segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Golpe transforma formatura em pesadelo para estudantes do interior de SP

Mais de cem estudantes de Marília não conseguiram se formar. Formandos encontraram portões da festa de universidade fechados.

O sonho de formatura virou pesadelo para mais de cem estudantes de enfermagem de uma universidade de Marília, a 435 km de São Paulo. A festa, que foi paga durante quatro anos, não aconteceu.

De portões fechados. Foi assim que a formanda Adriana Gigueira encontrou o local onde seria realizado o baile de formatura da turma de enfermagem. "Cheguei com meus tios, com a minha mãe, com o meu namorado. É frustrante. Principalmente para a família que foi quem ajudou a pagar as roupas, a festa", disse.

No lugar de festa e alegria, o que se viu no local foi a indignação de formandos e convidados. "A gente pagou, a gente veio para a festa. A gente é de fora, (veio) com a família toda e não vai ter festa. A gente está aqui sem explicação", protestou Ligiane Aparecida Barbosa, outra formanda.

O estudante Ricardo de Oliveira Soares trouxe toda a família de Barra do Choça, na Bahia. Além das despesas com a formatura e a viagem de 1.650 quilômetros, ele ainda alugou uma chácara para abrigar todos os parentes. "Fica a decepção para todos. Todo mundo tinha um sonho. Os pais, familiares, todos. Principalmente nós formandos que tínhamos um sonho a ser realizado e foi tudo por água abaixo", disse.

Algumas famílias registraram boletim de ocorrência para que seja apurada a responsabilidade sobre o caso. "É crime e quem cometeu esse crime deve ser punido", afirmou o advogado Albanir Fraga Figueiredo. Foi instaurado inquérito para investigar o caso.

Fonte: G1

Nenhum comentário: