quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Stewart quer Mosley e Ecclestone longe da Fórmula 1

Crítico de longa data do presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Max Mosley, Jackie Stewart resolveu atacar também Bernie Ecclestone. Segundo o tricampeão da Fórmula 1, ambos os dirigentes pouco acrescentam à categoria e deveriam deixar os seus caros o mais rápido possível.

Presente na divisão de dinheiro da Fórmula 1 desde 1970, Ecclestone foi o principal alvo das críticas desferidas por Stewart em entrevista ao jornal britânico The Times nesta segunda-feira. Segundo o escocês, o chefão comercial da categoria tem muito poder e impede o surgimento de sucessores em potencial.

“O poder de Bernie é tão grande que aniquila qualquer vontade de mudança”, disse o ex-piloto. “Não acho que Bernie possa trazer gente para ajudá-lo nesta fase de transição, porque já demorou muito tempo para atingirmos coisas que deveriam será atingidas anos atrás. Você olha para a estrutura dele e vê que não há um sucessor”.

Como se não bastassem as críticas a Ecclestone, Stewart manteve suas críticas contra a administração de Max Mosley na FIA.

“Acho que Max deveria se desligar completamente dos esportes a motor e da indústria automotiva”, atacou o escocês, que ainda não se esqueceu do escândalo escocês envolvendo o mandatário. “Ele representa uma figura inimaginável se fosse chefe de um comitê olímpico ou de uma federação de futebol”.

Fonte: Placar

Nenhum comentário: