sábado, 10 de janeiro de 2009

Equador: embaixador brasileiro vai ao Senado na 3ª

O embaixador do Brasil em Quito, capital do Equador, Antonino Marques Porto, presta esclarecimentos amanhã a parlamentares da Comissão de Relações Exteriores do Senado. Ele foi chamado ao Brasil depois da decisão do presidente equatoriano, Rafael Corrêa, de suspender as obras da Usina Hidrelétrica San Francisco, feita pela Odebrecht, e não pagar o empréstimo feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de US$ 243 milhões para a construção da usina.

O presidente da comissão, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), pediu uma postura mais firme do Brasil com relação aos questionamentos do presidente Rafael Correa quanto à legalidade da dívida por terem sido constatadas irregularidades na obra, executada por consórcio. "Não podemos aceitar isso. A partir do momento que o presidente equatoriano anuncia o calote na dívida, temos de ficar com o pé atrás. Palavra empenhada é palavra assumida."

"É preciso que seja historiado, de maneira oficial, todo o desenrolar dessa história. Queremos que os fatos sejam esclarecidos para que possamos tomar providências", disse o parlamentar. "O Congresso, através do Senado, quer colaborar para a solução desse impasse", completou.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário: