sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Corinthians: quarteto para acabar com o jejum

Jogadores têm a chance de acabar com a série negativa diante do rival; Quem será o protagonista?


Elias, Defederico, Dentinho e Ronaldo: é hora de voltar a vencer o rival! (Foto: Montagem)

Os jogadores do Corinthians entrarão neste domingo, no Prudentão, com dois objetivos traçados: acabar com um jejum de vitórias sobre o Palmeiras, que dura três anos (seis jogos), e atrapalhar o arquirrival na busca pelo título do Brasileirão.

Com motivos particulares e distintos, os alvinegros esperam recuperar a alcunha que hoje está do outro lado: a de carrasco do dérbi. Obina, com três gols na vitória por 3 a 0, também no interior, roubou a cena no primeiro turno.

– Fico chateado quando penso nisso, mas temos de esquecer e voltar a vencer – diz Dentinho, que pode continuar na reserva de Defederico, o que ocorreu na partida contra o Vitória, na última quarta.

Curiosamente, sua estreia entre os profissionais foi na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, em 2007, pelo Brasileirão. Desde então, não venceu em outras cinco partidas.

– Na base eu sempre ganhava deles. Depois, não ganhei mais. É complicado – completa o camisa 31.

Elias é outro que guarda más lembranças do Palmeiras. Em 2005, passou alguns meses nas categorias de base do clube, mas, após o término do contrato, foi dispensado. Já no Timão, ele chegou a afirmar que o rival “rasgou dinheiro” ao deixá-lo sair.

Para o meia Matías Defederico, o clássico será a grande oportunidade para uma trajetória semelhante ao ídolo argentino Carlitos Tevez, campeão brasileiro pelo Timão em 2005. Seu primeiro gol em clássicos foi justamente contra o arquirrival, após passar no meio de Daniel e Marcinho, deixar Gamarra no chão e bater, sem chances para o goleiro Marcos.

A mesma estrela foi mostrada por Ronaldo que, em seu segundo jogo após a volta aos gramados, fez de cabeça, aos 47 minutos do segundo tempo, o gol que empatou o dérbi do Paulistão, em Presidente Prudente. Para este duelo, ele dá o recado.

– Não sofro com o sucesso dos outros. Mas o campeonato está em nossas mãos. Não vamos dar mole para ninguém, não esperem nada da gente – disse o Fenômeno, em entrevista coletiva há cerca de uma semana.

Ao lado, alguns dos ídolos corintianos que deixaram marcas no Palmeiras. É só seguir o exemplo...

Fonte: Lance

Nenhum comentário: