quarta-feira, 8 de abril de 2009

O AMOR MATEMÁTICO

Meu pensamento é deveras radical:
se sou um cara quadrado,
sou um quadrado perfeito
dentro da raiz de seu amor.

Amor, expoente de vida,
incógnita mal definida,
de expressão sem igual
e que, sem mais nem menos,
divide a vida de dois
pra se multiplicar depois.

Carlos Roberto N. Morais

Nenhum comentário: