sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

SP: metalúrgicos iniciam paralisação em empresa de autopeças

Metalúrgicos da autopeças Magneti Marelli Cofap, de São Bernardo, na Grande São Paulo, decidiram nesta sexta-feira iniciar uma paralisação em protesto pelas demissões feitas pela empresa na quinta-feira. Cerca de 450 empregados, 20% do total, foram mandados embora.

Cerca de 80% da produção da unidade da empresa em São Bernardo é exportada para os Estados Unidos, país onde a crise econômica mundial começou.

O objetivo do metalúrgicos é abrir novas negociações para discutir as demissões, a exemplo do que ocorreu com a TRW, Proxyon, Fiamm , Proema e outras empresas. A TRW enviou carta de demissão a 172 trabalhadores, mas voltou a negociar após ato de protesto que paralisou a produção da fábrica de Diadema.

"Nós apresentamos a proposta de férias coletivas, licença remunerada e banco de horas. A empresa afirmou que precisa enxugar o quadro de funcionários e a partir de agora demitiu, e não tem retorno", afirmou José Cícero Barboza de Melo, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Procurados pela Agência Brasil, os diretores da Magneti Marelli Cofap não foram encontrados para comentar o caso.

Fonte: Terra

Nenhum comentário: