sábado, 10 de janeiro de 2009

Brasil não descumpriu regra, diz Amorim sobre Equador

Ao contrário do que afirma o governo do Equador, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, garantiu nesta manhã, durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado, que o Brasil não descumpriu nenhuma regra estabelecida pelo Convênio de Créditos Recíprocos (CCR), mecanismo que rege os empréstimos entre países da América do Sul.

O ministro rebatia a informação de que o Equador solicitou à arbitragem internacional a suspensão dos pagamentos ao BNDES sob a alegação de que o Brasil cometeu irregularidades no CCR ao capitalizar juros em notas promissórias que ainda não foram pagas.

O ministro afirmou que a alegação não procede. "Juros sobre juros foi o contrato firmado e assinado pelo procurador Geral da Fazenda (do Equador) e aprovado pelo Congresso (daquele país)", disse.

Para o ministro, o fato de o Equador estar questionando o empréstimo do BNDES é uma espécie de "tiro no pé" já que o Brasil é uma das poucas fontes de crédito que o governo daquele país ainda pode contar.

Fonte: Terra

Nenhum comentário: