domingo, 2 de maio de 2010

Vitória 1 x 2 Bahia - Rubro-negro é tetracampeão na Boa Terra

O Vitória é tetracampeão baiano. E, dessa vez, nem precisou vencer o eterno rival, o Bahia. Até perderu, por 2 a 1, de cirada, neste domingo à tarde, no Estádio Barradão, em Salvador, no jogo de volta. Na verdade, o Vitória confirma a hegemonia do futebol baiano, uma vez que foi bitetra - duas vezes tetra em nove anos. Só foi interrompido uma vez.

Na ida, em Pituaçu, o rubro-negro tinha batido o tricolor por 1 a 0, somado à sua melhor campanha na temporada, entrou em campo podendo perder até por um gol de diferença para ser campeão. O Bahia segue seu jejum de títulos, agora de nove anos – o último saiu em 2001.

Rubro-negro melhor

Apoiado por sua torcida, o Vitória começou o jogo melhor. Na verdade, a torcida do Bahia foi diminuta dentro do Barradão, tendo inclusive muitas espaços em branco nas arquibancadas para os tricolores.

Aos 20 minutos, o rubro-negro saiu na frente. Após vários escanteios de Ramon, enfim, o goleiro Fernando deu um soco e a bola ficou na cabeça de área com Elkeson. Ele ajeitou e bateu firme: 1 a 0. O Bahia se assustou e não reagiu no primeiro tempo.

Vitória não voltou?

No segundo tempo, porém, o Bahia voltou mais disposto e apertando a marcação. O Vitória, pelo contrário, sumiu em campo, talvez estranhando o gramado molhado pela chuva.

E logo no primeiro minuto, o Bahia empatou. Após levantamento para a área, o zagueiro Nen testou firme e o goleiro Viáfara deu rebote. O atacante Rodrigo Gral completou para as redes.

Igualdade e marcação

Com o empate o Vitória tratou de se defender para buscar o tetra. Aos 27 minutos, Vanderson cometeu outra falta e recebeu o cartão vermelho de forma merecida. A partir daí, o Vitória só se defendeu. Tanto que tirou o atacante Júnior para a entrada do zagueiro Vilson.

Nos últimos minutos, o Bahia ainda tentou se arriscar ao ataque. Mas teria que amrcar dois gols, o que parecia impossível. Até Edilson, o “Capetinha” entrou em campo, depois de ser muito vaiado no primeiro duelo final. Aos 46 minutos, premiado por seu esforço, o bahia amrcou o segundo gol com Lima, após rebote de Viáfara. Mas nada adiantou. A faixa era mesmo do Vitória. Com justiça.

Ficha Técnica

Vitória 1 x 2 Bahia


Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador-BA.
Renda: R$ 532.380,00
Público: 17.781 pagantes (23.237 total)
Árbitro: Héber Roberto Lopes-PR.
Cartões amarelos: Vanderson, Uelliton, Renato e Nino Paraíba (Vitória). Ávine, Marcone, Leandro, Nen, Mendes e Ananias (Bahia)
Cartão vermelho: Vanderson (Vitória)
Gols: Elkeson, aos 20’/1T (Vitória). Rodrigo Gral a 1’/2T e LIma, aos 46'/2T (Bahia)

Vitória
Viáfara; Nino Paraíba, Wallace, Reniê e Egídio; Vanderson, Uelliton, Bida e Ramon (Renato); Elkeson (Neto Coruja) e Júnior (Vilson).
Técnico: Ricardo Silva.

Bahia
Fernando; Apodi (Carlos Alberto), Nen (Lima), Alison e Ávine; Leandro (Edilson), Marcone, Rogerinho e Ananias; Rodrigo Gral e Mendes.
Técnico: Renato Gaúcho.

Nenhum comentário: