terça-feira, 10 de agosto de 2010

Trajetos

Esquecer os meus pontos fracos;
Nessa caminhada sofrida;
Onde os fortes mostram seu lado;
E dita as medidas entorno;
Das brechas que se ocorrem;
Em minha pequena vida;
Obesrvar sua partida.

As flores se soltam com a brisa;
A mesma toca nas folhas caidas;
Bate em um caderno escrito;
Por uma moça e bela donzela;
Doce menina e visivel gentileza;
Reparamos quanta felicidade;
Desejamos essa essencia;
Procuro o teu amor nas sombras;
Nossa cabeça de fantasias;
Adianta o lado lindo dessa história;
E sei que no final vou ti ver;
A felicidade será logo minha senhora.

Ouço nos segundos as guerras;
Deixo as majestades e reinos;
Por apenas uma moça;
Isso nos torna um amor possível;
Esquece-se de mim o seu cavaleiro;
Mas sabe que pertenco a ti;
Minha dona e nesse sonho verdadeiro;
Tenho meus ideais e voce esta nele.

Há tanto que se fazer;
Hoje choro de saudade;
Não me conformo que viajei;
Essa amor regressor sendo infinito;
A escuridão pode nos pegar;
Mas a felicidade por aparecer;
O reecontro com o amor;
Lembro que até deixei você;
Estrela guia nessa jornada;
Vencido sempre lhe desejava;
Apenas seu abrigo.

Paulo

Nenhum comentário: