domingo, 13 de setembro de 2009

Paulistas vetaram verde na bandeira

O vice de marketing do Timão, Luís Paulo Rosenberg, que também citou o Furacão como modelo de gestão e modernidade no futebol, explicou a concepção da nova “filial”
corintiana.

“O que estamos fazendo aqui é um licenciamento, pois não envolve dinheiro, mas intercâmbio de jogadores, ações de marketing. Pretendemos abrir, em breve, lojas do clube (Poderoso Timão) nas principais cidades do Paraná (Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu).”

Sobre o escudo do “Corintinha”, que mantém a bandeira paulista, Rosenberg contou que o verde e branco do estandarte paranaense foi vetado pelo Conselho Deliberativo corintiano.

“Todo mundo sabe que nós, corintianos, temos alergia à cor verde. Então, só mudamos o ano de fundação (de 1910 para 2009) e colocamos o Paranaense (as estrelas também saíram). Vamos aproximar ainda mais os dois estados. E essa bandeira é de nós todos: São Paulo é Paraná e Paraná é São Paulo”, completou o bem-humorado vice de marketing, antes de saborear um suculento barreado, servido na sede social do J.Malucelli, agora Corinthians Paranaense, no Barigui.

Nenhum comentário: