quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Bill e Chicão comanda a virada no Pacaembu

O Santos esteve muito perto de encostar de vez no pelotão de elite do Campeonato Brasileiro. O time santista chegou a sair na frente, mas não surportou a pressão do Corinthians, que venceu de virada, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, na abertura da 23ª rodada da competição.

O gol da vitória foi anotado pelo zagueiro Chicão, de cabeça, somente aos 43 minutos do segundo tempo. Isso porque o empate havia acontecido somente nove minutos antes, através do atacante Bill. O gol serviu para Chicão se redimir com a torcida, já que ele havia marcado contra no gol santista.
Com este importante resultado, o Timão acaba com uma sequência de dois empates e mostra que está mais do que vivo na briga pelo título. O time de Mano Menezes assumiu o quinto lugar, com 36 pontos. Cinco a menos que o líder Palmeiras. Por outro lado, o Peixe continua na décima colocação, com 32 pontos.

Show de trapalhadas
O atacante Souza definitivamente ainda não se encontrou dentro do Corinthians. Logo no primeiro lance de perigo do jogo, ele perdeu uma excelente chance de marcar. Após cruzamento da esquerda, o zagueiro Eli Sabiá furou e o Souza, na cara do gol, finalizou para defesa de Felipe. No rebote, o meia Elias quase completou.

A segunda falha de Souza, contudo, foi ainda mais bisonha. O jogador tentou dar um passe de efeito, mas se embaralhou e jogou nos pés do lateral santista George Lucas. O ala arriscou de longe e exigiu grande defesa de Felipe. A resposta foi imediata. Dentinho soltou uma bomba da entrada da área e Felipe, desta vez o santista, espalmou.

O jogo começou bastante movimentado, mas o substituto de Ronaldo continua perdido em campo. Aos 17, Elias fez uma boa jogada pela direita e cruza para a área. Souza comete outra trapalhada e dá uma de zagueiro. Na sequência, Felipe manda para lateral.

Depois do bom início, o ritmo do jogo caiu nos minutos seguintes e passou a ter muitas jogadas mais ríspidas. Aos 30, por exemplo, Dentinho deixou o braço no rosto de Fabão, mas o árbitro Guilherme Cereta de Lima não viu. Sem grandes emoções, a partida se arrastou até o intervalo.

Santos surpreende
Após a queda vertiginosa na segunda metade do primeiro tempo, os dois times voltaram com tudo do intervalo. O jogo recomeçou eletrizante e, antes dos cinco minutos, o Corinthians já havia criada duas boas chances de marcar, enquanto o Santos já havia tido uma. O gol parecia iminente. E estava mesmo.

Aos seis minutos, George Lucas, que vinha levando perigo nos cruzamentos, cobrou falta para a área. O zagueiro Eli Sabiá desviou de cabeça, e o zagueiro Chicão, em cima da linha, jogou contra o próprio gol. No lance seguinte, o mesmo George Lucas cruzou da direita e Kléber Pereira, na segunda trave, cabeceou para um milagre de Felipe.

Deixou o Timão crescer...
Com a vantagem no placar, o Peixe passou a cozinhar a partida, enquanto o Timão lutava para tentar levar algum perigo. Somente, a partir dos 30 minutos, é que o Timão começou a apertar. Isso porque o técnico Vanderlei Luxemburgo cometeu o erro de recuar sua equipe com a entrada do volante Germano na vaga de Róbson.

Explorando as jogadas aéreas, o time do Parque São Jorge finalmente chegou ao empate aos 34 minutos. Jorge Henrique cruzou da esquerda e o atacante Bill cabeceou na trave. No rebote, o próprio jogador só teve o trabalho de completar quase em cima da linha e marcar seu primero gol pelo clube. Por ironia do destino, Bill entrara na vaga de Souza, que deu show de trapalhadas nos primeiros 45 minutos.

O empate, como já era de se imaginar, fez os donos da casa crescerem no jogo. Em contrapartida, o assustado clube da Vila Belmiro passou a considerar o empate um bom resultado. Este foi o segundo erro crucial. Embalado, o Timão virou aos 43. Elias levantou na área, Balbuena desviou para o meio e Chicão, para se redimir do gol contra, cabeceou livre.

Próximos Jogos
Agora, o Corinthians ganhará uma folga de 14 dias, já que seu jogo contra o Coritiba foi adiado para o dia 16 de setembro (quarta-feira), às 21h50, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. Enquanto isso, o Santos joga contra o Santo André, no dia 13 de setembro (domingo), às 16 horas, na Vila Belmiro, na Baixada.

Ficha Técnica

Corinthians 2 x 1 Santos

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo – SP
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima - SP
Cartões Amarelos: Boquita (Corinthians); Emerson, Róbson, Felipe e Fabão (Santos)
Gols: Bill aos 34'/2T e Chicão aos 43'/2T (Corinthians); Chicão, contra, aos 6'/2T (Santos)

Corinthians
Felipe; Balbuena, Chicão e Paulo André; Jucilei, Moradei (Marcelo Oliveira), Elias e Boquita; Dentinho (Henrique), Jorge Henrique e Souza (Bill).
Técnico: Mano Menezes.

Santos
Felipe; George Lucas, Fabão, Eli Sabiá e Léo; Emerson (Pará), Rodrigo Mancha, Robson (Germano) e Paulo Henrique; Madson (Neymar) e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Nenhum comentário: