sábado, 10 de janeiro de 2009

Normalizando trabalhos acadêmicos (4 de 4)

Baixe o arquivo de exemplo e siga as dicas para formatar seu trabalho de maneira impecável.

Final do ano chegando e a loucura para entrega de trabalhos finais e monografias se intensifica. E, mais do que nunca, você precisa estar afinado com as Normas da ABNT. Neste artigo, vamos apresentar as regras gerais para normalização de trabalhos acadêmicos, seguindo como base a NBR 14724. Para facilitar um pouco sua vida, decidimos colocar um arquivo do Word para download. Nele, as margens e a estruturação do trabalho já estão definidas. Basta substituir os seus dados na capa e folha de rosto, por exemplo, e segui-lo como base. Antes disso, confira os artigos anteriores sobre as Normas da ABNT.

1. Definições e conceitos gerais: introdução ao assunto.

2. Citações: dicas para criação de citações e exemplos

3. Referências: processos para elaboração de refrências bibliográficas e exemplos.

4. Normalização de trabalhos acadêmicos: hoje.

Um ponto importante a ser citado é que este arquivo não possui nenhum tipo de numeração de páginas, justamente pelo fato de que muitos usuários poderão inserir outros elementos, que não são obrigatórios e que você verá na seqüência, no trabalho. Clique na imagem a seguir para fazer o download. Uma página se abrirá, você deve clicar em "Click here to start download" para que seu download seja iniciado.



Elementos obrigatórios

Em um trabalho acadêmico, existem elementos da estrutura considerados obrigatórios, ou seja, se você esquecer de colocá-los perderá pontos. Eles são:

Pré-Textuais (elementos que vêm antes do trabalho propriamente dito): Capa, Folha de Rosto, Resumo, Sumário (por falar em sumário, aqui fica a dica de artigo para criação de sumários automáticos, clique aqui para acessar). Essa é a relação de elementos essenciais, mas se você achar necessário, poderá adicionar uma página de errata (corrigindo algum erro verificado após a impressão do trabalho e sem tempo para correção), folha de aprovação, dedicatória, agradecimentos, epígrafe (que é uma frase que você julgue impactante para seu trabalho), lista de ilustrações, lista de abreviaturas e siglas e lista de símbolos.
Textuais: seu trabalho, com introdução, desenvolvimento e considerações finais.
Pós-Textuais (elementos que vêm depois da conclusão do seu trabalho): Referências. Outros elementos adicionais são: apêndice, anexo e glossário.
Numerando as páginas

Como já foi dito, o arquivo de download não possui o número de páginas. Mas a contagem é simples: a partir da folha de rosto, a segunda folha encontrada no arquivo de download, você inicia a contagem pelo número 1. Entretanto, você não deve colocar a numeração em nenhum elemento pré-textual. Deste modo, a primeira página a apresenta numeração será a folha referente a Introdução, antes dela, as folhas são contadas mas não devem ter numeração. Estes números de páginas devem constar no canto superior direito da folha.

Margens e espaçamento

Como você pode verificar no arquivo baixado, as margens do trabalho devem ter os valores de Superior: 3cm; Esquerda: 3cm; Inferior: 2cm e Direta: 2cm.



Esses são os valores de base para a apresentação do seu trabalho, lembrando que todo o desenvolvimento do texto deve ter os parágrafos justificados. Os espaços entre linhas devem ser de 1,5, com exceção das citações longas que são apresentadas em espaços simples e deslocamento de 4cm em relação à margem (ver artigo sobre citações).

Numeração de seções

O conteúdo do seu trabalho é dividido em seções, sendo que normalmente você começa por: 1 INTRODUÇÃO, 2 JUSTIFICATIVA e assim por diante. Mas quando o trabalho possuir mais de uma subdivisão de seção, a numeração desses itens expressa-se da seguinte maneira:



Note a descrição sobre cada seção, de acordo com o aspecto do item, para inclusão de negrito e letras maiúsculas. Siga como base a primeira linha da tabela. No exemplo a ser baixado, você terá uma visualização melhor.

A receita de bolo está aí! Basta seguir os passos apresentados nos artigos anteriores e, com certeza, você não terá mais problemas em compreender como deve ser feita a normalização, usando as Normas da ABNT.

Nenhum comentário: