sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Procon: pesquisar material escolar leva a economia de R$ 300

Um estudo feito pelo Procon-DF mostrou que os pais, apesar do pouco tempo até o início do ano letivo, devem se preocupar em pesquisar preços antes de comprar material escolar. Com a alta do dólar, livros e materiais importados estão cada vez mais caros.

O órgão divulgou nesta sexta-feira uma pesquisa de preços com 127 itens de material escolar vendidos por estabelecimentos comerciais do Distrito Federal. A análise dos custos indica que o consumidor pode economizar até R$ 301,58 se comprar nos lugares que apresentam preços mais baixos.

A pesquisa mostra que se os pais comprarem os itens de maior preço, o custo chegará a R$ 1.009,50, ao passo que a soma na lista com os menores valores cai para R$ 707,92. Caso a pessoa compre os produtos de preços médios, o gasto sobe para R$ 864,66.

De acordo com o presidente do Procon-DF, Ricardo Hernane Pires, o papel da instituição é defender os interesses do consumidor. "A realização dessa pesquisa está perfeitamente relacionada a esse papel, ou seja, o Procon está cumprindo a sua função, que é de orientar e alertar os pais com relação aos preços, mostrando que a diferença pode chegar a até 82% em itens como lápis, régua e canetas", explica.

"É importante que os pais comprem somente o que for necessário. Nessa época de crise e principalmente nesse mês de janeiro, que é um período em que os pais têm muitas despesas, pois é o mês em que irão pagas as compras de Natal que vencem no cartão de crédito, despesas com férias, mensalidades escolares e impostos", ressalta Ricardo.

Os dados foram coletados entre 5 e 9 de janeiro deste ano. A pesquisa está à disposição da população para consulta no site do Procon-DF (www.procon.df.gov.br).

Fonte: Invertia

Nenhum comentário: