quarta-feira, 3 de junho de 2009

Gandula do Timão absolvido

Após chamar atleta do Barueri de mané, contratado do Corinthians se livra de punição no STJD.



Mané. Essa palavra, dirigida a um jogador do Barueri, na terceira rodada do Campeonato Brasileiro, poderia ter gerado uma longa suspensão a um gandula que prestou serviços ao Corinthians. Porém, em julgamento realizado nesta terça-feira, dia 2 de junho, e conduzido pela Segunda Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Eduardo Nonato Silva, contratado da equipe do Parque São Jorge, foi absolvido por maioria de votos.

Na sessão, um dos auditores, Francisco de Assis Pessanha Filho, chegou a pedir para que se baixassem os autos para que o Corinthians fosse denunciado também, entendendo que o clube era responsável pelo gandula. No entanto, esse não foi o entendimento da maioria da comissão, que não levou o pedido adiante e ainda absolveu Eduardo.

O próprio advogado do Timão, João Zanforlim, em sua defesa por escrito, uma vez que não compareceu ao tribunal, pediu a suspensão do gandula. “Não vou ao STJD defendê-lo, pois a imagem mostra claramente que, de fato, houve ofensa. O Corinthians não concorda com esse tipo de atitude. Já deixei minha defesa por escrito no tribunal, onde peço que o gandula seja mesmo punido na pena prevista no artigo em que foi denunciado. É inadmissível que se tenha tal conduta, até porque o gandula recebe um cachê para estar em campo”, declarou, em entrevista ao site Justicadesportiva.com.br.

Segundo relatou o árbitro da partida, aos 24 minutos do segundo tempo, o gandula foi expulso de campo por jogar a bola longe e chamar o lateral-esquerdo Márcio Ferreira, conhecido como Márcio Careca, do Barueri, de “mané”. Por causa do episódio, Eduardo Nonato Silva foi denunciado no artigo 186 (contra árbitro ou auxiliar ou contra pessoa vinculada à entidade de administração ou de prática desportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê punição de 60 a 360 dias sem poder atuar.

A última passagem do Timão no STJD foi na segunda-feira, dia 1º, quando o time foi absolvido, por unanimidade, da denúncia de invasão de campo de um de seus torcedores. O fato aconteceu no Maracanã, na partida de ida das semifinais da Copa do Brasil, contra o Vasco, que terminou empatada em 1 a 1. As duas equipes voltam a se enfrentar nesta quarta, dia 5, no Pacaembu.

Nenhum comentário: