sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

[Novelas] Mulheres de Areia

Nome/Ano: Mulheres de Areia (1993)
Formato/Género: Telenovela
Duração: 45 min. aproximadamente
Criado por: Ivani Ribeiro
Diretor(es): Wolf Maya
Elenco Glória Pires, Guilherme Fontes, Marcos Frota, Raul Cortez, Vivianne Pasmanter, Humberto Martins e grande elenco
Tema de abertura e encerramento: Sexy Iemanjá, Pepeu Gomes
Exibição País: Brasil
Emissora(s) de televisão: Rede Globo
Idioma Português
Transmissão original: 1 de fevereiro de 1993 – 25 de setembro de 1993
N. de episódios: 201 capítulos

Sinopse: Mulheres de Areia foi uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e exibida no horário das 18 horas, entre 1 de fevereiro e 25 de setembro de 1993, totalizando 201 capítulos.
Foi escrita por Ivani Ribeiro, com a colaboração de Solange Castro Neves, e dirigida por Wolf Maya, Carlos Magalhães e Ignácio Coqueiro, com direção geral de Wolf Maya.
Este foi um remake da telenovela de mesmo nome transmitida na extinta Rede Tupi, em 1973/1974, com Eva Wilma interpretando as duas personagens principais da trama, as gêmeas Ruth e Raquel.


[esconder]

* 1 Enredo
* 2 Elenco
o 2.1 Estrelando
o 2.2 Principais
o 2.3 com
o 2.4 Participações especiais
* 3 Trilha sonora
o 3.1 Nacional
o 3.2 Internacional
* 4 Produção
* 5 Curiosidades
* 6 Audiência
* 7 Prêmios


[1] Enredo

O jovem Marcos Assunção está de volta à cidade litorânea de Pontal D'Areia para auxiliar nos negócios da família Assunção . O rapaz conhece e se apaixona pela doce Ruth, filha de uma família de pobres pescadores, mas acaba envolvido por Raquel, a irmã gêmea de Ruth. As irmãs são idênticas, mas de personalidades opostas. Enquanto Ruth ama o jovem de verdade, Raquel ambiciona sua posição e fortuna, e mantém o seu relacionamento amoroso com Wanderley, um mau-caráter. Quem percebe tudo isso é o doente mental Tonho da Lua, o protegido de Ruth, famoso por esculpir mulheres nas areias da praia, e que sofre com a perseguição e com as maldades de Raquel.

Mas Raquel tem que enfrentar Virgílio Assunção, o pai de Marcos, que não aceita o namoro. Virgílo, um homem prepotente e inescrupuloso, é o vice-prefeito e dono do maior hotel da cidade. Seu sonho é fazer de Pontal D'Areia um centro turístico, mas tem que lidar com o prefeito da cidade, o ambientalista Breno, que proíbe banhos de mar devido à poluição perigosa. A população da cidade fica dividida, e Breno tem uma forte aliada, Tônia, uma comerciante local. Para desmoralizar Breno, Virgílio põe espantalhos nas praias, simbolizando o prefeito que assusta os turistas. Mas Virgílio também tem que enfrentar problemas dentro de sua casa. Malu, a filha rebelde, o culpa pela morte do noivo e vive a provocá-lo, até que a moça conhece o vaqueiro Alaor, que trabalha com sua prima Arlete Assunção. Alaor é um homem rude, e muda o seu alvo, tentando a todo custo domar as impetuosidades de Malu.

Enquanto isso, Ruth sofre calada com o casamento da irmã Raquel, mesmo sabendo que ela está com Marcos só por interesse. A história tem uma reviravolta quando Raquel é dada como morta e Ruth assume a sua identidade, para ficar ao lado do homem que ama. Mas Raquel não morreu, e volta querendo ter tudo que era seu de volta, nem que para isso tenha que matar algumas pessoas.
Marcos Frota, como o deficiente mental Tonho da Lua.

[2] Elenco

[2.1] Estrelando

* Glória Pires - Ruth Araújo /Raquel Araújo

[2.2] Principais

* Guilherme Fontes - Marcos Assunção
* Marcos Frota - Tonho da Lua
* Raul Cortez - Virgílio Assunção
* Suzana Vieira - Clarita (Clara Assunção)
* Vivianne Pasmanter - Malu (Maria Lúcia Assunção)
* Humberto Martins - Alaôr de Almeida Passos
* Thaís de Campos - Arlete Assunção
* Laura Cardoso - Isaura Araújo
* Sebastião Vasconcelos - Floriano Araújo

[2.3] com

* Karina Perez - Andréa Sampaio
* Alexandra Marzo - Carola Sampaio
* Adriano Reys - Oswaldo Sampaio
* Nicette Bruno - Julieta Sampaio (Juju)
* Andréa Beltrão - Tônia
* Carlos Zara - Zé Pedro
* Eloísa Mafalda - Manuela
* Daniel Dantas - Breno Soares de Azevedo
* Isadora Ribeiro - Vera Soares de Azevedo
* Henri Pagnoncelli - Dr. César
* Irving São Paulo - Zé Luís
* Jonas Bloch - Alemão
* Paulo Goulart - Donato
* Gabriela Alves - Glorinha
* Eduardo Moscovis - Tito
* Giovanna Gold - Alzira
* Suely Franco - Celina de Almeida Passos
* Oscar Magrini - Vitor
* Fabrício Bittar - Reginho
* Paulo Betti - Wanderley Amaral
* Edwin Luisi - Dr. Munhoz
* Ricardo Blat - Marujo
* Evandro Mesquita - Joel
* João Carlos Barroso - Daniel
* Alexia Dechamps - Maria Helena
* Serafim Gonzalez - Garnizé
* Stepan Nercessian - Delegado Rodrigo
* Antônio Pompeo - Servílio
* Denise Milfont - Vilma
* Joel Barcellos - Chico Belo
* Lu Mendonça - Do Carmo
* Cibele Larrama - Luzia
* Marco Miranda - Duarte
* Marcelo Mansfield - Santiago
* Cleyde Blota - Hilda
* Kleber Drable - Padre João
* Leonardo Miranda - Jota
* Luciano Vianna - Tavinho
* Roney Villela - Carijó
* Toi Bressane - Rozendo

[2.4] Participações especiais

* Nathália Timberg - Juíza
* Cláudio Cavalcanti - Procurador
* Dary Reis
* Jorge Cherques
* Wolf Maya

[3] Trilha sonora

[3.1] Nacional
Mulheres de Areia Nacional
Trilha sonora por Vários Intérpretes
Lançado em 1993
Gênero(s) Vários
Formato Vinil, K7, CD
Gravadora(s) Som Livre
Produção
e arranjos Roger Henri
Cronologia - Vários Intérpretes
- Mulheres de Areia Nacional Mulheres de Areia Internacional

Capa: Glória Pires

1. Ai Ai Ai Ai Ai - Ivan Lins - (tema de Raquel)
2. Pensando em Minha Amada - Chitãozinho & Xororó - (tema de Alaôr)
3. Sexy Iemanjá - Pepeu Gomes - (tema de abertura)
4. Encontro das Águas - Maurício Mattar - (tema de Marcos)
5. Caminhos Cruzados - Gal Costa - (tema de Clarita)
6. Ovelha Negra - Os Fantasmas - (tema de Malu)
7. Paraíso - Mariana Leporace - (tema de locação de Pontal d'Areia)
8. Down - T Set Squad
9. Toque de Emoção - Joanna - (tema de Andréia)
10. A Vida é Festa - Banda Beijo - (tema da aldeia de pescadores)
11. Desafios - Simone - (tema de Arlete)
12. Figura - Orlando Morais - (tema de Ruth)
13. Fantasia Real - Biafra - (tema de Tonho da Lua)
14. Gita - Raul Seixas - (tema de Tônia)
15. Dirty Game - Easy Rider - (tema dos amigos de Malu)
16. Voyager - Franco Perini

[3.2] Internacional
Mulheres de Areia Internacional
Trilha sonora por Vários Intérpretes
Lançado em 1993
Gênero(s) Vários
Formato Vinil, K7, CD
Gravadora(s) Som Livre
Produção
e arranjos Roger Henri
Cronologia - Vários Intérpretes
Mulheres de Areia Nacional Mulheres de Areia Internacional -

Capa: Guilherme Fontes

1. Easy - Faith no More - (tema de Ruth e Marcos)
2. Sweat - A La La La La Long - Inner Circle
3. Bed of Roses - Bon Jovi - (tema de Malu e Alaôr)
4. See the Light - Snap
5. Let it Me Be - Ouriel - (tema de Marcos)
6. Close Encountres - Clouseau
7. Forever in Love - Kenny G
8. Bad Bad Boys - Midi, Maxi e Efti
9. Wild Thing - Tone Loc
10. Simple Life - Elton John
11. Looking at my Girl - Double You
12. No Ordinary Love - Sade - (tema de Raquel)
13. Latin Motion - Frank Shadon
14. Groovin' in the Midnight - Max Priest
15. The Colour of the Risk - Franco Perini

[4] Produção

* As externas da novela foram gravadas em três lugares: em Jacarepaguá, na cidade cenográfica, em Angra dos Reis e em Tarituba, no litoral do sul fluminense.
* A cidade cenográfica de Mulheres de Areia foi inserida por newsmate, uma tecnologia que permite o recorte das imagens gravadas sobre chromakey - sobre a imagem da praia de Angra, com a fachada do hotel, o que permitiu a continuidade das gravações. Foram criados 170 ambientes para os cenários em estúdio.
* Para além de toda a tecnologia que permitiu a realização destas cenas, o diretor Wolf Maya destacou o profissionalismo da protagonista, Glória Pires. Segundo ele, Glória fazia a continuidade das personagens, sabia onde estava a sua mão e como tinha mexido nos cabelos durante a cena. Para além disso, eram coladas no cenário fitas crepes, marcando os lugares para os quais a atriz deveria olhar [2].

[5] Curiosidades

* Exibida entre 1º de fevereiro e 25 de setembro de 1993 em 203 capítulos.

* A idéia do remake surgiu em 1990. No entanto, após conversas entre a autora e a direção, o projeto foi adiado para 1992, ocasião na qual substituiria a novela Felicidade. A novela já estava em fase de produção quando, mais uma vez, foi adiada devido à gravidez da protagonista, Glória Pires. Wolf Maya, diretor da trama, chegou a convidar outras atrizes, como Cláudia Abreu, Malu Mader e Maria Padilha para assumir o papel de Glória, mas acabou desistindo e preferiu esperar o nascimento do bebê. A Globo então encomendou, em caráter de urgência, uma trama de Walter Negrão para o horário. Nascia então Despedida de Solteiro.

* "Mulheres de Areia" foi reapresentada na sessão Vale a Pena Ver de Novo entre 25 de novembro de 1996 e 25 de abril de 1997, às 14h20, em 110 capítulos, com grande sucesso, atingindo a excelente média de 37 pontos no horário. Mesmo índice registrado pela reprise de Brega & Chique, em 1989, Cambalacho, em 1991 e Rainha da Sucata, em 1994, em média geral de audiência.

* Para a novela, Ivani Ribeiro inspirou-se numa antiga radionovela sua, As Noivas Morrem no Ar, de 1965.

* No remake, Ivani Ribeiro incorporou as tramas de outra novela sua, O Espantalho, no caso da luta do prefeito Breno (no original, Fábio Cardoso), contra a poluição das praias, esbarrando na oposição de Virgílio Assunção - antes, Rafael (Jardel Filho), o vice-prefeito e dono de vários hotéis na região da cidade. O resultado obtido foi muito bom, enriquecendo ainda mais a história das irmãs gêmeas de personalidades distintas.

* Assim como no original, as cenas nas quais Ruth e Raquel contracenavam encantaram o público, melhoradas agora com o aparato técnico desenvolvido em duas décadas.

* Por ser tão vingativa, Raquel foi considerada uma das piores vilãs de todos os tempos. Chegou a estar do lado de Maria de Fátima, personagem também de Glória Pires, da novela Vale Tudo.

* Em 1993, o trabalho para duplicar Glória Pires era muito mais manual (exigindo assim mais da produção, dos atores, e, consequentemente, dos diretores) do que visual. Quando as gêmeas apareciam juntas no ar, Glória gravava primeiro como Ruth, no cenário original, e contracenava com a dublê Graziela Di Laurentis. Depois, ela gravava como Raquel, num anexo todo em azul, que reproduzia os objetos do cenário original. Como azul por azul não é captado pela câmera, ele era automaticamente substituído pelo cenário original e então, novamente com a ajuda da dublê e de um ponto eletrônico - no qual Glória ouvia as falas de Ruth -, eram gravadas as cenas como a gêmea má [4].

* Nem sempre quando Glória Pires aparecia abraçando a si própria era necessária a utilização da dublê Graziela Di Laurentis. Quando isso acontecia, eram usadas técnicas de chromakey e câmera travada, um computador gráfico e um equipamento importado especialmente para a novela: o memory-head (cabeçote com memória de movimento).

* Graziela Di Laurentis, a dublê de Glória Pires, aparecia na abertura de Anjo Mau, em 1997, cuja trama também foi protagonizada por Glória.

* Mulheres de Areia fez tanto sucesso na Rússia, que o governo chegou a exibir o último capítulo num dia de eleições, para evitar que as pessoas viajassem, já que era feriado, e se abstivessem das votações [5].

* Devido à questão da poluição das praias, foram transmitidas pela novela informações sobre doenças relacionadas ao assunto, como hepatite e cólera.

* Os atores Carlos Zara e Serafim Gonzalez, que participaram da primeira versão interpretando Marcos Assunção e Alemão, respectivamente, também estavam presentes nesta versão. Zara como Zé Pedro, pai da comerciante Tônia, personagem de Andréa Beltrão - outro núcleo de O Espantalho- e Gonzalez como Garnizé, um dos pescadores. Serafim era o autor real das esculturas de areia que deram nome a trama.

* Para além de Marcos Frota, Eduardo Moscovis e Irving São Paulo fizeram testes para interpretar a personagem Tonho da Lua. Marcos acabou ficando com o papel.

* A novela foi repleta de atuações marcantes. Além de Glória Pires, inesquecível no papel das gêmeas, destacaram-se Marcos Frota como o doente mental Tonho da Lua, Raul Cortez como o ambicioso Virgílio Assunção, e o casal Vivianne Pasmanter e Humberto Martins como Malu, a rebelde, e, Alaor, o cowboy.

* Antes de começar a carreira de atriz, Mônica Carvalho aparecia na abertura da novela. Ela foi capa da revista Playboy, de maio de 1993.

* A novela teve tanto sucesso,que no meio da novela, foi pensada a estratégia da botar a novela no horário das 19:00hs, para tentar subir a audiência do horário,que estava em crise,e a novela O Mapa da Mina fosse as 18:00, por seu fracasso, para não piorar mais aindo o horário,mas a emissora deixou os planos de lado na última hora

[6] Audiência

* Mulheres de Areia foi um tremendo sucesso. Sua média semanal nunca ficou abaixo de 50 pontos [6], um fenômeno para o horário das 18h. A média geral da novela foi de 55 pontos. Está acima de todas as novelas das 20h da década de 2000, sendo a maior audiência do horário das 18h de todos os tempos. Em 2° lugar está A Gata Comeu (1985), de Ivani Ribeiro, com 54 pontos, e em 3° está Fera Radical (1988), de Walter Negrão, com 51 pontos.

* Sua reprise também foi um tremendo sucesso: teve a excelente média de 37 pontos, e seu último capítulo, exibido no dia 25 de abril de 1997, marcou 39 pontos de média, uma das maiores da história do Vale a Pena Ver de Novo. Teve a mesma audiência que as reprises de Brega e Chique, em 1989, Cambalacho, em 1991, e Rainha da sucata, em 1994.

[7] Prêmios

APCA (1993):

* Melhor Atriz - Glória Pires

Troféu Imprensa (1993):

* Melhor Atriz - Glória Pires

Nenhum comentário: