Especialistas se dividem sobre arbitragem do clássico paulista

O árbitro José Henrique de Carvalho foi alvejado por críticas de corintianos após a vitória santista por 2 a 1, no último domingo, na Vila Belmiro.

As principais reclamações por parte do clube centenário em 2010 foram sobre o pênalti de Roberto Carlos em Marquinhos, no primeiro tempo - Felipe defendeu a cobrança de Neymar - e a expulsão do camisa 6 do Parque São Jorge na etapa complementar.

Insatisfeito com Carvalho, o presidente do Timão, Andrés Sanchez prometeu fazer uma reclamação formal na Federeção Paulista de Futebol (FPF) contra a arbitragem do clássico.

A reportagem do LANCENET! consultou dois ex-árbitros sobre os lances duvidosos. Confira as opiniões!

José Roberto Wright - árbitro brasileiro na Copa de 1990 e colunista do LANCE!

José Henrique de Carvalho expulsou corretamente o Moacir. O carrinho que ele deu no Marquinhos foi uma uma covardia contra o adversário e poderia ter sido expulso direto, sem receber o segundo amarelo. O pênalti sobre o Marquinhos foi bem assinalado, não tenho dúvida de que existiu. Entretanto, o Roberto Carlos foi tocado no segundo tempo e deveria ter sido marcado a penalidade. Além disso, quem deveria ter recebido o cartão amarelo, no caso o segundo do Roberto Carlos, seria o Roberto Brum. Roberto Carlos foi mais veloz do que o adversário e foi derrubado.

Renato Marsiglia - árbitro brasileiro na Copa de 1994 e comentarista da TV Globo

José Henrique de Carvalho errou para os dois lados, mas erros menores. Erro grave, mesmo, foi a expulsão de Roberto Carlos. Essa é a restrição que eu faço à arbitragem dele no clássico deste domingo. Os dois cartões amarelos que ele deu para o lateral-esquerdo do Corinthians foram injustos, ele não merecia ter levado nenhum deles.

Não há nenhuma regra que diga que há de se aplicar cartão amarelo em todo lance de pênalti. Roberto Carlos cometeu a penalidade em Marquinhos, mas foi uma falta normal. Se fosse no meio de campo, era falta, pronto, sem nada de mais. Agora, ele deu cartão por quê? Para reforçar que foi pênalti? Está errado, ele errou no lance.

O segundo cartão também foi injusto. Roberto Carlos colocou o corpo na frente, não foi pênalti, mas acabou aí. Marca o tiro de meta e pronto. Mas não, deu mais um amarelo e teve de expulsá-lo. No restante, não vejo tantos motivos para reclamações dos corintianos. Eles estavam nervosos, errando ao reclamar demais, criando uma área de atrito muito forte com o árbitro. A expulsão do Moacir, por exemplo, foi corretíssima. Era um lance em que ele poderia até mesmo ter recebido o vermelho diretamente. No geral, não acho que o resultado final tenha passado pela atuação do juiz.

Mauro Beting - formado em arbitragem pela FPF e colunista do LANCE!

A expulsão do Moacir foi correta pelo conjunto da obra. O segundo cartão amarelo o próprio Mano Menezes expulsou o Moacir antes de ele ser expulso. O Roberto Carlos foi atabalhoado no pênalti do Santos. No estádio, achei que não foi pênalti, pela TV achei que deveria ter sido marcado, sim.

No pênalti reclamado por Roberto Carlos, não teria dado o cartão amarelo por simulação, mesmo que tenha diminuído a passada para ser derrubado e tenha cavado a penalidade. Com a visão que tive na Vila Belmiro, não teria marcado, mas digamos que aceito opiniões contrárias. Pelo o que o árbitro fez no jogo, era um lance marcável. Foi uma arbitragem ruim, absolutamente confusa. Se seguisse seu critério, teria de expulsar o Neymar pela seguidas firulas fora de jogo.

Fonte: LanceNet

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas