sábado, 30 de outubro de 2010

Cristian diz que sonha em voltar para o Corinthians

Nos últimos meses, a alegria de Cristian na Turquia se resume a assistir aos jogos do Corinthians pela televisão. Ele tem sido pouco aproveitado pelo técnico Aykut Kocaman no Fenerbahçe (TUR) e fala diariamente no desejo de voltar a atuar pelo clube alvinegro em 2011.

– Quero ser feliz. Quero voltar a a sorrir – disse, ao LANCENET!.

O volante decidiu que, em dezembro, negociará sua liberação por empréstimo. Seu contrato vai até julho de 2014. Outro fator que o incomoda são as seguidas notícias na imprensa turca de que ele não faz mais parte dos planos do clube para a próxima temporada.

Cristian virou ídolo do Corinthians por sua raça e participou das conquistas da Série B, em 2008, e Paulistão e Copa do Brasil, no primeiro semestre de 2009. Em julho, ele e o lateral André Santos se transferiram por 12 milhões de euros (cerca de R$ 32,5 milhões à época) ao clube turco. O jogador chorou e jurou amor eterno. Por isso, garante que pode abrir mão do alto salário que recebe para voltar.

A diretoria vê com bons olhos o retorno do jogador, e espera de camarote sua liberação. A venda de possíveis jogadores valorizados na próxima janela de transferências, como Jucilei, Elias ou Ralf, também motivam o negócio.


Enquanto isso, Cristian fala ao LANCENET! sobre sua expectativa:

LANCENET!: Seria errado pensar em ver você jogando novamente pelo Corinthians no ano que vem?

CRISTIAN: Não... acho que não, né? Do jeito que estão as coisas, há a possibilidade de voltar, mas não tem nada certo. Tenho que esperar acabar a temporada, ver o que vão resolver, se vão me utilizar, se vão me emprestar... Vamos esperar dezembro para ter algo mais concreto.

LNET!: Como está sua vida no Fenerbahçe (TUR)? A imprensa turca tem afirmado que você não faz parte dos planos para 2011.

C: A gente sabe que as pessoas têm comentários maldosos, procuro não ver muito as notícias que saem. Todo dia sai no jornal que os brasileiros vão sair. Não tem nada certo, a gente não sabe o que é verdade ou mentira, isso incomoda muito. O treinador que está é o mesmo que contratou André Santos e eu, no ano passado. Já joguei muitas partidas como titular, depois me lesionei, voltei... Já disputei o campeonato turco, a Liga dos Campeões... Mas aí começou com um período de seis, sete jogos sem nem sequer ir para o banco de reservas.

LNET!: Você era um dos grandes nomes do Corinthians quando se transferiu. Entristece a situação atual?

C: A situação não agrada a ninguém, né? Quero jogar. Temos de ter respeito a quem está jogando, são dez estrangeiros, só podem jogar seis. Ficam dois no banco e dois fora. Todos têm qualidade para jogar, é difícil a gente lidar com essa situação. Tenho de trabalhar para voltar a jogar, e a jogar bem.

LNET!: Pessoas próximas dizem que a cada dez palavras ditas por você, nove são Corinthians. Existe a possibilidade concreta de voltar?

C: Eu acompanho sempre, eu e o André (Santos, lateral) estamos sempre torcendo. Não esqueço nunca o Corinthians, é difícil. Não falei com o Andrés (Sanchez, presidente), não falei depois que saí. Tenho de resolver minha situação aqui primeiro para depois pensar na volta. Se houver a chance de voltar, é claro que vou pensar no Corinthians primeiro. É a primeira opção. Mas vamos ver se eles vão querer.

LNET!: Acha que a chance é grande de você conseguir uma liberação?

C: Não sei. Eu vinha jogando, eles sabem da minha qualidade. Eu tenho de estar jogando, penso em buscar um objetivo maior, que é ir para a Seleção Brasileira. Só vai para a Seleção quem está jogando bem e por um time que disputa títulos.

LNET!: Então, pelo menos, está certo que em dezembro você vai discutir para tentar a sua saída do clube.

C: Eu já deixei bem claro para os meus empresários que, se for para ficar nessa situação, gostaria de sair. Deixei na mão deles essa situação. Em dezembro entramos de férias, vou para o Brasil curtir a família, vou descansar e ver o que eles conseguem resolver para mim.

LNET!: Andrés reclama que tem jogador que quer voltar, mas não aceita readequar o salário à realidade do Brasil... Isso seria um problema?

C: Acho que não tem problema nenhum. Tem muitas coisas a serem resolvidas. O lado financeiro tenho de ver depois. Se for para voltar, e voltar a ser feliz, vou fazer de tudo para voltar. Tenho de resolver a minha situação, são mais quatro anos de contrato ainda. No momento, a prioridade não é o dinheiro. Quero ser feliz, quero voltar a sorrir, poder jogar novamente. Só isso.

LNET!: Você viu o Corinthians cair na Libertadores no ano do centenário. Voltar e poder ganhar o título para a torcida em 2011 seria um sonho?

C: Fui campeão da Copa do Brasil com o Paulista em 2005, e em 2006 não disputei a Libertadores porque fui para o Atlético-PR. Depois joguei pelo Flamengo em 2008 e fomos eliminados pelo América-MEX no Maracanã. No ano passado, quando achei que ia disputar e poderia ganhar, acabei vendido. Tenho um sonho muito forte de poder disputar a Libertadores com a camisa do Corinthians. Não sei se vai ser campeão, mas tenho vontade muito grande porque esse título é o desejo de todos os torcedores, algo que falta ao clube. Virou um objeto de desejo e comigo não é diferente. Se puder, serei muito feliz.

LNET!: O meio de campo atual tem Ralf, Elias e Jucilei. Todos bem e da sua posição... Tem espaço?

C: Não adianta falar sobre isso se não tem nada resolvido. São ótimos jogadores, Jucilei, Ralf e Elias estão formando um meio muito bom. Tenho respeito por todos eles. Primeiro, vamos resolver a situação aqui e quando tivemos fazendo a nossa entrevista depois, você me pergunta de novo (risos).

LNET!: Como viu a volta do Ronaldo nesta reta final de campeonato?

C: Ele dificilmente perde um gol. É muito importante para o Corinthians, ainda mais nessa reta final. Com ele tudo muda, é impresível. Fico feliz de vê-lo jogando bem de novo, ajudando a equipe.

LNET!: Acredita no título brasileiro este ano para o Corinthians?

C: Torço muito para o Corinthians levar esse campeonato. Está muito difícil, você vê os líderes que não conseguem abrir vantagem. Temos de torcer contra Fluminense e Cruzeiro. Vou torcer muito. Toda vez que o clube joga, eu procuro assistir de madrugada.

Empresário considera saída difícil

O empresário Carlos Leite confirmou que deve conversar com a diretoria do Fenerbahçe (TUR) no fim do ano, mas acredita que a liberação do volante por empréstimo seja complicada.

– Entre o desejo dele em sair e a liberação do Fenerbahçe há uma enorme diferença. Eu acho muito difícil. Ele foi contratado no meio do ano passado, o investimento foi muito alto – disse.

Leite desconversa quando o assunto é negociação, mas no Parque São Jorge não é novidade a estreita relação com o presidente Andrés Sanchez. Ambos se falam com frequência.

Recentemente, o Corinthians contratou o atacante Pedro Beda, ex-Flamengo, que é agenciado por Carlos Leite. O atleta de 21 anos estava na Holanda e foi inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF pelo Timão até 31 de dezembro deste ano.

Fonte: LanceNet!

Nenhum comentário: