Adilson busca ‘fórmula’ para usar Defederico e Bruno César

No elenco de Adilson, Jorge Henrique é disparado o jogador de frente que mais colabora com a defesa corintiana.

Lesionado na coxa esquerda e vetado para o duelo desta quarta-feira, em Sete Lagoas/MG, Jorge Henrique se multiplica em campo, apresentando média de 5,4 roubadas de bola, conforme levantamento feito pelo Datafolha, número expressivo para um jogador de ataque.

Bruno César e Defederico são vencidos facilmente por Jorge Henrique no quesito apoio à defesa. Bruno César tem média de 4,5 roubadas de bola por jogo, Defederico consegue 1,1 roubada de bola, em média.

Sem Jorge Henrique, o Corinthians sofre enorme prejuízo na “recomposição”, elemento fundamental para o funcionamento do time, prega Adilson.

Por essa razão, o técnico reluta em escalar Defederico e Bruno César juntos. Para que ambos enfrentem o Atlético-MG, o técnico estuda reforçar a proteção defensiva de outros atletas.
“A recomposição do Defederico e Bruno César é demorada. Tem que pensar nisso também. Isso eu não vou mudar [seguir evitando usar os dois juntos]”, frisou Adilson.

Contra o Atlético-MG, o Corinthians não terá Chicão, Ralf, Ronaldo, Jorge Henrique e Souza (lesionados), além de Elias (convocado à seleção brasileira). Dentinho é dúvida, dificilmente joga.
Desta forma, o Corinthians deverá ser composto por Julio César; Alessandro, William, Paulo André e Roberto Carlos; Edu, Jucilei, Paulinho e Bruno César; Defederico e Iarley.

Fonte: UOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adivinhas

Frases de Amor e Frases Românticas