro, aos 19min15s.

Na segunda etapa, o atual campeão pressionou em busca da virada, mas, Arthur fez o quarto tento corintiano aos 26min36s, após boa jogada de Simi. Perdendo por 4 a 1, o Carlos Barbosa colocou o arqueiro reserva Bilica para atuar como goleiro-linha.

Deu certo, e Bilica fez o segundo gol do time catarinense, aos 28min21s. Leandrinho ainda fez mais um, aos 32min39s, mas o título não escapou das mãos do Corinthians.

"Qualquer vantagem que nós construíssemos a ACBF continuaria em cima. Tomamos dois gols bobos no final, mas não temos mais que lembrar disso. Somos campeões e jogar com essa camisa tem um outro peso", destacou o fixo Arthur, autor do quarto tento do São Caetano/Corinthians.

Embora não tenha conseguido manter o título, o Carlos Barbosa saiu da decisão com o prêmio Fair Play, de equipe mais disciplinada, e com o artilheiro do campeonato. Daniel marcou cinco vezes, mesmo número de Keke, mas levou vantagem no critério de desempate.

"É um prêmio bacana. Todos que jogam buscam este tipo de premiação, que representa fazer gols e ajudar as equipes. Estou feliz por ter ganhado este troféu, mas triste pela perda do título, que era o objetivo maior. Hoje não foi nosso dia", comentou o jogador, que fez um dos gols da ACBF na decisão.

"Eles ficaram com o trófeu Bola de Ouro, mas ficamos com o principal, que é o título. Deixa a artilharia para eles", brincou Keké. "A sensação é única de ganhar o título com a camisa do Corinthians, sobretudo para mim que sou corintiano é totalmente diferente. Em qualquer canto do Brasil há um bando de loucos e estamos sempre jogando em casa. Para mim é muita felicidade", finalizou o destaque da final.

Fonte: Gazeta Press

Nenhum comentário: