segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Barça dá show, faz cinco no Real e assume a liderança da Liga


Um show. Isso que pode-se dizer da partida feita pelo avassalador Barcelona, que com muita calma, entrosamento e, claro, técnica apuradíssima, pulverizou os números de José Mourinho no comando do Real, quebrou sua invencibilidade e lhe deixou com uma enorme dor de cabeça. Além disso, os gols, marcados por Xavi, Pedro, Villa (duas vezes) e Jeffren, marcaram a maior goleada sofrida pelo português em jogos de campeonato.

Com o resultado, os anfitriões chegaram aos 34 pontos e assumiram a liderança da Liga, deixando os madrilenhos com 32, na segunda posição Na próxima rodada, os blancos recebem o Valencia, enquanto o Barça visita o Osasuna.

O JOGO - A partida começou com o Barça encantando aos torcedores presentes, que fizeram uma Linda festa antes do apito inicial, devido ao aniversário do clube. O primeiro lance de perigo foi com Messi, que recebeu a bola na lateral da área e bateu colocado, acertando a trave de Casillas.

Quatro minutos mais tarde, veio o merecido primeiro gol. Iniesta achou Xavi no meio da defesa madrilenha. O meio-campista ganhou a disputa com Marcelo e mostrou muita calma para olhar a posição do goleiro adversário e dar um leve toque por cima, mandando a bola para o fundo das redes.

Depois de aberto o placar, o Real até ameaçou em alguns bons lances com Cristiano Ronaldo e Dí Maria, em bom chute defendido por Victor Valdes, mas tinha o seu meio de campo totalmente controlado pelos donos da casa. E foi assim que saiu o segundo do Barcelona.

Aos 18 minutos, Xavi tabelou com Iniesta e descolou ótimo lançamento para Villa. O centroavante partiu para cima de Sergio Ramos, cortou para a linha de fundo e bateu cruzado. Casillas chegou a tocar na bola, mas ela sobrou limpa para Pedro, que só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Após a vantagem, o ritmo diminuiu e, até o intervalo, as confusões começaram a surgir. Cristiano Ronaldo se desentendeu com Guardiola, que jogou a bola para longe e retardou uma cobrança de lateral. Amarelo para o português e para o goleiro adversário, que tomou as dores do seu técnico.

O luso ainda teve tempo de acertar uma boa cobrança de falta, que passou perto da meta do Barça, antes de ver Messi roubar a cena. O argentino deu boas arrancadas em duas oportunidades, mas foi parado sem falta pela zaga blanca. Na segunda, porém, simulou uma agressão de Ricardo Carvalho e, após o empurra-empurra, também foi advertido com o amarelo.

Na volta para o intervalo, Mourinho colocou Lass no lugar de Ozil para tentar ganhar o meio-campo, mas o show continuou sendo do Barça. Primeiro Xavi, depois Pedro saíram na cara do gol e quase ampliaram a vantagem. Na terceira vez, não teve perdão.

Messi achou Villa livre na área, e o centroavante bateu firme, sem chances para Casillas. Dois minutos depois, o caixão do Madrid foi fechado. Mais da dupla Messi-Villa, e mais um toque de classe do asturiano, fazendo incríveis 4 a 0.

Depois das estocadas iniciais, mais toque de bola e show dos blaugranas. O Real Madrid, atônito, não conseguia encostar na bola, apenas assistindo enquanto a invencibilidade de Mourinho e a liderança do Campeonato eram pulverizadas.

O ímpeto ainda voltou com a entrada de Bojan no lugar de Villa, mas os jogadores madrilenhos batiam muito no meio de campo, parando muito o duelo. No final, ainda deu tempo de Jeffren marcar o quinto, Sergio Ramos arrumar confusão, dar um pontapé em Messi e ser expulso, antes do apito final de Iturralde Gonzáles, para festa no estádio.

BARCELONA: Valdés, Daniel Alves, Piqué, Puyol e Abidal; Busquets, Xavi (Keita 42′/2°T) e Iniesta; Messi, Pedro (Jeffren 42′/2°T) e Villa (Bojan 30′/2°T). Técnico: Pep Guardiola.

REAL MADRID: Casillas, Sergio Ramos, Pepe, Ricardo Carvalho e Marcelo (Arbeloa 14′/2°T); Xabi Alonso e Khedira; Di María, Özil (Lass Diarra – Intervalo) e Cristiano Ronaldo; Benzema. Técnico: José Mourinho.

Gols: David Villa (2), Xavi, Pedro e Jeffren.

Fonte: GazetaEsportiva

Nenhum comentário: