sábado, 11 de abril de 2009

Clientes não pagarão por período de falhas no Speedy, diz Telefônica

Empresa está em contato com Anatel e órgãos de defesa do consumidor. Internautas ainda enfrentam dificuldades de conexão e lentidão na rede.

Os clientes do Speedy não pagarão pelo período desta semana que ficaram sem acesso ao serviço de banda larga. Em nota divulgada na tarde desta sexta-feira (10), a Telefônica informou estar em contato com a Anatel e entidades de defesa do consumidor “para que, nos termos da regulamentação vigente, não sejam cobrados os períodos de instabilidade do serviço”. A empresa ainda não divulgou se o desconto será automático ou como os clientes deverão proceder para obter o abatimento na conta.

O serviço de banda larga começou a apresentar problemas na segunda-feira (6), e nesta sexta diversos usuários ainda reclamam de dificuldades de acesso e lentidão.

No comunicado desta sexta, a empresa também divulgou que os ataques externos que comprometeram o acesso ao Speedy não são observados desde as 21h30 da noite de quarta-feira (8). A companhia havia divulgado na quinta ter sido vítima de ataques de hackers, que acarretaram dificuldades de navegação em páginas da internet aos seus clientes.

Entenda como funciona o ataque que derrubou o Speedy

Ainda de acordo com a empresa, os ataques foram realizados em momentos específicos, e com duração definida: 06 de abril (por volta de 22h15, com duração aproximada de 30 minutos), 07 de abril (por volta de 11h15, com duração aproximada de 3 horas e 45 minutos; volta de 17h45, com duração aproximada de 3 horas e 45 minutos) e 08 de abril ( por volta de 01h40, com duração aproximada de 10 minutos; por volta de 21h00, com duração aproximada de 01 hora e 40 minutos).

Reclamações

As reclamações feitas durante toda a semana continuam nesta sexta. Via computadores que não se conectam via Speedy (do trabalho, por exemplo) ou nos momentos em que o serviço apresenta conexão -- mesmo que instável --, os internautas aproveitam para relatar as dificuldades enfrentadas em navegar na internet.

Em e-mail ao G1, um leitor escreveu nesta tarde: “em pleno feriado o Speedy está com muita lentidão no serviço e tem vezes que não conecta. Isso não será solucionado logo?”, questiona. Outro canal comum para “desabafo” são as redes sociais.

Uma comunidade do Orkut que reúne clientes do Speedy tem diversas reclamações postadas nesta sexta. Os internautas reclamam de lentidão de acesso e de dificuldades para falar na central de atendimento da Telefônica. “Até o Google está lento para abrir. Vídeo, então, nem comento”, “páginas estão péssimas para abrir, downloads ruins também”, “péssimo”, “a net discada está mais rápida” e “acabei de ligar para a Telefônica e disseram que o problema de conexão aconteceu somente na quarta e na quinta-feira” são alguns relatos.

No site de microblog Twitter, o tom é o mesmo. Além de repassar links de notícias sobre as falhas de conexão, os internautas usam as mensagens de até 140 caracteres para reclamar.

“Quase no meio da tarde e o meu Speedy ainda não funciona direito”, “entre a primeira e a segunda twittada levei quase 1 ano”, “o Brasil tinha a quinta pior banda larga do mundo. Algo me diz que pulamos umas duas posições nesse ultrajante ranking”, “meu Speedy continua lerdo. Estou até me acostumando. Acho que vou estranhar se voltar a normal, se é que isso vai acontecer” e “estou contando histórias no twitter porque o Speedy continua ferrado. Não consigo fazer mais nada, nada, nada” e “aquele problema da telefônica/speedy continua? porque sério, tá difícil” são alguns dos relatos postados na tarde desta sexta.

Fonte: G1

Nenhum comentário: